Dê um passo a cada dia. E, ao final de um ano, você terá dado 365 passos.

São as pequenas coisas, feitas de modo constante, que criam maior impacto. Não há motivo para você não conquistar seu sonho, seja ele qual for. O que você precisa é de execução. Ou seja, começar a agir. E a agir consistentemente. Todo dia. A cada dia. Mais um pouco. Até virar um hábito.

Um passo de cada vez

Economize R$ 10 por dia. E, ao final de um mês, você terá economizado R$ 300. O que significa que, ao final de um ano, você terá economizado R$ 3.650. Parece pouco? Pois saiba que tem muita gente que fechou 2013 com menos dinheiro do que começou 2013, mesmo ganhando bem, acima de R$ 5 mil mensais. E não foi por culpa dos investimentos. Foi por culpa dos hábitos de consumo excessivo e irresponsável.

Economize R$ 100 por dia. E, ao final de um mês, terá juntado R$ 3 mil. Melhor ainda, ao final de 365 dias, você terá aumentado seu patrimônio em R$ 36.500 – e isso sem contar os juros da aplicação financeira. Isso é uma coisa difícil, mesmo para aqueles que ganham acima de R$ 10 mil, se forem contaminados pelo vírus do consumismo. Mas é possível. E isso tem que ser feito dando-se um passo a cada dia, e mantendo o compasso.

É claro que essas reflexões não se restringem ao campo puramente financeiro. Aplicam-se a qualquer área de sua vida.

Quer ganhar mais saúde, melhorar a sua aptidão cardiorrespiratória, conquistar qualidade de vida e colecionar “excelentes“? Comece com 15 minutos diários de caminhada. Mantenha o compasso. Faça progressos. E, ao final de um ano, você estará correndo uma maratona de 42 km.

Quer finalmente perder aqueles 15 kg extras que estão “massacrando” suas costas, fazendo você carregar peso extra desnecessariamente, além de te deixar com uma barriga saliente nada invejável? Dê um jeito em seu estilo de vida. Coma menos (e melhor) a cada dia. Assista menos televisão. Pratique esportes. Durma melhor. Um passo a cada dia. E, com 365 comportamentos diários executados de forma consistente, eu duvido que você não melhore de vida.

Quer passar no vestibular, numa entrevista de emprego, numa prova de concurso, ter êxito num empreendimento? Dê um passo a cada dia. E mantenha o compasso. Comece com meia hora diária de estudos. Aumente progressivamente o ritmo, para 45 minutos diários após a segunda semana, 1 hora diária após o primeiro mês. E vá em frente. Agindo assim, ninguém vai te segurar. Você vai conseguir.

Se tudo isso parece de uma obviedade elementar, como já destaquei inclusive em outro artigo, Dica prática, mas geralmente difícil de ser cumprida na prática, para melhorar suas finanças pessoais: pratique o óbvio, por quê boa parte dos planos de metas, e resoluções de Ano Novo simplesmente fracassam?

Por, basicamente, dois motivos.

Primeiro, porque não dão o primeiro passo. Não começam. Sim, é verdade. Boa parte das pessoas promete para si mesmo que no ano que se inicia começará, digamos, a frequentar academia. Mas não dão o primeiro passo. Não se matriculam.

Ficam postergando, protelando, adiando… e terminam o ano exatamente como começaram. Deve ser frustrante, não é mesmo? E é. Afinal, como você obterá aquilo que quer, se aquilo que está em sua mente não sair da sua mente e ir para a realidade prática? Trate de dar o primeiro passo!

O segundo motivo, tão grave quanto o primeiro, é não ter consistência. Você até que começa o ano conseguindo acordar 5:30 da manhã, com energia e disposição, como havia prometido a si mesmo em 31.12.2013. Mas, logo após a primeira semana, resolve assistir aos incríveis filmes e programas de TV que passam à noite, ou inventa 1.001 compromissos para o período noturno, e o resultado é que você volta ao velho padrão de acordar tarde, cansado, com sono e estressado. Cadê a consistência?

Você precisa formar um hábito, para que seu plano de metas dê certo. Substituir hábitos velhos e ruins por hábitos modernos. Anotar no papel sua progressão, para você, com o perdão da redundância, “ver com seus próprios olhos” que está progredindo no cumprimento de seus objetivos. Vale até criar um blog e chamar amigos e parentes para cobrar por seu desempenho.

O que importa é, uma vez dados os passos iniciais, prosseguir na jornada, de forma consistente e coerente.

Conclusão

Se você não der um passo a cada dia visando conquistar um resultado positivo para sua vida, você estará, de forma inevitável, dando um passo a cada dia em direção à produção de um resultado negativo.

Aqui, não há meio termo: ou você muda sua vida para melhor, ou você, com sua inação, muda sua vida para pior.

Experimente continuar fumando um maço de cigarros a cada dia. Ao final de um ano, você terá fumado 365 maços. Não é pouca coisa.

Continue gastando R$ 100 por dia em coisas desnecessárias, produtos que são um lixo, taxas e tarifas bancárias. E, ao final de um ano, você terá gastado R$ 36.500 em bobagens (se bem que tem gente que gasta muito mais do que isso). Não é pouca coisa.

Continue deixando de praticar esportes, dormir um sono revigorante, e comer coisas saudáveis a cada dia que passa. E, ao final de um ano, você terá perdido 365 oportunidades de melhorar sua qualidade de vida. E isso, definitivamente, não é pouca coisa.

Termino esse post com uma frase que escrevi em outro artigo:

Não espere que alguém transforme sua realidade física: faça você mesmo e veja o resultado acontecer!

Créditos da imagem: Free Digital Photos

Print Friendly, PDF & Email

,

26 Responses to Dê um passo a cada dia. E, ao final de um ano, você terá dado 365 passos.

  1. Bruna 6 de janeiro de 2014 at 11:44 #

    Uau, uma ótima reflexão! Concordo plenamente com você: precisamos agir. É até chato ver o quanto as pessoas reclamam da vida e não fazem nada para mudar. Adorei o artigo e espero que mais pessoas se inspirem e deem o passo na direção do que as fará mais felizes!

  2. Alexandre Takinami 6 de janeiro de 2014 at 14:01 #

    Ótimo post, realmente um pouco de ação por dia no final faz muita diferença. Tem um livro que traz a mesma mensagem que a sua “20 Mile March”.

    Abraços

  3. Thiago Dias Quintino 6 de janeiro de 2014 at 21:35 #

    Show de bola o texto amigo. É pra começar o ano de 2014 “chutando o bate”.

    Excelente reflexão. Que em 2014 possamos refletir nossas práticas, com vista a criar hábitos de vida saudáveis.

    Abração.

  4. Mire no Alvo 7 de janeiro de 2014 at 9:40 #

    Show de bola Guilherme, já acompanho o seu blog há muito tempo, é um canal que esta alinhado com os meus pensamentos, mas sempre tem coisas novas, dicas e textos que me enche de energia.

    O mais engraçado disso tudo, é que como você disse no post, resolvi criar um blog para mostrar a evolução dos meus objetivos do ano. Além disso, quero colocar alguns conteúdos, textos na mesma linha que você segue no Valores Reais. Depois da uma passada lá, ainda está bem cru, pois comecei ele na última semana.

    Abraços!

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:46 #

      Obrigado, Mire, e parabéns pela criação do blog, ele certamente será uma ferramenta extraordinária para que você possa conquistar seus objetivos!

  5. Alvaro Fonsêca 7 de janeiro de 2014 at 9:51 #

    Mais uma ótima matéria , Guilherme! Manter hábitos saudáveis e salutar é uma tarefa pra poucos mesmo. Somente com opinião firme e muito boa vontade se consegue cumprir objetivos para alcançar metas planejadas.

    Eu procuro manter alguns bons hábitos no dia-a-dia, tais como praticar exercícios diários, e pelo menos 3 vezes por semana uma corrida de de 6 a 8 km; procuro manter bons hábitos alimentares, fugindo das tentações das guloseimas ( eventualmente satisfaço o cérebro e como algumas guloseimas não tão boas assim, mas isso faz parte da vida ) .

    No ano passado, meu Cardiologista ( conheço-o há 16 anos ) me disse que sou o paciente mais dedicado que ele tem ( na minha faixa etária ) e isso fica demonstrado nos excelentes que os exames demonstram. Ele comentou que manter a mesma barriga ( e peso ) que eu tenho, por tanto tempo, dá até pra escrever um livro , porque esta não é tarefa nada fácil.

    Mais recentemente eu assisti o filme “Rush” – aliás um ótimo filme – e o exemplo clássico de dois estilos de vida é demonstrado por ali. Além da acirrada disputa que existiu na F3 e F1 entre o Lauda e Hunt , fica demonstrado claramente dois estilos de vida que eles levaram, o que resultou na morte prematura de Hunt aos 45 anos. Quem assistiu, pode ver uma foto do Hunt no fina, quando já era comentarista de Rádio : ele parecia que tinha mais de 80 anos.

    Não quero aqui dizer quem é certo ou errado, afinal quem pode e tem chances de escolha, pode querer viver pouco, mas intensamente, etc .

    Poupar é outro fato que procuro sempre fazer, sem deixar de adquirir coisas boas e úteis. Penso bem, antes de adquirir algum ítem ou serviço. Se concluir que é bem útil e proveitoso, vou lá e adquiro, pela melhor oferta existente.

    Afinal, devemos sempre ter um olho no futuro, ser previdente !

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:49 #

      Excelentes comentários, Álvaro, e parabéns pela qualidade de vida excepcional conquistada através de muito esforço e disciplina! Sem dúvida você executou vários múltiplos de 365 passos até chegar lá.

      Por uma incrível coincidência, eu também assisti ao filme “Rush” e concordo com você, a diferença entre os estilos de vida acabou culminando numa morte precoce do Hunt.

      Abç!

  6. Eduardo 7 de janeiro de 2014 at 18:16 #

    Saiu debentures da vale. Só para qualificados. Dá uma olhada.

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:54 #

      Oi Eduardo, achei a notícia:

      “A remuneração máxima estará condicionada a uma média de taxas de NTN-Bs com prazos distintos, acrescida de um prêmio que oscila de 0,40 a 0,75 ponto percentual. Para se ter uma ideia, a NTN-B 2020, que serve de referência à debênture de vencimento mais próximo, pagava na sexta-feira no Tesouro Direto, sistema de venda de títulos pela internet, 6,25% mais a variação da inflação. No caso da pessoa física, a oferta da Vale será destinada a investidores qualificados, com pelo menos R$ 300 mil em aplicações financeiras, e contará com valor mínimo de R$ 1 mil, que corresponde ao preço unitário do papel.”

      Fonte: http://www.debentures.com.br/informacoesaomercado/noticias.asp?mostra=11915&pagina=

      Trata-se de uma debênture incentiva, ou seja, com isenção de imposto de renda.

      Para quem conseguir carregar o papel até o vencimento, vejo uma oportunidade, principalmente para diversificar os investimentos em renda fixa.

      Abç!

  7. Rosana 8 de janeiro de 2014 at 18:54 #

    Uma ótima reflexão para o início do ano! 🙂
    Eu acho que é um daqueles posts que vale a pena entrar no TOP 25. Ou melhor, poderia ser mudado para TOP 30.

    Desejo muito sucesso ao Valores Reais em 2014!

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:56 #

      Obrigado Rosana!

      Sim, vale a pena entrar no TOP 25. O qual, aliás, pretendo atualizar para TOP 30 ou TOP 50, haja vista que há muitos artigos que gostei de escrever que merecem estar no topo dos recomendáveis!

      Abç!

      • Rosana 12 de janeiro de 2014 at 15:42 #

        Boa ideia o TOP 50, ficará bem melhor do que o 30, pois existem tantos posts bons no Valores Reais que valem a pena estarem lá.
        Será tarefa difícil escolher os outros 25 que farão parte dessa honrada lista. Boa sorte!

        • Guilherme 12 de janeiro de 2014 at 17:48 #

          Obrigado, Rosana, realmente a tarefa será desafiadora!

          Abç!

  8. Reginaldo de Souza 8 de janeiro de 2014 at 22:36 #

    Pois é meu amigo. Tudo que se planta hoje iremos colher no futuro. Nada melhor que guardar um pouco a cada dia para no futuro termos muito mais,

    Abraços

  9. Kleber Rebouças 9 de janeiro de 2014 at 6:59 #

    A formação de bons habitos requer duas coisas:

    1) Peristência;
    2) Parar de se comparar com o vizinho.

    http://www.ricodinheiro.com.br

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:57 #

      Isso mesmo, foco interno e concentração naquilo que de fato importa.

  10. Gouvea 10 de janeiro de 2014 at 2:37 #

    Bem lembrado Guilherme, para que algo se torne um hábito, é necessário fazer durante um certo período de tempo, como bem ensina os livros de psicologia e Programação Neuro-Linguistica.

    E uma grande verdade, tente alcançar algumas coisas de forma mais devagar, utilizando o tempo e poupando mais a saúde, o tempo e aproveitando melhor a vida e o lazer com a familia e amigos.

    Acho que tudo é questão de equilibrio.

    Abs.

    • Guilherme 10 de janeiro de 2014 at 9:57 #

      Esse é o ponto fundamental, Gouvea, o tal do equilíbrio!

      Abç

  11. Stephanie Gomes 11 de janeiro de 2014 at 8:12 #

    Excelente post! Eu estou muito focada em um objetivo desde a metade do ano passado, e desde o dia em que coloquei ele nas minhas metas, não deixei de trabalhar um único dia nele, mesmo que, em alguns dias, eu tenha feito pouco. Mas não me permito terminar o dia sem fazer algo relacionado ao meu sonho, e está dando certo!

    Abraços e parabéns pelo blog!

    • Guilherme 11 de janeiro de 2014 at 13:12 #

      Olá, Stephanie, é isso aí, o sonho se materializa um pouco a cada dia, parabéns pela dedicação!

      Abç!

  12. Diego 9 de maio de 2015 at 17:45 #

    Agradeço a postagem, muito animadora e salutar! Parabéns!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes