As prioridades mudam com o decorrer do tempo

Carlos é um estudante de engenharia que está cursando o quarto ano da graduação. Estimulado pelo ambiente universitário que incentiva a pesquisa e o desenvolvimento de novas idéias, e motivado por alguns professores que são referenciais em seus respectivos campos de atuação, Carlos devota boa parte de suas horas livres no aprofundamento de seu projeto de pesquisa. Ele quer construir o mais amplo acervo possível de conhecimentos em sua especialidade, a fim de, no futuro, também se tornar referência em sua área de pesquisa.

Maria é gerente executiva de um grande banco estrangeiro de investimentos que resolveu implementar filias no Brasil. Aos 26 anos, solteira e sem filhos, ela vê um nicho de ótimas oportunidades para sua empresa crescer e fazer bons negócios, sobretudo nos setores imobiliários e da construção civil. Como as possibilidades de expansão de sua empresa são bem evidentes, ela foca atualmente na construção e consolidação de sua carreira profissional, que lhe possibilitará, inclusive, uma plataforma financeira estável para alçar novos e diferentes vôos no futuro, como um casamento e criação de filhos.

Eduardo trabalha em uma concessionária de automóveis. Com 35 anos de idade, já tem 10 anos de experiência no ramo, um reputação firmada na área em que atua – venda de carros para empresários rurais – 2 filhos pequenos, um de 4 e outro de 2 anos de idade, e uma esposa – que está grávida do terceiro filho. Seu tempo – que há 7 anos atrás estava quase que exclusivamente devotado à construção de sua carreira profissional – hoje está centralizado em dar atenção à sua família. Nos finais de semana nem lê os emails do trabalho, e combinou com seus supervisores que sexta-feira só trabalha pela manhã, tudo com o objetivo de ter tempo de qualidade e atenção suficientes para sua família.

São três histórias diferentes, de três pessoas que estão em diferentes estágios da vida. O que elas têm em comum? Que as prioridades mudam com o decorrer do tempo. Carlos, o universitário, no momento em que se encontra, não tem a preocupação de saber se férias de 30 dias tiradas de uma só vez valem mais do que três férias de 10 dias cada – afinal, ele não trabalha nem tem esposa e filhos -, preocupação essa que talvez seja importante para Eduardo. Maria, por sua vez, centra sua energia na busca de negócios que proporcionem mais renda e bônus em sua conta, ainda que isso tenha um custo efetivo em termos de tempo e esforço, e ainda que isso signifique fazer hora extra e gastar tempo em hotéis e mudanças contínuas de cidade, coisas que certamente Eduardo não se proporia a fazer, já que a preocupação dele está mais centrada em ganhar tempo com a família do que em ganhar dinheiro com sua carreira.

É por isso que não existe uma fórmula única para encontrar o equilíbrio entre o dinheiro e o tempo, como bem afirmou o Trent em seu artigo (em inglês) Balancing Money and Time, do blog The Simple Dollar, que me inspirou a escrever esse post. As pessoas são diferentes, as prioridades são diferentes. Não existe certo e errado, mas sim o que é mais adequado para cada pessoa, em cada momento da vida. E mesmo dentro de cada pessoa as prioridades podem ser diferentes e mudar – e frequentemente mudam – com o decorrer do tempo. E isso porque as coisas adquirem significados de acordo com os contextos em que estão inseridas, e o contexto, por óbvio, pode mudar com o transcurso do tempo.

Talvez sua prioridade hoje seja construir uma carreira profissional. Você é solteiro, não tem filhos, e tem um mar de possibilidades em decorrência de seu conhecimento e de sua idade. Vá em frente. Capriche. A solidificação de uma carreira profissional não só trará benefícios imediatos para você em sua área de atuação, como também lhe proporcionará suporte financeiro para ter novas prioridades no futuro. Quem sabe não é exatamente a constituição de uma família? Se você tem isso em mente, economizar o máximo que puder (respeitados, é claro, seus limites saudáveis), e ganhar e investir o máximo que conseguir trarão benefícios incalculáveis no futuro.

Talvez sua prioridade hoje seja dar atenção aos seus filhos e à sua esposa. Aqui, valorizar tempo de qualidade que desfruta com eles passa a ter muito mais importância do que algum ganho adicional de renda. Nesse sentido, adotar hábitos de um estilo de vida mais frugal, onde se valorize aquilo que você já tem, é um passo que considero importantíssimo para ter uma vida mais saudável e feliz.

Seja quais forem suas prioridades hoje, saiba que elas podem mudar amanhã. Estamos sujeitos a uma série inacreditável de mudanças no tempo, e saber aceitá-las e se adaptar a elas exige um compromisso e um grande esforço de nossa parte. Supomos que a nossa vida seja linear, isto é, uma reta que percorre dois pontos, 2010 a 2020,  por exemplo, quando, em verdade, sabemos que ocorrem muito mais oscilações, cheias de altos e baixos, entre esses dois pontos, do que supomos. É por essas e outras que ter uma boa reserva em renda fixa se constitui num importante amparo financeiro para que sejamos capazes de lidar com uma vida em constante transformação, tanto com as situações imprevistas que surgem repentinamente, como também com aquelas outras que não são assim tão imprevistas, e que mais cedo ou mais tarde você terá que saber lidar.

As prioridades mudam porque as próprias pessoas mudam com o tempo. Aquilo que lhe interessava ontem pode não lhe interessar hoje, e aquilo que prende sua atenção hoje pode ser irrelevante amanhã. Há três anos atrás, meus feeds RSS estavam preenchidos por canais de notícias sobre palmtops e smartphones, como PalmInfoCenter, Brighthand, PDA Mobile. Hoje, a maioria dos meus feeds é de blogs financeiros e de produtividade pessoal. E daqui a três anos? Sinceramente não faço a menor ideia. Pode ser que continuem a ser blogs financeiros, mas… e se não for? Temos que estar preparados para as mudanças, e aceitá-las porque o contexto em que vivemos também pode se transformar.

Saber dar o foco apropriado a cada momento da vida, saber o que é prioridade em cada etapa de sua trajetória pessoal e profissional, lhe permitirá fazer escolhas mais adequadas e equilibrar não só seu gasto de tempo, mas também seu gasto de dinheiro e de energia.

Aproveite hoje para fazer aquilo que é sua prioridade nesse momento. E não me cabe dizer aquilo que você faz hoje é certo ou errado: só você sabe o que é melhor para você. Não é correto alguém lhe dizer que o melhor é investir em ações só porque você é jovem e tem muito tempo até se aposentar se você está prestes a se casar e a mudar de cidade, e não tem reservas financeiras suficientes para bancar tais eventos. Nesse caso, é evidente que o dinheiro deve ser depositado em uma aplicação conservadora, pois o seu gasto tem data certa e próxima para ser realizado. Da mesma forma, ter um seguro de vida não é importante para Carlos, o nosso futuro engenheiro, e talvez nem tão crucial para Maria (para a qual talvez um seguro por invalidez teria mais serventia), mas certamente teria uma importância maior para Eduardo, que tem três dependentes para sustentar (e um quarto a caminho, que é o terceiro filho, além da esposa ser sua dependente).

Avalie o que é importante para você hoje, e invista em suas prioridades com total envolvimento. Isso não apenas fará você atingir seus objetivos de forma mais clara, como também renovará sua energia e lhe preparará para os novos e empolgantes desafios e prioridades que vierem amanhã. 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

,

8 Responses to As prioridades mudam com o decorrer do tempo

  1. Alan 3 de maio de 2010 at 2:50 #

    Olá, Hotmar,

    seria possível adicinar o link para os comentários no final do post? Solicito isto porque, toda vez que termino de ler o posto, preciso rolar a tela para cima buscando o link comentários.

    Atenciosamente,
    a.

  2. Guilherme 3 de maio de 2010 at 10:09 #

    Alan, estou providenciando essa mudança, por meio de pesquisas de plugins que contenham essa funcionalidade. Fiz uma rápida pesquisa agora há pouco e, pelo que pude constatar, me parece que o fato de o link para os comentários estar situado no topo dos posts, e não no final, se deve à uma configuração-padrão do template (modelo) de página que estou usando, o NeoEase.

    Se essa for realmente uma coisa que não se pode modificar via plugins, verei outras alternativas, como mudar o próprio template.

    De qualquer forma, para que vc não perca os comentários dos posts – comentários esses muito bons e que enriquecem bastante os debates, como aqueles da resenha do livro do Leo Babauta e sobre investimentos no TD – sugiro 3 opções:

    – assinar os feeds dos comentários: http://valoresreais.com/comments/feed/

    – marcar a opção “Quero receber os próximos comentários no meu e-mail”, localizada no final de cada post.

    – assim que quiser ler um determinado artigo, clicar no título do post. Acho que essa é a mais apropriada, no seu caso, pois, ao clicar no título do post, você é automaticamente levado para a página do post, página essa que contém os comentários que porventura existam.

    Essa última opção vc pode considerar em adotar, já que existe ainda uma vantagem adicional em ler o post clicando no título respectivo: é que nessa página específica sempre aparece uma seção de “artigos relacionados”, onde vc poderá ler outros artigos que tratam do mesmo tema. Essa seção não aparece na página principal do blog.

    Qualquer coisa, estamos aí! 😉

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Celia 21 de abril de 2015 at 5:42 #

    Brigada pela ajuda,tava a precisar

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valores Reais » Viva sua paixão - 18 de junho de 2010

    […] para que vocês entendam os motivos dessa decisão. Como já expliquei em um artigo anterior, as prioridades mudam com o decorrer do tempo. Há 15 anos atrás, eu gostava de usar meu tempo livre com consumo de mídia: programas de TV e […]

  2. Valores Reais » Não invista como se fosse viver só no futuro - 29 de julho de 2010

    […] imaginava, há 10 anos atrás, estar interessado em finanças pessoais lendo um site como esse? As prioridades mudam com o decorrer do tempo, e essa é uma verdade que você precisa assimilar em sua […]

  3. Valores Reais » As coisas mudam de significado de acordo com os contextos - 10 de agosto de 2010

    […] com as prioridades mudam com o decorrer do tempo, as coisas mudam de significado de acordo com os contextos em que […]

  4. Coloque sua energia aonde ela merece estar! « Valores Reais - 25 de setembro de 2011

    […] subjetivas bem diferentes, dependendo o ponto-de-vista, das necessidades e, principalmente, da fase de vida de cada pessoa. O importante é reservar um dinheiro todo mês para a diversão. Para cinéfilos de […]

  5. Por que você resiste às mudanças? « Valores Reais - 6 de agosto de 2012

    […] sua vida daqui a 5 anos podem ser completamente diferentes das que você tem hoje. Afinal, se as prioridades mudam com o decorrer do tempo, você deve primeiro reconhecer esse fato em sua vida, e depois agir em consonância, de acordo, […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes