Aproveite cada minuto

Nós não sabemos o dia de amanhã. Não sabemos o que o futuro nos reserva – embora estejamos trabalhando para torná-lo mais previsível e menos inseguro (suponho eu), através do acúmulo de capital financeiro, preservação de nossa saúde física, manutenção de nossa rede de relacionamentos…

Hoje estamos bem de saúde, mas… e amanhã? Uma doença poderá se instalar em nosso corpo e nos debilitar a ponto de ficarmos dias ou semanas sem ter energia para fazer as atividades diárias. Acidentes são, por definição, imprevisíveis. Aquilo que estava sendo planejado para acontecer no dia “x” pode ser interrompido por um acontecimento ou circunstância qualquer. A vida é a arte de lidar com conforto em situações desconfortáveis.

Aproveite cada minuto

Por isso, aproveite cada minuto. Não desperdice seu precioso tempo e sua preciosa energia e vigor físico e intelectual em coisas, fatos ou atividades que não merecem seu tempo e sua energia. O relógio da vida nunca para, e você poderá se lamentar amanhã por coisas que deixou de fazer hoje (se é que você já não esteja se lamentando hoje por coisas que deixou de fazer ontem).

Se você está no auge de sua capacidade intelectual, faça valer esse imenso capital humano de que você dispõe, conforme escrevi no artigo Quanto vale sua força de trabalho? Pensando no seu capital humano como um título de renda fixa.

Se sua prioridade atual é conseguir o melhor trabalho que puder, faça-o enquanto ainda há tempo, como eu escrevi no post As prioridades mudam com o decorrer do tempo.

Se você estipulou para si mesmo (e ninguém mais sabe disso), que depender menos de remédios é uma meta a ser alcançada até 31.12.2015, então, meu caro, cumpra os acordos consigo mesmo. Afinal, você pode até não conseguir cumprir as promessas que prometeu aos outros, mas jamais poderá ter a audácia de se auto-sabotar.

Não fique olhando para o passado e se lamentando pelas coisas que fez ou deixou de fazer; nem fique paralisado pelo futuro achando que só poderá agir quando as circunstâncias estiverem perfeitas, como eu destaquei no último artigo. E tudo isso por um motivo muito simples: muito frequentemente, somos obrigados a tomar decisões nas circunstâncias menos favoráveis possíveis.

Aliás, é isso que acaba forjando nosso caráter: é a nossa capacidade mental de superar adversidades. De vencer obstáculos. De encarar desafios olhando a vida para a frente, e não ficar arranjando de forma antecipada desculpas caso o resultado desejado não seja alcançado.

A vida é preciosa demais para você deixá-la passar em branco, ou tingi-la com cores mortas. Acredite em mim: as maiores realizações da Humanidade foram feitas por pessoas vivas. Pense por um momento em algumas pessoas que realizaram invenções notáveis e que empurraram a raça humana para frente. Elas estavam vivas. Mais do que vivas, elas estava aproveitando cada minuto de que dispunham, enquanto dispunham (de saúde, tempo, energia…).

Por isso, não se deixe contaminar por um ambiente nocivo: vença esse ambiente. Não deixe que a negatividade das pessoas lhe atinja: se essas são as pessoas que você ama, e elas ainda assim te tratam de forma negativa, então elas não são merecedoras de seu amor. Afaste-se delas, e você verá os ganhos que obterá.

A minha mensagem de hoje é singela, mas direta: aproveite cada minuto. Seja proativo. Não esmoreça ao primeiro sinal de cansaço ou dificuldade.

Como eu disse em outro artigo, Não se prenda às circunstâncias, mas sim foque nos seus objetivos!,

“Obstáculo são aquelas coisas assustadoras que você vê quando desvia seus olhos de sua meta”.

Conclusão

Quando uma pedra aparecer no meio do seu caminho, não desperdice sua energia com ela. Mantenha-se firme em seus objetivos. Gaste seu tempo, seus pensamentos e sua atenção nas coisas que você quer alcançar. O que você quer é atingir seu sonho, cumprir a sua meta, ir até o destino final. Portanto, nada de ficar perdendo tempo com coisas sem importância. Bola pra frente, porque existem fatos importantes que requerem sua atenção, e mais, que precisam de sua atenção.

Canalize suas energias naquilo que fará a diferença em sua vida. O resto? Bem, o resto… deixe passar. Pois ele irá passar.

Por isso, aproveite cada minuto para construir a vida que você quer, e não para ficar inerte, pensando na vida que você não quer. 😉

Créditos da imagem: Free Digital Photos

Print Friendly, PDF & Email

, ,

16 Responses to Aproveite cada minuto

  1. Yon 9 de março de 2015 at 6:24 #

    Um texto maravilhoso para começar uma segunda-feira e também para reflexão sobre o destino que damos ao nosso patrimônio mais valioso: o nosso tempo!
    Um abraço meu amigo Guilherme.

  2. Rosana 9 de março de 2015 at 7:39 #

    Guilherme,

    Excelente e motivador texto para o início da semana! 🙂

    “Canalize suas energias naquilo que fará a diferença em sua vida. O resto? Bem, o resto… deixe passar. Pois ele irá passar.”
    Esse é um dos meus maiores desafios.

    Abraços,
    Rosana

    • Guilherme 9 de março de 2015 at 18:39 #

      Olá Rosana!

      Sim, em muitos casos, acabamos canalizando energia para coisas que não valem a pena, o que acaba redundando em frustração e angústia. Acho que isso é um desafio de todos, uma vez que o ser humano tende a focar mais o lado “negativo” do que o positivo.

      Penso que a chave para superar essas coisas passa necessariamente pelo treinamento de nosso foco e de nossa consciência, e uma das coisas que nos ajudam nessa tarefa é nos ocuparmos com atividades relacionadas à construção de nossos objetivos. Tudo isso mantém o cérebro “ocupado” demais para lidar com coisas adversas. 😉

      Abç

      • Rosana 14 de março de 2015 at 12:56 #

        Guilherme,

        Agradeço pelas dicas! 🙂

        “Acho que isso é um desafio de todos, uma vez que o ser humano tende a focar mais o lado “negativo” do que o positivo.”
        Eu não sabia. Sempre pensei que focar no negativo fosse característica de uma minoria, mas não uma tendência do ser humano.

        Abraços!

        • Guilherme 14 de março de 2015 at 18:03 #

          Oi Rosana!

          Pois é, eu também achava, mas depois de ler diversos livros da área de finanças comportamentais e psicologia, fui ver que é o contrário que predomina, e isso vem através de vários exemplos:

          – Quando um pai recebe um boletim do seu filho, onde há 9 notas dez e uma nota 7, ele logo vai prestar atenção mais na nota 7;

          – Num estacionamento público com vários carros “iguais” com exceção de um mais “deteriorado”, o ser humano presta mais atenção no mais deteriorado;

          – Quando fazemos uma retrospectiva dos últimos acontecimentos, prestamos mais atenção nos negativos, pois é esses que ativam mais nossas emoções;

          – E assim por diante.

          Abç!

          • Rosana 16 de março de 2015 at 14:14 #

            Interessante, eu não sabia que era assim, mas os exemplos que postou realmente mostram o que acontece na realidade na grande maioria das vezes.
            Gostaria até de sugerir um post sobre o assunto, com esses exemplos que citou.
            Seus textos sempre são de excelente qualidade, acredito que escrever sobre esse assunto seria útil para muitas pessoas.

            Boa semana! 🙂

            • Guilherme 16 de março de 2015 at 15:13 #

              Olá Rosana, obrigado, sugestão devidamente anotada!

              Abç e boa semana! 😀

  3. Moisés 9 de março de 2015 at 15:44 #

    Parabéns Guilherme, excelente artigo. Parece que você viu meu final de semana. Continuarei firme nos objetivos. Obrigado.

  4. Carlos Alan 9 de março de 2015 at 21:01 #

    Parabéns Guilherme

  5. Ronaldo Suett 10 de março de 2015 at 10:05 #

    Ótimo texto Guilherme,

    Vi um comercial no youtube em que dizia assim: “Você pode ter medo e não fazer nada, ou você pode ter medo e fazer tudo o que está ao seu alcance”

    Acho que essa frase resume bem seu texto e a fase em que estou passando, esse mês minha empresa completou 10 anos e somos 15 pessoas trabalhando, tinha 21 anos quando poucos acreditaram que abrir uma empresa no Complexo do Alemão com 10m² e aluguel de R$ 120,00 daria certo, mas eu estava vivo e precisava mostrar isso a todos e principalmente a mim.

    Espero poder aproveitar muito ainda essa vida maravilhosa que Deus me deu…

    Forte Abraço,

    Ronaldo Suett

    • Guilherme 10 de março de 2015 at 10:53 #

      Obrigado, Ronaldo!

      E parabéns também pelo seu sucesso como empreendedor! Você é a prova inconteste de que quem aproveita “cada minuto” é capaz de conseguir realizações extraordinárias!

      Abç

  6. Davi 12 de março de 2015 at 4:45 #

    Meu irmao Guilherme, Eu tambem entendia que estava formando segurança financeira e um patrimonio solido. ate que comecei a entender alguns conceitos simples: quem produz teu alimento? qual a qualidade dele? havera realmente escassez global de agua? A resposta sempre era: vou ser rico e sempre havera recursos para mim. Agora, decadas depois, vejo que a verdadeira segurança intelectual, emocional e moral tangenciam a ida ao campo. Por favor reflita… uma pequena sugestao de curta leitura: “Vida no Campo” de Ellen Gould White. A proposito, estou vivendo isso. 🙂 Ah, e tambem englobe a segurança financeira, como exposto nesse otimo artigo.

    • Guilherme 13 de março de 2015 at 8:45 #

      Olá David, obrigado pela dica de leitura!

      Abç!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes