[Guest post] A emocionante história de uma jovem leitora do blog Valores Reais. De 81 anos ;-)

Uma das coisas que me deixam mais feliz, sem dúvida, é o retorno que recebo dos milhares de leitores espalhados pelo mundo. Poder ajudar você a ter uma vida melhor e mais gratificante faz parte da minha missão nessa jornada fantástica chamada vida, e eu só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade de transformar vidas através das minhas palavras e das minhas ações.

Hoje, trago a vocês um depoimento simplesmente fantástico, vindo de uma leitora que, eu não tenho dúvida, está no auge de sua capacidade intelectual e maturidade.

Todos sabemos que a maioria dos leitores desse blog se situa na faixa etária dos 25 aos 40 anos de idade. Porém, isso não impede que eu tenha leitores bastante novos quanto à idade – já cheguei a receber comentários de leitoras dizendo que estavam indicando o blog para seus filhos de 14 anos (!!!) – ou já com uma idade mais avançada.

O que me motivou a trazer esse guest post é algo maravilhoso. Imagina você poder trocar emails com alguém na faixa dos seus 80 anos!?

São raríssimas as pessoas nessa faixa de idade acostumadas com o uso diário da tecnologia. Aliás, para sermos francos, são raras as pessoas que chegam a essa idade em perfeitas condições físicas e mentais.

Das que estão em boa condição de saúde, boa parte delas (talvez a maioria) prefere, por motivos vários, se afastar o tanto quanto possível dos computadores, tablets e telefones celulares. Afinal, essa tecnologia somente foi popularizada nos últimos 20 anos, e aprender coisas novas nos faz sair da “zona de conforto”.

O que torna esse guest post especial é que, além da autora convidada de hoje lidar bem com a tecnologia, ela ainda recomenda e repassa meus artigos para os familiares dela – e inclusive compartilha de muitas das minhas ideias! Não é demais isso? 😀

Olha, eu gosto demais de conversar com pessoas assim, pois elas resistem ao tempo e conseguem transmitir lições memoráveis de vida em apenas 20 ou 30 minutos de bate-papo. A conversa que tive com ela me lembrou outras três conversas que tive com pessoas assim, nascidas na década de 20 e começo da década de 30, algumas das quais estão “no ponto” para serem transformadas em saborosas histórias aqui no blog.

Bom, mas deixemos de papo furado, e vamos direto ao que interessa. Com vocês, o guest post da Bárbara! 😀

……………….

“Guilherme, bom dia.

Gosto imensamente de ler seus artigos e os repasso para meus netos.

Já faço o indicado no artigo Não faça gastos com coisas: faça as coisas gastarem há muitos anos.

A minha atividade preferida, agora que sou aposentada, é estudar e ler ou reler livros.

Além disso, há vários anos reúno em casa de 8 a 9 amigas, uma vez por semana, e lemos juntas. Já introduzi as meninas à mitologia grega, aos grandes livros clássicos e agora vamos começar a ler as tragédias gregas e depois as comédias.

Meu filho é como eu, e tenho sorte de ter um neto que também é.

Aos 17 anos, ele me pediu a obra completa de Shakespeare em inglês arcaico. Dei a ele com a maior alegria.

Ainda uso roupas que comprei na década de 80, e se tenho alguma coisa nova é presente de minha filha.

E chego aos 81 anos livre, leve e solta.

Há alguns anos sigo as palavras de Aristóteles: quanto mais curta a viagem, maior é a bagagem que as pessoas querem carregar. Então, já distribuí tudo o que tinha, para filhos e netos.

Mas, para não pesar a eles, guardei para mim duas bolsas (não é a moda no Brasil?): a bolsa emergência e a bolsa velhice.

Quero esclarecer que sou idosa mas não sou velha.

Sou viúva há alguns anos, vivo sozinha, e jamais sinto tédio ou solidão.

Quanto ao passado, me formei médica numa renomada universidade brasileira, numa época em que as mulheres ainda eram minoria nas universidades. Fiz vários estágios e trabalhei mundo afora, inclusive em Harvard. Trabalhei muito até me aposentar.

Sempre fui determinada naquilo que eu desejava. Sempre.

Gosto muito de me informar, e sempre preferi saber um pouco de muitas coisas.

O bom de saber um pouquinho de cada coisa é que dá para conversar com muitos.

Fui muito criticada por amigos duas vezes: quando fui estudar, e quando doei tudo. Não me importei: ambas eram coisas que eu queria, e me fizeram muitíssimo feliz.

Já pedi a meus filhos que ponham no meu caixão os muitos livros que ainda quero ler, mas não terei tempo.

Se nós perdemos a capacidade de se surpreender e de se maravilhar, se nós perdemos o senso de humor e o poder de rir de si mesmo, e ficarmos só do lado sisudo da vida, a vida acaba sendo um tédio e uma amargura só. Por isso, acho bom você não demorar para publicar esse guest post, pois esqueceram de carimbar na minha testa a data de validade.

Um abraço,

Bárbara”.

………………….

Conclusão

Quantos podem dizer que um artigo de seu blog ou um material que você escreveu virou cartão de Natal? Eu posso.

Quantos podem dizer que um trabalho seu marcou profundamente a vida de outras pessoas? Eu posso.

Quantos receberam manifestações autênticas de apreço pelo que você produz como essas abaixo?

No Twitter…

Tweet

Por email…

Email

No blog…

Anderson

Na Internet…

Ju Figueiredo

E quantos têm pessoas que admiram seu trabalho e que estão bem próximas de alcançarem os 3 dígitos de vida?

😀

Quando comecei esse blog, jamais imaginaria que qualquer coisa dita acima pudesse acontecer. Afinal, quem diria que um blog sobre investimentos e qualidade de vida fosse alcançar leitores de tão diversificadas idades, de ser citado mundo afora, desde portais de investimento até sites de moda feminina?

É como diz aquele ditado popular: você mira no que vê, e acaba acertando no que não vê.

Agradeço muito à Bárbara por ter me deixado compartilhar sua história de vida, bem como a parabenizo pelo magnífico exemplo de vida que ela nos dá, contando como tem levado sua vida nos dias atuais, com muita leveza, bom humor, desprendimento, e sábio uso do tempo.

Que a história dela inspire mais leitores a procurarem esse caminho de uma vida mais simples e mais desprendida – porque a mim já inspirou! 😀

Print Friendly, PDF & Email

,

20 Responses to [Guest post] A emocionante história de uma jovem leitora do blog Valores Reais. De 81 anos ;-)

  1. Lucas Henrique 2 de fevereiro de 2015 at 11:09 #

    Guilherme, isso é o resultado de um bom trabalho.

    Sempre leio seu blog e fico fascinado com seu conteúdo de extrema qualidade, meus parabéns!

  2. Ronaldo Suett 2 de fevereiro de 2015 at 12:34 #

    Guilherme, parabéns pelos frutos do seu trabalho!!!

    Minha primeira leitura de todas as segundas há quase um ano, que privilégio!

    Forte abraço.

    • Guilherme 2 de fevereiro de 2015 at 18:57 #

      Oi Ronaldo, valeu!

      Legal saber que esse blog é sua primeira leitura de todas as segundas!

      Abç!

  3. Giovana Beltrão 2 de fevereiro de 2015 at 14:11 #

    Simplesmente fantástico, como tudo que Deus criou, simples e belo. Parabéns. Amo seu blog.

  4. Cristina França 2 de fevereiro de 2015 at 20:25 #

    Olá, Guilherme!
    Conheci seu blog muito recentemente e já o recomendo para amigos e familiares.
    Fiquei maravilhada com o exemplo de simplicidade e desapego da Bárbara. Muito boa essa sua iniciativa de compartilhar com os seus leitores as belas histórias de vida que lhe chegam por meio do seu trabalho.
    Ler o Valores Reais semanalmente já se tornou parte de meus hábitos. Que você continue com essas belíssimas inspirações! Estou amando o seu blog. Parabéns!

    • Guilherme 4 de fevereiro de 2015 at 16:43 #

      Muito obrigado pelos comentários, Cristina!

      Abç!

  5. Thiago 3 de fevereiro de 2015 at 6:17 #

    Guilherme, desde 2010 sigo o seu blog. Emociante essa história de hoje! Continue postando, sempre! Abraços.

    • Guilherme 4 de fevereiro de 2015 at 16:44 #

      Vou continuar postando, Thiago!

      Legal saber que tenho leitores há meia década! 😀

      Abç!

  6. Leonardo 3 de fevereiro de 2015 at 11:29 #

    Ei Guilherme!
    Acompanho seu blog já faz alguns anos!
    Esplêndida a constância de seus ensinamentos!
    Agradeço a Deus por vc poder compartilha tantas coisas de valores reais!
    Abçs.
    Léo

  7. Rosana 3 de fevereiro de 2015 at 11:37 #

    Guilherme,

    Que lindo depoimento!
    Acredito que muitos dos leitores do Valores Reais acabam gostando tanto que leem também os artigos anteriores, nos quais há muito conhecimento, sabedoria e prática escritos de forma didática e de excelente qualidade.
    Eu aprendi muito aqui, Guilherme, e só tenho a agradecer por disponibilizar de forma tão acessível todo esse conteúdo maravilhoso.
    Desejo-lhe sucesso sempre! 🙂
    Rosana

    • Guilherme 4 de fevereiro de 2015 at 16:45 #

      Rosana, muito agradecido por seus comentários!

      Abç!

  8. Bruna 3 de fevereiro de 2015 at 12:27 #

    Me emocionei ao ler o relato dela. Que coisa LINDA! Que maravilhoso é poder ajudar os outros. Sem sombra de dúvidas todos nós que acompanhamos seu blog nos sentimos muito gratos por todas as coisas boas que partilha conosco. Hoje, meu MUITO OBRIGADA a você, por tudo o que divide conosco.

    Abraço!

    • Guilherme 4 de fevereiro de 2015 at 16:45 #

      Oi Bruna, realmente, é maravilhoso poder ajudar outras pessoas!

      Agradeço também seus elogios!

      Abç!

  9. Mônica 3 de fevereiro de 2015 at 14:19 #

    Olá, Guilherme!!!

    Pode ficar bastante orgulhoso sim! Seu blog é um sucesso!! Vc plantou, e agora está colhendo!😊

    O indiquei para o meu sobrinho de 13 anos, e ele ficou super feliz porque vc respondeu! Rs! Disse que vai seguir as suas orientações à risca!

    Quanto à Barbara, que show, hein? Queria ser sua amiga… Que leveza, que simplicidade! Parabéns pelo modo como encara a vida! Me inspirou bastante tb! 😃

    • Guilherme 4 de fevereiro de 2015 at 16:46 #

      Bacana, Mônica, você ter indicado meu blog ao seu sobrinho!!!!

      Histórias que inspiram sempre valem a pena serem publicadas, não é mesmo? 😀

      Abç!

  10. Maria Carolina Alves 12 de fevereiro de 2015 at 17:56 #

    Oi, Guilherme!

    Estou aqui lendo este post (atrasadíssima), e qual não foi minha surpresa ao ver meu tweet bem ali! Hahaha

    Mas foi sincero, e concordo com os elogios nos comentários: seu blog é inspirador, e sempre aprendo algo, sempre revejo um conceito importante. Continuo apaixonada pelo blog =)

    Abraços!

    • Guilherme 12 de fevereiro de 2015 at 18:38 #

      Oi Maria!

      Muitíssimo obrigado pelos comentários! Seu tweet foi marcante, e eu gosto de ter essas recordações, que servem como verdadeiro “combustível” que me fornece energia para continuar escrevendo material relevante.

      E você não chegou atrasada não! Toda hora é um bom momento de ler os artigos do blog! =D

      Abç!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes