[Guest post] 11 dicas para economizar com seu carro

Hoje, o blog Valores Reais tem orgulho de apresentar mais um guest post, a respeito de um tema que vem sendo bastante discutido – e gerado excelentes comentários – nos últimos meses aqui no blog: carro.

Carro

O leitor Tavares, autor do blog Tudo de Auto, nos brinda com 11 dicas técnicas para gastar menos dinheiro com seu carro. Conhecimento vale dinheiro, e prestar atenção no comportamento do veículo pode fazer a diferença entre gastar R$ 10 ou R$ 100,00. Confiram!

………………………….

11 dicas para economizar com seu carro

Um carro é um dos bens mais preciosos que uma pessoa pode ter, e os gastos proporcionados por veículos são relativamente altos, o que nos remete a piadas, tais como “ter um carro é mais caro que ter um filho”; ou então: “se você comprar determinado carro, precisará vender sua casa para mantê-lo”.

Brincadeiras à parte, a manutenção de um carro é um item pesado no orçamento doméstico de milhões de famílias brasileiras. Encher o tanque, trocar o óleo, realizar manutenções preventivas, trocar pneus, realizar o alinhamento e o balanceamento etc., são despesas que certamente pesam no orçamento de qualquer um.

Porém, hoje daremos dicas de como você pode economizar com seu carro. São dicas fáceis e simples de serem seguidas que, se bem aproveitadas, certamente farão sobrar dinheiro em seu orçamento doméstico.

As 5 primeiras dicas para economizar com o carro

  1. Conheça a programação de manutenção do seu carro: isso é algo simples de ser feito. Saiba de quantos em quantos Km você precisa trocar o óleo, qual o limite de quilometragem para realizar rodízios dos pneus etc. Trata-se de uma dica fácil de ser seguida, pois, dessa forma, você não gasta mais do que o necessário. Melhor: já sabe quando será necessário desembolsar determinada quantia para realizar tais modalidades de manutenção.
  2. Tenha um mecânico de confiança: Um mecânico de confiança não vai mentir pra você, não dirá que você precisa trocar peças antes destas precisarem realmente ser trocadas. Quando você fica alternando de mecânicos, acaba ficando nas mãos deles, e se você não tiver um pouco de noção do que acontece em seu carro, certamente acabará desembolsando mais dinheiro do que seria necessário para resolver determinado problema.
  3. Verifique os fluídos: outra dica simples. Uma vez por semana ou a cada quinze dias, verifique os níveis de óleo, fluídos de freios, nível de água, fluído de embreagem, nível de água do para-brisas. Mantendo tudo isso dentro dos níveis seguros, não haverá qualquer tipo de problema, e, consequentemente, gastos.
  4. Mantenha os pneus calibrados: também é algo simples de ser feito. Uma vez por semana, verifique a calibragem dos pneus. Um pneu descalibrado se desgasta mais rápido, e ainda faz com o que o carro consuma mais gasolina. Trata-se de uma prática gratuita, que pode te fazer economizar muito dinheiro.
  5. Saiba ler as luzes do painel e nos avisos sonoros: Assim que comprar um carro, leia seu manual e saiba o que significa cada luz do painel, bem como os avisos sonoros. Assim, quando determinada luz acender ou som for emitido, você pode julgar se é necessário ir até o mecânico resolver determinado problema, ou se você mesmo pode solucionar o que há de errado em seu carro.

São 5 dicas simples e fáceis de serem colocadas em prática, não é mesmo? São itens que, muitas vezes, deixamos passar, e que, no futuro, poderão acarretar em gastos demasiadamente excessivos. Haverá, é certo, um gasto de tempo para realizar essas dicas, porém, pense na economia de dinheiro que estará obtendo.

Comentário pessoal: as dicas #2 e #5 são de vital importância, pois muitas vezes achamos que, por ser uma luz de painel, precisamos necessariamente ir até uma oficina “corrigir” um problema. Presenciei um caso prático assim: um amigo tinha comprado um veículo Fiat e, na estrada, sempre que passávamos de determinada velocidade, o carro emitia um “aviso sonoro”. Achávamos que estivesse ocorrendo algum problema com o veículo, como o motor, por exemplo. Como estávamos dirigindo na estrada, achamos por bem parar no posto de combustível mais próximo, a fim de solucionar o problema. Meu amigo ligou para o mecânico de confiança dele, explicou o problema, e ficou tudo resolvido: ao que tudo indica, o veículo acionava mesmo um aviso sonoro toda vez que ultrapassava determinado nível de velocidade. Isso não era indicativo de qualquer problema, mas sim uma função embutida no próprio veículo. Pudemos seguir viagem tranquilamente, graças às dicas #5 (prestar atenção nas luzes do painel e nos avisos sonoros) e #2 (mecânico de confiança).

Mais 6 dicas: manutenção para poupar dinheiro

Ter um carro hoje em dia é sinônimo de gasto, e também de dificuldades. Manter o carro em ordem pode ser trabalhoso. Porém, para que não ocorram gastos desnecessários com o veículo, é preciso realizar manutenções periódicas para que o tudo fique dentro dos conformes, proporcionando assim segurança ao motorista, bem como aos demais passageiros.

Embora essa prática seja, em alguns momentos, dispendiosa, ela é realmente necessária e pode ser uma forma de se economizar uma bela grana. Lembre-se do velho ditado: é melhor prevenir do que remediar.

Confira a seguir mais seis dicas valiosas para manutenção de seu carro.

  1. Nível do óleo: item que praticamente garante a saúde e durabilidade do motor. Recomenda-se a verificação do nível de óleo de forma semanal, com o carro frio e na posição reta, ou seja, em lugar nivelado, para que não haja qualquer tipo de engano.
  2. Suspensão: Sempre deixada de lado, a suspensão é algo que só se costuma olhar quando está realmente com problemas, por isso, recomenda-se uma revisão no conjunto a cada 30.000 km rodados. Lembre-se: ruídos estranhos, “pancadas secas” e falta de estabilidade são sinais de que a saúde da suspensão não anda boa.
  3. Água do radiador: Algo de suma importância para a saúde do motor é a agua do radiador para seu resfriamento. Assim como o óleo, deve-se verificar o nível de água do radiador semanalmente. Com o motor frio, a água deve constar no nível indicado pelo fabricante do veículo.
  4. Velas: Componentes responsáveis pela movimentação do carro. A verificação deve ser feita a cada 10.000 km e as trocas a cada 20.000 / 30.000km. Aumento excessivo no consumo de combustível, e dificuldades na partida são sinais de que a vida útil da vela acabou.
  5. Correria dentada: Item importante no funcionamento do motor, deve ser vistoriada por um mecânico profissional, pois geralmente é difícil ter acesso a ela. A recomendação varia de montadora para montadora, mas em média, deve ser trocada a cada 50.000km rodados.
  6. Freios: Deve se atentar aos níveis de fluídos de freio, trocas devem ser realizadas a cada 2 anos ou então de acordo com recomendação do fabricante, e pastilhas devem ser verificadas a cada 6 meses. Freio lento e borrachudo é sinal de algo está errado em seu sistema de freio.

 

Conclusão

Embora sejam dicas fáceis, muita gente ainda deixa as manutenções de lado. As manutenções preventivas, citadas aqui, fazem com que motoristas economizem nas manutenções corretivas. Como diz o velho ditado, é melhor prevenir do que remediar, e com o seu carro é a mesma coisa.

Sobre o autor: Tavares é autor do blog Tudo de Auto, especializado em dicas sobre carros.

……………………………

E você, tem mais alguma dica técnica sobre como economizar com veículo? Participe e escreva um comentário!

Boa semana!

Créditos da imagem: Everson Tavares

Print Friendly, PDF & Email

4 Responses to [Guest post] 11 dicas para economizar com seu carro

  1. SwineOne 31 de agosto de 2015 at 8:02 #

    Muito interessante, Guilherme e Tavares. São dicas que nada mais são do que bom senso, mas acabam sendo esquecidas por muitas pessoas.

    Cuidar da manutenção do carro evita maiores gastos a longo prazo (embora às vezes dê um pouco de gasto a curto prazo, mas é um gasto absolutamente necessário), mas uma coisa que vejo poucas pessoas se atentarem é com relação ao consumo de combustível do carro. Há alguns anos atrás, pesquisei sobre um movimento chamado “hypermiling” que surgiu nos EUA, de pessoas que buscavam economizar combustível com os seus carros apenas mudando os hábitos de direção, e resolvi adotar muitas de suas premissas. Isto permite a qualquer pessoa economizar de 20 a 30% (ou até mais) no gasto de combustível mensal. Quando relato o consumo do meu carro na cidade, muita gente não acredita que seja possível fazer aquele consumo nem mesmo na estrada! Caso interesse, posso fazer um guest post relatando as principais dicas.

    • Guilherme 1 de setembro de 2015 at 19:24 #

      Olá Swine, obrigado!

      Muito interessante esse movimento do “hypermiling”. Se quiser me enviar o texto, o meu contato está na página de contatos do blog.

      => http://valoresreais.com/contato/

      Abç!

  2. Advogado Pobre 4 de setembro de 2015 at 10:44 #

    Cara, muito bom artigo, pena que poucos irão entender o que está escrito.

    Parabéns, vou adicionar seu blog no link dos meus favoritos.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes