4 dicas rápidas para melhorar a concentração e desempenhar as tarefas com mais qualidade

Como eu já disse em outros textos do blog, nós temos, em matéria de aprendizagem e absorção de conhecimento, o privilégio de sermos o nosso próprio laboratório de experiências. O que isso significa?

Significa, basicamente, a possibilidade de transmitirmos aos outros lições e ensinamentos que podem melhorar a qualidade de vida de outras pessoas, baseado não apenas no que lemos em livros, ouvimos em podcasts ou assistimos em vídeos ou em cursos presenciais, mas sim baseado em nossa própria vivência.

E é justamente a vivência, o caráter empírico do conhecimento, que nos incentiva a repassarmos aos outros aquilo que funcionou bem para nós.

É claro que nem tudo que aprendemos ou experimentamos, que foi bom e útil especificamente para nós, pode ser útil ou ter serventia para outras pessoas – afinal de contas, muitas das experiências no campo da vida real podem trazer resultados diferentes para diferentes pessoas.

Contudo, mesmo assim é válido trazer à tona todo esse conhecimento empírico, o qual, aliás, na maioria das vezes, nos foi repassado por outras pessoas.

Trago hoje 4 dicas rápidas para melhorar a concentração e desempenhar as tarefas com mais qualidade. Fiz questão de destacar o termo “concentração” pois é isso o que as pessoas mais tem perdido nos últimos tempos: somos bombardeados por interrupções a todo o instante.

O resultado não pode ser outro: estresse, retrabalho, perda de tempo, diminuição do foco, ansiedade e até, em casos mais graves, depressão e outras doenças mentais.

Acompanhem!

1. Desative as notificações de SMS

Sim, você não leu errado. É o velho e quase ultrapassado SMS, que, apesar de antigo, voltou a ser utilizado como ferramenta de marketing comercial de muitas empresas.

O SMS inútil é uma praga, pois você, no instinto de saciar sua sede de novidade, e certamente temendo ser alguma mensagem que possa potencialmente lhe causar mal (como uma compra fraudada de cartão de crédito), interrompe tudo o que está fazendo, vai lá no celular, e descobre que era… uma propaganda do Rappi, ou do Magazine Luiza, ou da TIM.

Se o seu receio for com compras fraudadas no cartão de crédito, provavelmente a operadora de cartão de crédito irá te telefonar antes mesmo de os SMSs de compras aprovadas chegarem ao seu celular. Logo, as notificações de SMSs de compras por esse meio acabam tendo sua finalidade reduzida.

Se você ativa as notificações de compras para acompanhamento mais preciso dos gastos, programe-se: cheque as mensagens de compras em intervalos pré-determinados (por exemplo, ao meio-dia, às 4 da tarde e às 9 da noite), de modo que não interrompam suas atividades que demandam esforço cognitivo concentrado e ininterrupto.

Alguns sistemas operacionais (iOS, p.ex.), contam com recursos que informam as estatísticas de quantas vezes você recebeu a notificação do SMS (isso geralmente está na parte de Ajustes). Vá lá e se surpreenda com a quantidade de vezes que você foi interrompido, a maioria das vezes desnecessariamente, com esse tipo de perturbação.

Ler uma notificação de SMS a cada instante que ela chega ao celular equivale a aparecer uma pessoa batendo na sua porta querendo lhe falar algo. Isso soa agradável? Claro que não. Então desative essa pessoa, quero dizer, a notificação. 😉

2. Diminua as interrupções de WhatsApp, Telegram e similares

Chegamos a outra fonte terrível de perturbações: as notificações de WhatsApp, Telegram e outras redes sociais.

Como muitas delas são usadas para fins profissionais, uma boa ideia é estabelecer também intervalos pré-determinados de uso (por exemplo, ligar a Internet somente a partir das 9h da manhã, e desligar a Internet às 21h), a fim de preservar certa sanidade mental para atividades que requerem maior concentração e foco de manhã (até às 9h, no exemplo acima citado), bem como evitar a perturbação de notificações quando você estiver prestes a dormir (a partir das 21h).

Além disso, é muito importante também, tal qual no caso dos SMSs, desativar as notificações de grupos e silenciar as notificações de mensagens individuais que não lhe interessam (geralmente de contas comerciais).

Isso garantirá muito mais paz e tranquilidade para você ter força mental a fim de desempenhar atividades que requerem esforço cognitivo prolongado.

3. Oxigene e alivie, de modo deliberado, seu cérebro

Um mundo de tanta distrações provoca cansaço mental.

Para restaurar a energia cognitiva, aumentar a força de vontade, e explorar suas habilidades ao nível máximo, é preciso você, de modo deliberado, estabelecer pausas regulares para o descanso proposital.

Não se trata de descansar somente após ter chegado no pico do esgotamento, mas sim descansar antes desse sinal de alerta, a fim de que você possa sempre trabalhar no nível ótimo.

E descanso proposital não é, após 50 minutos de trabalho intenso na frente da tela do computador, se premiar com 10 minutos de distração em redes sociais. É, isso sim, esvaziar a mente. Aliviá-la. Fazer exercícios de respiração. Praticar mini meditações. Ou simplesmente ir para a copa/cozinha, tomar um copo de água, esticar o corpo (que fica muito tempo parado), e simplesmente… não fazer nada.

Seu cérebro funciona, de certa forma, como uma bateria. Sua capacidade de atenção se esgota depois de algum tempo muito concentrado – ou muito distraído por constantes interrupções.

Por isso, é tão importante – apesar de contra-intuitivo – estabelecer intervalos regulares de descanso. Você verá que poderá, dessa forma, trabalhar melhor e ser mais produtivo em 4 horas do que muita gente em 8 horas.

4. Tenha sonos sólidos

Pense em uma noite de sono sólida como um bloco de metal (um celular, por exemplo) que precisa ser recarregado no menor tempo possível. O que você fará? Espetará o bloco de metal no carregador, e o deixará carregando por, digamos, 4 horas, até completar seu ciclo completo de carga (ou até uns 90%), ou ficará, a cada 30 minutos, tirando o aparelho da tomada para checar se ele está com algum problema?

As nossas noites de sono precisam atuar à semelhança de um bloco de metal na recarga: quanto menos interrupções, melhor.

Experimente você tomar um copo de 750 ml de água antes de dormir. Certamente irá muitas vezes ao banheiro de noite. Isso irá melhorar ou piorar sua qualidade do sono?

Sono sólido é isso: é um sono formado pela menor quantidade possível de “blocos” (idealmente sem nenhuma interrupção), de modo que você acorde no dia seguinte completamente restaurado e renovado.

Conclusão

Ter concentração para realizar qualquer trabalho cognitivo por 50 minutos consecutivos, sem interrupção, e usando o máximo de suas habilidades intelectuais, é um verdadeiro luxo hoje em dia. Você se lembra da última vez em que conseguiu trabalhar desse modo?

Não conseguimos fazê-lo porque muitas vezes ficamos preso no círculo vicioso da gratificação instantânea, gratificação essa que funciona não apenas para compras de bens materiais, mas também para o cérebro. O cérebro fica viciado em novidades. Anseia por novidades. E o que as redes sociais prometem para esses viciados? Novidades infinitas. Que causam distração. Que, por sua vez, derrubam atividades cognitivas que requerem muito foco e atenção, fazendo-as terem uma qualidade inferior a aquela que teriam caso não fossem as interrupções constantes causadas por SMSs desnecessários, notificação de mensagem de bom dia no grupo do WhatsApp, noite de sono fracionada por inúmera interrupções e esgotamento mental após um turno inteiro de trabalho realizado sem qualquer pausa deliberada e intencional para o descanso.

Resista às gratificações instantâneas. Preste atenção naquilo que interfere em sua atenção (como diria David Allen, criador do método GTD). E, a partir daí, passe a tomar novas atitudes, assumindo a necessidade de ser dono de um de seus capitais mais valiosos, que é o capital da atenção. 😉


Print Friendly, PDF & Email

8 Responses to 4 dicas rápidas para melhorar a concentração e desempenhar as tarefas com mais qualidade

  1. VL 26 de agosto de 2019 at 12:36 #

    Técnicas hiper-poderosas, Guilherme!

    As duas primeiras uso muito. Se eu instalo um novo app, a primeira coisa que faço é ir na configuração e mudar as notificações.

    Sono também procuro aproveitá-lo da melhor forma. Estou usando o app Sleep junto com a Miband e fazendo estatísticas com algumas variáveis para ver o que é bom ou ruim.

    “Parar” para oxigenar o cérebro também costumo fazer, sendo montando uma refeição, saindo para passear com a cachorra ou indo na academia. Mas às vezes uso um tempo “pomodoro” e fico mais do que uma hora concentrado. Ainda não sei, nesse caso, o que seria mais efetivo…

    Grande abraço!

    • Guilherme 29 de agosto de 2019 at 8:40 #

      Olá VL!

      Gostei das suas dicas dos apps, bem como das demais dicas!

      Eu também fico às vezes na dúvida entre “ir adiante” ou fazer uma pausa pré-determinada. Se for uma atividade que seja muito importante e que tenha prazo, talvez ficar mais de uma hora concentrado seja a melhor opção.

      Abraços, e bem-vindo de volta à blogosfera!!!

  2. Simplicidade e Harmonia 27 de agosto de 2019 at 9:10 #

    Guilherme,

    Excelente post, ainda mais em uma época com tantas distrações.

    Gostei do termo “sono sólido”, eu ainda não conhecia. Sem uma boa noite de sono, a qualidade do trabalho e do próprio viver serão muito prejudicados. Ainda bem que a crença de que dormir é perda de tempo parece estar acabando.

    “Oxigene e alivie, de modo deliberado, seu cérebro”
    Que dica!
    Um momento de pausa pode ser muito mais significativo e qualitativo com as atividades que citou.

    A propósito, estou recomeçando a postar em meus outros blogs, se quiser ver:
    https://simplicity4ever.blogspot.com
    https://solascripturabiblia.blogspot.com

    Boa semana,

    • Guilherme 29 de agosto de 2019 at 8:44 #

      Concordo, Rosana!

      O descanso é fundamental para a máquina humana render ao máximo no dia seguinte.

      Já anotei aqui seus novos blogs!

      Boa semana também!

  3. Vania 4 de setembro de 2019 at 10:11 #

    Ótimo post, Vivemos realmente a época das distrações, é preciso tomar medidas efetivas que favoreçam a concentração.
    Tenho optado por deixar o celular longe de mim durante parte do dia (até as 14:00 hs), consultando as msgs apenas a cada 2 hs. Embora funcione bem, sinto certa irritação em algumas pessoas, que aparentemente não entendem que sua msg não precisa ser o respondida imediatamente.
    Quanto ao sono, tenho experimentado fazer uma refeição leve ás 18:00 hs, e nada mais até o dia seguinte às 8:30 hs. Tenho gostado dos resultados, realmente durmo mais profundamente. Concluo que nosso corpo talvez não seja programado para se alimentar no periodo noturno.

    • Guilherme 6 de setembro de 2019 at 7:57 #

      Vania, achei bem interessante essa ideia de diminuir o consumo de comida no período noturno.

      Realmente, no período noturno fomos programados pela natureza para descansar.

      Abraços!

  4. cleber juliano 5 de setembro de 2019 at 16:47 #

    Agora em 08/2019 eu iniciei uma segunda formação, o que me fez colocar em pratica tudo o que aprendi de GTD, de ZTD, de organização e afins. Tem funcionado bem mas como o texto abordou é empírico, pode não funcionar com outros.
    – informei todos os blocos de tempo no google agenda.. definindo rotinas.. e alocando tempo para cada coisa que quero ou preciso fazer que seja mais que 10 minutos
    -todas as tarefas e rotinas menores – como trocar e alimentar o cão, trocar e limpar lixeiras.. – foram para o google tarefas com repetição.
    -capturas de itens e coisas que chamam atenção .. google keep para processar depois aqui também entram check list de mercado, revisões com lembrete ou o recurso de lugar (eu acho top)

    O MAIS IMPORTANTE – que me habituei .. TIMER do celular mesmo.. o pomodoro é meio travado e nem tudo leva 25 min.. mesmo agora respondendo este post, tá dentro do meu timer 35 minutos de navegação nos blogs que gosto. Me habituei a usar, com isso tenho noção do tempo que estou dedicando a alguma atividade que talvez não mereça tanto do meu tempo. Se estou num trabalho mais puxado.. jogo 20 minutos, dou uma relaxada vejo como ta minha energia e quanto de trabalho ainda falta.. e jogo mais algum tempo aeh eu decido pode ser mais ou menos.
    As revisões que são sugeridas no metódo GTD do David Allen, e as TMI do ZTD são vitais para você fazer o que precisa.

    Um ultimo exemplo.. o ingles e o violão estavam vai não vai.. baixei app pagos e joguei 15 minutos na agenda.. para cada um (o violão dedico uma aula de 1:30 na semana tbm), ativo 15 minutos no timer e naqueles minutos é só o que faço.. se chega algo.. dou pausa no timer anoto. e volto até concluir o timer.

    e aeh as coisas vão fluindo.
    Acordo as 5:00 da manhã e vou para cama as 23:00, da para fazer uma porrada de coisas, e as vezes falta horas.!

    • Guilherme 6 de setembro de 2019 at 7:58 #

      Excelente depoimento, Cleber!

      É incrível como conseguimos ser mais produtivos e fazer o dia render mais a partir do momento em que gerenciamos as horas do dia como gerenciamos o orçamento doméstico: cada coisa no seu devido lugar.

Deixe uma resposta para Guilherme Click here to cancel reply.

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes