Excelente! (versão 2013 =))

*** Não seja maluco de seguir por conta própria qualquer das dicas postadas nesse texto. O que funcionou para mim pode perfeitamente não funcionar para você. Consulte um médico ou profissional especializado antes de iniciar qualquer atividade que afete sua saúde! ***

A minha implacável obsessão em colecionar “excelentes”

Alguns gostam de colecionar carrinhos, selos, milhas e outros tipos de passivos. Outros adoram juntar dinheiro, colecionar propriedades, ter um portfólio diversificado de empresas sólidas e bem administradas. Eu gosto é de colecionar excelentes. 😀

Em um artigo intitulado 8 números que você deveria contar (ou ao menos levar em conta), eu destaquei a importância de você se importar com coisas que de fato importarão para você. Não estava falando apenas de dinheiro, mas sim de indicadores internos de riqueza, tais como a quantidade de horas de sono que você dorme por dia, a quantidade de calorias que ingere, a quantidade de quilos capaz de levantar na mesa flexora, e assim por diante.

Naquele artigo, eu conclui dizendo:

“A maioria dos indicadores internos – ou desses números que você deveria contar – não dependem de dinheiro (ou de muito dinheiro) para serem conquistados. Às vezes, inclusive, eles fazem você economizar dinheiro. Pense na grande economia de grana que você faria se trocasse a Coca-Cola nossa de cada dia por um singelo (mas não menos importante) copo d’água. Ou se trocasse a cartela de paracetamol por 3 caminhadas matinais no parque mais próximo, para aliviar suas intermitentes dores de cabeça. Por fim, mas não por último, a presença desses indicadores internos aumenta a probabilidade de você viver uma vida mais longeva, mais feliz, emocionalmente mais positiva, e com muito mais energia”.

Pois bem.

De pouco adiantaria eu mostrar a importância de você perseguir a melhor qualidade de vida possível se eu próprio não demonstrasse que estava seguindo os princípios que eu mesmo exponho aqui no blog.

E todo ano é ano de adicionar mais um excelente à minha coleção. 🙂

Quem já é leitor mais antigo do blog deve se lembrar do primeiro objeto da coleção, mostrado em um artigo de 2011:

Excelente Cardio

No ano seguinte, foi a vez de acrescentar um novo item ao meu “portfólio”:

Excelente

E nesse ano de 2013!? Qual será a novidade?

A ultralongevidade

Na resenha do livro Ultralongevidade, de Mark Liponis, comentei sobre o nível de proteína C-Reativa (PCR), que está intimamente ligado ao nosso sistema imunológico e, por consequência, ao nosso melhor ou pior preparo para o enfrentamento de doenças:

“Segundo o autor, a maioria das doenças fatais do mundo moderno, dentre elas enfermidades cardíacas, os diversos tipos de câncer, diabetes e mal de Alzheimer, está relacionada ao desequilíbrio do sistema imunológico, mais especificamente à hiperativação dele, de tal forma que o envelhecimento é uma doença autoimune, ou seja, ele é causado por ataques do nosso próprio sistema imunológico.

Desse modo, a chave para retardar e controlar o envelhecimento é fazer o sistema imunológico agir com o máximo de eficiência, assumindo o controle total dele.

O sistema imunológico tem duas funções principais: (a) defender o organismo, e (b) armazenas memórias, ou seja, guardar em seu banco de dados os registros de todas as batalhas de que já participou e de todas as ameaças que já encontrou, e isso por uma razão muito simples: se não fizer isso, ele acabará não conseguindo nos defender.

Em condições normais de atividade, tal sistema, por óbvio, é benéfico para nossa saúde, já que tem como missão nos livrar dos perigos externos que ameaçam nossa saúde – imagine-o como um exército com bilhões de soldados aptos a aniquilar todos os invasores que ameaçam nossa sobrevivência. O problema é que, quando essas “tropas” usam suas armas de destruição indiscriminadamente, elas provocam danos colaterais sérios ao organismo. É quando ocorre a chamada hiperativação do sistema imunológico.

A ativação imunológica está intimamente ligada à taxa de PCR, ou seja, aos níveis de proteína C-reativa (PCR) no sangue das pessoas. Se você estiver curioso para saber sua própria taxa de PCR, peça ao seu médico para, no próximo check-up, incluir, no exame de sangue laboratorial, o pedido para a medição do nível de proteína C-reativa.

Estudos científicos conduzidos pelo autor e por outros pesquisadores chegaram à conclusão de que, quanto mais elevado estiver o nível de PCR no sangue das pessoas, mais ativo estará o sistema imunológico, e por consequência, maiores são as chances da instalação de doenças que, por sua vez, podem causar a morte das pessoas” (sem destaque no original).

Como eu estava curioso para saber como estavam os meus níveis de PCR, ou CPR, pedi ao meu médico para incluir esse exame no meu check-up anual.

Será que viria baixo? Será que viria alto?

É importante mencionar que, desde o último excelente, eu procurei manter a rotina de alimentação saudável, descrita naquele post de 2012:

– Alimentos de baixo teor glicêmico: já falamos aqui no blog sobre eles em outras oportunidades. São alimentos que liberam açúcar de maneira mais lenta na corrente sanguínea, fornecendo energia de modo mais estável e duradouro. Alguns exemplos são oleaginosas (amêndoas, castanhas de caju, castanhas-do-pará, macadâmias), algumas leguminosas e certas espécies de peixes;

– Diminuição do intervalo entre as refeições: além do trio clássico (café, almoço, jantar), houve o reforço dos lanches “intermediários”, uma vez que o corpo “pede” para ser abastecido a cada intervalo entre 90 a 120 minutos;

– Aumento do consumo de proteínas de alto valor biológico: claras de ovos, frangos (de preferência grelhados) etc.

– Aumento do consumo de água: eu admito que não bebo água tanto quanto eu deveria – normalmente só tomamos água quando começamos a sentir sede, o que é errado. Esse talvez seja o ponto em que eu ainda precise melhorar mais (embora esteja melhor do que no ano passado);

– Melhora do café da manhã: esse é outro ponto crítico, talvez mais crítico do que o consumo de água. Normalmente, não acordo com fome, então, a tendência é quase sempre desprezar o café da manhã. A solução foi então comer menos no jantar, e formar o hábito de gastar mais tempo na primeira refeição do dia, ou seja, “forçar” o corpo a pedir comida na primeira refeição do dia. Às vezes ainda não como tanto quanto deveria no desjejum, mas, de qualquer forma, a situação é bem melhor do que em anos anteriores.

Além disso, obviamente, mantive a rotina dos exercícios, melhorando a parte do treinamento aeróbico, já que eu gosto de correr.

O resultado do exame de PCR está demonstrado na imagem abaixo:

PCR Proteína C Reativa

Nível de PCR abaixo do risco baixo! Mais uma medalha de ouro para a coleção! 😀

O médico, quando viu os exames, não titubeou:

“- Excelentes resultados!”

É muito bom saber que estou no caminho seguro para atingir a ultralongevidade proposta no livro de Mark Liponis. 😉

Conclusão

A mensagem que eu quero passar através desse texto é bastante simples: coloque a sua qualidade de vida em primeiro lugar. De que adianta ter R$ 700 mil na conta bancária se você tem dificuldade em carregar 20 kg extras em seu corpo cheio de gordura, acumulados através do consumo desenfreado de gorduras e alimentos de péssimo valor nutritivo? Ou então, de que adianta ter milhas para viajar para Estados Unidos ou Europa se você não consegue sequer correr na esteira de sua academia a 10,2 Km/h durante 15 minutos? Tem que “correr” (voar) sentado mesmo, pois fôlego para movimentar sua própria “máquina”…

Finalizo lançando aqui o mesmo desafio que fiz ano passado:

Será que você também é capaz de alcançar esse triplo excelente, ou seja, ter uma aptidão cardiorespiratória excelente, um percentual de gordura corporal também em níveis de excelência e, finalmente, níveis de proteína C Reativa abaixo do risco baixo? Que medidas você está tomando para “chegar lá”? Ou prefere continuar sedentário, com mau humor, irritado e se alimentando de porcarias? Se eu consegui, você também pode perfeitamente conseguir. Vamos lá, mexa-se e compartilhe suas conquistas com a gente! :-D

Créditos das imagens: arquivo pessoal

*** Não seja maluco de seguir por conta própria qualquer das dicas postadas nesse texto. O que funcionou para mim pode perfeitamente não funcionar para você. Consulte um médico ou profissional especializado antes de iniciar qualquer atividade que afete sua saúde! ***

Print Friendly, PDF & Email

16 Responses to Excelente! (versão 2013 =))

  1. alberto 9 de dezembro de 2013 at 3:12 #

    excelente. 🙂

    de que forma que a gordura foi medida? bioimpedância ou aquele “pinça”?

    abs

    • Guilherme 11 de dezembro de 2013 at 7:03 #

      Obrigado, Alberto!

      Foi através da bioimpedância.

      Abç!

  2. Alvaro Fonseca 9 de dezembro de 2013 at 9:21 #

    Guilherme,

    Mais uma excelente matéria aqui no seu blog !

    Eu não tinha hábito de me alimentar no café da manhã, mas também nunca fui de exagerar na refeição noturna. Há alguns anos atrás, durante exames anuais do meu periódico, em uma conversa com o médico que fazia as ecografias dos rins, bexiga, etc, ele me dizia que era assim também, não comia nada pela manhã, e tinha recebido a indicação do seu médico para comer uma fruta, ou tomar um suco, ou comer uma maçã, ou uma banana. O que ele passou a fazer isso sempre.

    No dia seguinte em diante eu também passei a praticar isso, ou seja, comer uma fruta pela manhã, logo ao acordar. Também, já há alguns anos, que tenho como prática diária, ao acordar pela manhã, comer uma colher de sopa de Pólen de Abelha, sendo que antes disso, tomo o primeiro copo de água do dia, ainda em jejum. A prática de ingerir o Pólen diário, eu adquiri ao assistir um Globo Repórter, onde isso foi um destaque da matéria. Os benefícios do Pólen, são muitos, e contém todas as substâncias indispensáveis ao bom funcionamento do organismo humano.

    Hoje, eu e alguns colegas do meu trabalho fazemos uso do Pólen, adquirido de um laboratório de Santa Catarina. Gosto dele porque o produto adquirido com eles é muito bem preparado, não ficando seco demais como em alguns que se acha no comércio.

    Então faço sempre isso pela manhã : tomo um copo d’água logo cedinho, e passo pra dentro uma Colher de Sopa de Pólen, e em seguida vai uma banana ou uma maçã ou outra fruta.

    Associado a tudo isso, vem uma Corrida de 6 Km, pouco ou quase nenhum stress no dia-a-dia (nem no trânsito), refeições moderadas, sem gorduras, com algumas hortaliças, verduras, e pouca carne.

    O resultado é que faço meus periódicos anuais e as taxas são sempre elogiadas pelo meu médico cardiologista de muitos anos , e a conclusão é que sinto-me muito bem e vivo de bem com a vida !

    • Guilherme 11 de dezembro de 2013 at 7:05 #

      Parabéns pelos resultados e pela qualidade de vida, Álvaro!

      Hábitos saudáveis reforçam e estimulam a aquisição de níveis cada vez mais elevados de saúde e bem-estar. E isso traz consigo mais energia para as atividades diárias, mais disposição, e menos estresse. É um verdadeiro círculo virtuoso!

      Interessante esse uso do pólen e de seus benefícios, que eu não sabia. Vou pesquisar mais a respeito.

      Abç!

  3. Icaro Alves Alcântara 9 de dezembro de 2013 at 15:00 #

    Parabenizo pelo site, que sigo justamente por julgar que colabora para a Qualidade de Vida das pessoas.

    Um abraço!

    http://www.icaro.med.br

  4. Nina 13 de dezembro de 2013 at 7:45 #

    O meu PCR estava ruim faz tempo e esse ano eu descobri que era por causa de uma alergia à proteina do leite.
    Agora, com o leite cortado da vida, está 0,07! =D

  5. Vania L. 14 de dezembro de 2013 at 1:03 #

    Desafio aceito! vou em busca dos “excelentes” também…:)

  6. Bruna 17 de dezembro de 2013 at 10:53 #

    Muito bacana essa ideia! Tambem vou aderir e trazer mais excelências pra minha vida!

  7. Carlos Teixeira 19 de dezembro de 2013 at 21:23 #

    Recomendo o blog do dr Souto sobre dieta low carb. É só buscar no google.

  8. Rosana 5 de janeiro de 2014 at 8:31 #

    Parabéns pelos resultados e pela dica de “colecionar” excelentes. Gostei e também vou começar minha “coleção” 🙂

    • Guilherme 6 de janeiro de 2014 at 11:47 #

      Obrigado, Rosana, e sucesso na sua nova vida de colecionadora! 😀

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes