Resumão da semana: Bolsa aos 99 mil pontos, Fundo passivo de ações BTG com taxa de administração de 0,15% a.a., como alterar cesta de serviços da CEF pelo Internet Banking, e mais!

O resumão dessa semana está dedicado ao mundo dos investimentos e dos serviços bancários. Acompanhem!

IBovespa: os 100.000 pontos estão (novamente) logo ali

A Bolsa de Valores brasileira voltou a ser o centro das atenções nos últimos dias.

Depois da euforia de janeiro, onde chegou perto de alcançar tal marca, tendo obtido uma recaída em fevereiro e no começo desse mês, a ponto de rondar os 93 mil pontos, o Índice subiu com força nessa semana, e quase emplacou a histórica marca de seis dígitos: fechou a última sexta-feira, dia 15 de março, em novo topo histórico, aos 99.137 pontos, depois de cravar 99.393 durante o dia.

No acumulado do ano até aqui, os investimentos indexados ao Índice Bovespa estão com ótimo desempenho, de 12,80%.

Os investidores, é claro, continuam de olho na tramitação da Reforma da Previdência, sendo que esses trâmites legislativos ainda deverão ser objeto de muita análise e debate antes de ser promulgado o texto final da Reforma.

E o investidor, o que deve ter nesse momento?

Resposta: cautela.

Em janeiro desse ano, como dito acima, a Bolsa antecipou muitas expectativas, e o Índice quase chegou aos cem mil pontos logo no primeiro mês do ano.

Como diz o ditado, “a Bolsa sobe no boato (p.ex., ‘Reforma da Previdência será aprovada rapidamente’), e cai no fato (p.ex., ‘Reforma da Previdência não será aprovada tão rapidamente’)”, no mês seguinte muitas das expectativas otimistas se desfizeram, o que fez automaticamente o Índice dar uma recuada.

E assim a Bolsa vai caminhando, entre trancos e barrancos.

Critérios objetivos para realizar lucros (vender na alta) e comprar barato

O mais importante nesses momentos em que se vislumbra um novo início de euforia generalizada é justamente evitar o efeito manada. Ou seja, evitar comprar na alta, ou evitar comprar ainda mais ações na alta.

Tente manter uma alocação de ativos com um percentual máximo de ações na carteira total, e se atenha a esse percentual.

Por exemplo, se você definir que sua carteira tenha 40% em renda fixa, 30% em ações e 30% em fundos imobiliários, verifique, no começo ou no final de cada mês, se o dinheiro alocado em cada uma dessas categorias (renda fixa, ações, e FIIs) está respeitando os limites percentuais previamente definidos por você.

Se não estiverem, ou seja, se a parte de ações, por conta do desempenho de seu portfólio de renda variável, tiver ocupando 40% da sua carteira total (acima, portanto, dos 30% estipulados), é hora então de vendê-las, mas não os 40%, não a totalidade de ações, mas sim apenas o percentual excedente, que, no exemplo mencionado, é de 10%.

Isso dá a você parâmetros objetivos de quando realizar os lucros, ou seja, quando vender as ações: não é quando a Bolsa atinge o topo histórico, ou quando o P/L da ação está muito acima da média histórica, ou quando a empresa anuncia resultados trimestrais bons ou ruins. O parâmetro para vender é simplesmente quando o percentual de ações excede aos limites objetivos predeterminados por você.

E o mesmo critério (percentual alocativo) vale para o seu reverso, ou seja, para determinar o melhor momento de comprar as ações: é quando o percentual cai a níveis que façam a sua parcela de ações ficar muito aquém da sua alocação-alvo.

Assim, por exemplo, quando, ao final de um determinado mês, seu percentual em ações tiver caído de 30% para 20%, então está na hora de programar compras no home broker: utilize a parte do dinheiro reservado na renda fixa para comprar mais 10% em ações, de modo a restabelecer a alocação-alvo (de 30%, no exemplo).

Mas pode ser que você tenha dificuldades em gerenciar sozinho uma estratégia de alocação de ativos, ou mesmo não queira fazer isso, seja porque você não goste desse tipo de atividade, seja porque você prefira dedicar seu tempo para outros tipos de tarefa.

Nesse caso, uma possível alternativa, ao menos numa fase inicial de aquisição de educação financeira, consiste em escolher um robô de investimentos que faça isso por você, como os da Magnetis, Monetus e Warren.

O amigo André Rezende, do genial blog Viagem Lenta, está escrevendo uma série de atualizações mensais demonstrando o uso dos robôs de investimentos na prática.

Vale a pena dar uma conferida, a fim de acompanhar os custos, pontos positivos e pontos negativos desses gestores digitais.

BTG lança fundo passivo de ações que replica o Ibovespa com taxa de administração de 0,15% a.a.

E por falar em custos operacionais, o BTG, que já tinha lançado um fundo referenciado DI com baixa taxa de administração (0,08% a.a.), mais uma vez resolve baixar os custos, agora no campo das ações, com um fundo passivo de índice, que espelha o IBovespa.

Trata-se do FIA BTG Pactual Ibovespa Indexado, que, conforme apurado pelo MoneyTimes, terá uma taxa de administração de 0,15% a.a., mais baixa, portanto, que as taxas cobradas pelos ETFs BOVA11, da Black Rock (0,54%) e BOVV11, do Itaú (0,30% a.a.).

Ainda não sabemos os valores mínimos para aplicações, movimentações e resgates, mas provavelmente deverão ser inferiores a mil reais, já que a ideia é seguir os passos do fundo DI, de concorrer com outros produtos de varejo.

A notícia é boa já que o investimento via FIA traz algumas vantagens em relação ao investimento via home broker, como a economia com taxas de corretagem.

Assim que tivermos mais informações, atualizaremos o artigo.

Alterando a conta da Caixa para a cesta de serviços essenciais, pelo Internet Banking

Muita gente só tem a conta-corrente na Caixa por conta do financiamento imobiliário.

Ou seja, você está tranquilinho(a) com sua conta digital no Inter, Nubank etc., ou com seu pacote Bacen no BB, Itaú, Santander etc. e… pow! É obrigado a abrir uma conta na Caixa (e transferir pra lá seu salário) para ter acesso às menores taxas de financiamento imobiliário.

O problema? Custos!

Como não existe almoço grátis, provavelmente o gerente da conta Caixa logo trata de implantar pra você um cesta de serviços nada essenciais, contemplando TEDs, DOCs etc., e um monte de serviços que você provavelmente não usa, mas ao mesmo tempo cobrando de você uma pequena fortuna mensal, de R$ 30, R$ 50, R$ 60…etc., que, ao final de um ano – eu sempre gosto de visualizar esse tipo de gasto de forma anualizada, pois é aí que vemos o real impacto desse gasto – representa uma soma de nada modestos R$ 360, R$ 500, R$ 700 etc.

O que fazer?

Cancelar a conta não dá, ao menos enquanto você estiver preso ao famigerado financiamento imobiliário.

O meio termo mais saudável – desde que você não utilize esse banco como o seu principal banco para movimentações financeiras – acaba sendo mesmo o de mudar o pacote de serviços para o pacote de serviços essenciais, o famoso (e não famigerado!) pacote Bacen.

Mas como fazer isso? Indo numa agência e tomando um belo chá de cadeira até ser atendido?

Não!

Existe uma solução mais simples, que pode ser feita diretamente pelo Internet Banking.

Quem explica detalhadamente todos os passos é o amigo Investidor Inglês nesse excelente post.

Spoiler: é preciso mudar a cesta de serviços para a Padrão I.

O procedimento é simples, mas é preciso seguir alguns passos de forma cuidadosa, se você não estiver acostumado com o uso do Internet Banking da Caixa.

Uma frase para refletir

Eu tomo emprestado da amiga Rosana, do excelente blog Simplicidade & Harmonia, uma frase magistral para você começar a semana com novas reflexões sobre a condução de sua própria vida:

“Você não pode controlar as circunstâncias da vida, mas ser o autor de sua vida significa controlar o que você faz com elas”. – Atul Gawande

Se não der pra controlar a ação, então saiba que é possível controlar a sua reação. Aja, ou melhor, reaja, de forma apropriada. Saiba diferenciar aquilo que não é passível de modificação por você, daquilo que está no seu inteiro controle.

Jogue pra frente. Seus objetivos de vida não podem ser obstaculizados, ou impedidos, por fatores circunstanciais que aparecem no meio e ao longo do caminho. Lembre-se de que você tem uma meta a perseguir lá no fim da linha do horizonte. Trabalhe, portanto, para conquistar suas metas e realizar seus sonhos.

Aja de forma proativa, e não apenas reativa. Coloque a sua energia aonde ela realmente deva estar. Lute pelos seus sonhos, pela melhora da sua qualidade de vida, pois ninguém está na sua pele nem vivendo aquilo que só você está sentindo. ACORDE E VÁ À LUTA, que o tempo está passando!

Boa semana!

Créditos da imagem: Free Digital Photos

Print Friendly, PDF & Email

,

26 Responses to Resumão da semana: Bolsa aos 99 mil pontos, Fundo passivo de ações BTG com taxa de administração de 0,15% a.a., como alterar cesta de serviços da CEF pelo Internet Banking, e mais!

  1. Bruno Gava 18 de março de 2019 at 0:47 #

    Gostei do seu artigo,

    Meu patrimônio esta distribuído da seguinte forma:
    Valor total aproximado:
    R$1.220,000.00
    Fundos MultiMercados: R$647 mil (53%)
    2 Carteira recomendadas: R$175 mil (14%)
    LCA: R$82 mil (7%)
    COE: R$62 mil (5%)
    Dollar Cash: R$252 mil (moro no exterior) (14%)

    Por favor, poderia dar sua opinar sobre esse balanceamento do patrimônio! Muito obrigado

  2. MJC 18 de março de 2019 at 6:20 #

    Parece que o BTG zerou a taxa de administração do fundo SELIC deles.

    Vi essa notícia essa semana, mas não fui atrás pra confirmar.

    • Cristiano 18 de março de 2019 at 8:38 #

      Sim, zerou desde sexta-feira (15/3). E a Órama correu atrás e também vai zerar a do fundo deles a partir das 13h de hoje… Vamos, XP! Segue o exemplo! 🙂

      Tá mais vantajoso investir nesses fundos do que no TD agora. Mesmo com come-cotas e despesas do fundo.

      • Caroline 18 de março de 2019 at 16:13 #

        Por que está mais vantajoso?

        • Cristiano 18 de março de 2019 at 16:55 #

          O TD, apesar da taxa zero em diversas corretoras e bancos, ainda tem a taxa de custódia de 0,25% cobrada pela B3 semestralmente. Além de o resgate do fundo cair em D+0 (mesmo dia), ao contrário do TD, em D+1 (dia seguinte).

          • Caroline 18 de março de 2019 at 18:38 #

            Obrigada por responder.
            Outro ponto é que Fundo não tem vencimento, ao contrário do Tesouro Selic. No Selic você receberá o dinheiro e pagará o imposto mesmo se não necessitar do valor naquele momento.
            Além disso, um fundo do tesouro é um pouco mais vantajoso do que um fundo DI, já que o DI é inferior a Selic.

            • Pedro 19 de março de 2019 at 8:24 #

              Simples, coloque sempre no vencimento mais distante!

          • TBB 21 de março de 2019 at 10:21 #

            Mas nos fundos existem outras taxas além da administrativa, como a de custódia, auditoria, custos com cartório e etc.

            • Sandro 26 de março de 2019 at 11:06 #

              Que também são 0 para o investidor desse fundo da Orama e BTG. Todas as taxas são descritas no lâmina do fundo e o resultado apresentado no site da VERIOS já é descontando essas taxas, que nesse caso não existem mais.

  3. André 18 de março de 2019 at 12:47 #

    Parece que a boa concorrência está dando as caras no Brasil, né, Guilherme? E isso será muito bom para todos nós!

    Ia comentar que o fundo de RF do BTG teve seus custos zerados e a Órama acompanhou, mas os amigos acima já observaram!

    Nunca imaginei há alguns anos atrás que poderíamos operar livremente na bolsa e investir em fundos com taxas zero rsrs!

    Obrigado pela citação. Vou dar uma relaxada no blog, mas as atualizações das carteiras digitais vou continuar publicando mensalmente.

    Abraço e boa semana!

    • Guilherme 21 de março de 2019 at 18:32 #

      Verdade, preciso atualizar o artigo, ou fazer um novo post……rs

      Realmente, quem diria que as taxas pudessem chegar no chão! Ponto positivo para quem investe, já que terá menos custos.

      Boa semana também!

  4. TBB 18 de março de 2019 at 14:56 #

    Para ações tarifa zero só na Clear né?

    • Cristiano 18 de março de 2019 at 16:51 #

      Clear e Modalmais.

      • TBB 21 de março de 2019 at 10:17 #

        A Modalmais não isenta apenas ETFs? Lembrei que o Banco Inter também não cobra nada.

        • Sandro 26 de março de 2019 at 11:07 #

          Isento para FII também. Necton também é isento em FII.

  5. Pedro 19 de março de 2019 at 8:23 #

    Não concordo:

    1 – fundo só serve pra gerar taxa de administração.

    2 – se for pra rebalancear, use o dinheiro novo e pare de girar patrimônio!

    Pare de girar patrimônio!

    • TBB 21 de março de 2019 at 10:26 #

      Fundos possuem vantagens e desvantagens. Como vantagens podemos citar a diversificação, a disponibilidade de ativos que comprados isoladamente precisariam de valores mais elevados e o fato de não ter um vencimento determinado. Como desvantagens eu citaria a tributação semestral (renda fixa e multimercado) e os custos (para alguns fundos).

      • Sandro 26 de março de 2019 at 11:09 #

        Além do gerenciamento e imposto de renda serem bem mais simplificados.

  6. Simplicidade e Harmonia 19 de março de 2019 at 9:04 #

    Guilherme,

    “Coloque a sua energia aonde ela realmente deva estar.”
    Exatamente. Acho que esse é um dos maiores desafios da atualidade, mas com um pouco de perseverança, disciplina e ânimo é possível melhorar um pouco – ou muito- essa questão.

    Agradeço pela citação!

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    • Guilherme 21 de março de 2019 at 18:33 #

      Certamente, Rosana!

      Abraços e boa semana também!

  7. Joao 19 de março de 2019 at 13:34 #

    Fiz o processo do internet banking da caixa, porem já estava no pacote 1 de menor valor. Ai para mim apareceu a opção de cancelar a cesta tarifaria e fiz isso. Mas estou com medo agora de o banco querer me cobrar outra taxa de cadastro ou sei la anual. Não movimento a conta, que é só por causa da habitação e sei que agora por qualquer coisa cobrarão taxas de saques e etcs, mas não faço nada disso por lá…O que vcs acham, eles cobram alguma coisa?

    • Guilherme 21 de março de 2019 at 18:33 #

      Se for usar algum serviço além do que está no pacote 1, irá pagar.

  8. Aline 28 de abril de 2019 at 16:36 #

    Cancelei as cestas de serviço da Caixa, pelo internet banking, e do BB, pelo caixa eletrônico e achei bem simples. Porém a do Bradesco não consegui pelo internet banking.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes