A emoção de assistir, dentro do estádio, a um jogo da Copa do Mundo, no Brasil!

– As pessoas fazem sempre o papel da vítima – ela continuou – Mas com quem estão brincando? Estão apenas roubando a si mesmas. A vida não lhe deve nada. Ninguém tampouco lhe deve nada. Apenas você se deve alguma coisa. Por isso a melhor maneira de fazer o melhor de nossa vida é apreciar a dádiva que ela é, e escolher não ser uma vítima (Antes de partir – uma vida transformada pelo convívio com pessoas diante da morte, Bronnie Ware, p. 113, sem destaque no original, resenha em breve do livro aqui no blog, não percam).

E complemento: uma das melhores maneiras de aproveitar a vida é não deixá-la passar em branco. É aproveitar as oportunidades enquanto elas ainda estiverem disponíveis. É transformar sonhos em realidade. Como os que eu vou contar na história abaixo. Me acompanhem… 🙂

A realização de um sonho de criança…

Figurinhas Copa 90

Quem diria que aquele garotinho que colecionava figurinhas na Copa de 90 (saudosos tempos sem Internet!) estaria, 6 Copas mais tarde, dentro de um estádio da própria Copa…

Não é de hoje que eu gosto de assistir, pela televisão, a uma boa partida de futebol e, particularmente, aos jogos da Copa.

Quem é leitor assíduo do blog já deve ter percebido isso, afinal, já escrevi alguns artigos aqui tendo o futebol como “pano de fundo”, vide os posts A família como um valor real: os exemplos de Felipão e de Muricy, A persistência em busca dos objetivos – Copa dos Campeões da Europa, e E você? Já convocou os investimentos para sua seleção?.

Como eu já disse em outras oportunidades, sob a perspectiva de quem assiste, isto é, do espectador, um jogo de futebol é apenas isso: um jogo, um esporte, que, assim como assistir a um filme no cinema ou a uma peça de teatro, constitui mais uma fonte de entretenimento e lazer.

Meus gastos nessa categoria, portanto, se enquadram perfeitamente na categoria “lazer”.

E, se você fizer um planejamento financeiro bem elaborado, como, aliás, já escrevemos no blog, Reservando um dinheiro todo mês para a diversão, é possível realizar esse lazer sem prejudicar seu orçamento doméstico. Foi o que eu fiz. 😀

Alemanha 4 x 0 Portugal: Um show de futebol: 4 gols, pênalti, expulsão, frustração, comemoração… todos os ingredientes para um grande espetáculo!

“Siga seu coração e não se acomode em um caminho que é inconsistente com o que você sente que é seu destino verdadeiro” – Steve Jobs (1955-2011)

Seguir o coração não significa apenas fazer aquilo que você gosta no campo profissional. É ser você mesmo também em seus desejos mais pessoais, por mais diferentes que eles sejam, e por mais que as pessoas não entendam. Tem gente que sonha em surfar nas ondas do Havaí. Tem gente que sonha um dia em assistir a uma ópera em Viena. E tem muita gente por aí que sonha… em simplesmente assistir a um jogo de Copa, por quê não?

E eu fui atrás desse último sonho. 🙂

Com a tabela dos jogos da primeira fase da Copa do Mundo 2014 definida, a primeira coisa que eu procurei fazer foi selecionar a partida que pudesse me trazer mais probabilidade de “retorno” em termos de “espetáculo” para cada real “investido” no preço do ingresso. A relação custo x benefício, aqui, tem um peso importante, pois eu sabia que valeria mais a pena assistir a um jogo com uma seleção favorita ao título do que uma “pelada” entre duas seleções sem expressividade no cenário esportivo.

Analisando as partidas disponíveis para compra, cheguei à conclusão de que o jogo com mais probabilidade de oferecer o melhor benefício pelo custo do ingresso seria Alemanha x Portugal, não só porque estaria em campo aquele que é considerado o “melhor jogador do mundo” (Cristiano Ronaldo), como também porque, do outro lado, eu teria a oportunidade de assistir ao jogo inicial daquela que tem sido apontada como uma das seleções de futebol mais consistentes dos últimos anos e, portanto, uma das favoritas ao título.

Feita a análise, fiz a compra do ingresso, e, no dia do jogo, procurei chegar o quanto antes ao estádio, a fim de evitar filas e problemas para encontrar o assento. Meu medo de chuva e tempestade acabou não se confirmando, e o que tivemos em Salvador nessa segunda-feira foi um belíssimo dia de sol para um excelente espetáculo de futebol.

Arena Fonte Nova

O estádio foi inteiramente reformado para a Copa, e as primeiras impressões foram muito positivas. Há uma área em torno do estádio que é bloqueada para o trânsito e, apesar de ter que caminhar até chegar ao estádio, foi uma caminhada tranquila e, sobretudo, bastante segura, dada a presença ostensiva de policiamento por todos os cantos.

Arena Fonte Nova 2

Todos os ingressos tinham cadeiras numeradas, e haviam vários voluntários ajudando a tomar a direção certa. Chegar bem cedo ao estádio tem suas vantagens, e a principal é aproveitar para conhecer as estruturas da arena, que por sinal estavam bastante boas, considerando as minhas baixas expectativas em função de todos os problemas que envolveram a organização da Copa. Em suma, vi banheiros limpos, lanchonetes em diversos pontos do estádio (embora sempre lotadas nos intervalos do jogo, o que é normal), e até um sinal de celular e Internet razoáveis.

Aos poucos, o estádio foi lotando e aquele “clima de Copa do Mundo” foi tomando conta da arena.

Um dos momentos mais legais do jogo na verdade ocorre antes do jogo: trata-se do protocolo de entrada das seleções, e a respectiva execução dos hinos nacionais. Nesse momento, a emoção toma conta de todo o estádio, particularmente dos estrangeiros que vieram torcer para suas seleções e que, no caso dessa partida, obviamente, trouxe a Salvador muitos alemães e portugueses. Mas tinha gente de tudo quanto é canto: asiáticos, africanos, e, é claro, muitos latino-americanos.

Hino

Com a bola rolando, vocês já sabem o que ocorreu, então, não preciso dizer muita coisa….rs…..

Apenas para destacar que a seleção alemã deu um show de técnica, disciplina tática e habilidade. Os portugueses estavam perdidos em campo, não acertavam passes, erravam os chutes a gol de maneira grotesca, enfim, estavam visivelmente desestruturados emocionalmente. A seleção alemã jogou de maneira impecável, e nós pudemos assistir a um espetáculo da mais alta qualidade técnica. Eu imagino o quanto deve ser frustrante sair de um estádio sem ver nenhum gol, e eu posso dizer até que tive bastante sorte, pois vi mais gols do que eu esperava ver.

Assistir a uma partida de futebol dentro do estádio é uma experiência completamente diferente de assistir pela televisão. A televisão tem todos aqueles recursos tecnológicos e efeitos especiais que fazem um jogo parecer ser bem maior do que ele é. Na prática, ali, dentro das quatro linhas, a partida se desenvolve de forma extremamente simples e natural, e talvez nisso é que resida o encanto desse esporte: regras simples, fáceis de serem entendidas, e mais fáceis ainda de serem aplicadas. Simples assim.

Bola rolando

Conclusão

No livro Antes de partir – uma vida transformada pelo convívio com pessoas diante da morte, Bronnie Ware relata os 5 arrependimentos mais comuns no leito da morte. Já falamos um pouquinho sobre esse livro num artigo de 2 anos atrás, Tenha coragem de viver uma vida fiel ao que você é, e não a vida que os outros esperam de você, e vale a pena repetir aqui o lamento número 5: “desejaria ter-me permitido ser mais feliz”:

5. Eu gostaria de ter me deixado ser mais feliz.

Este arrependimento é surpreendentemente comum.

Muitos não perceberam, até o fim da vida, que a felicidade é uma escolha.

Eles haviam ficado presos em velhos padrões e hábitos. O chamado “conforto” com aquilo que é familiar sobrepujava suas emoções e a vida física. O medo das mudanças os faziam fingir para os outros e para si mesmos que eram felizes, enquanto lá no fundo ansiavam rir de verdade e ter uma certa loucura em suas vidas novamente.

Quando se está no leito da morte, pouco importa o que os outros pensam de você. Que maravilhoso poder relaxar e sorrir novamente, bem antes de morrermos.

A vida é uma escolha. É a SUA vida. Escolha com consciência, com sabedoria, com honestidade. Escolha ser feliz“.

Bom, eu posso dizer de boca cheia que esse arrependimento certamente não entrará em minha conta no final de minha vida. Economizei, planejei, gastei, executei, fotografei, fui e desfrutei. Podem falar o que quiserem, mas de uma coisa eu não me arrependerei: pois eu certamente me deixei ser mais feliz. Eu ri de verdade com o “portuga” desesperado ao meu lado tentando empurrar sua seleção (sendo que ele próprio riu de si mesmo). Eu cometi essa loucura de ir ao estádio sem saber exatamente o que me esperava lá dentro. Eu fui feliz durante aqueles 90 minutos. E isso é tudo o que importa.

Enfim, posso dizer que realizei um sonho de criança, que era a de assistir a um jogo de Copa do Mundo dentro do estádio, ao vivo, e com duas grandes seleções em campo (se bem que na prática só vi uma atuar…rs). A emoção se tornou maior ainda pelo fato de tudo ter dado certo, desde a entrada no estádio, as condições climáticas do local, a escolha do assento, e, é claro, o principal, um show de futebol, com uma goleada que vai ficar registrada para sempre na minha memória.

O que eu tiro dessa experiência? Simples: planeje-se financeiramente e saiba que é perfeitamente possível realizar seus sonhos de criança, por mais diferentes e ousados que sejam. E não se importe e não dê a mínima para o que os outros venham a dizer. Afinal, a vida é sua, os sonhos são seus, o dinheiro é seu, e é somente a você quem você deve dar satisfação.

E você, já realizou algum de seus sonhos de criança? Conte para nós sua experiência!

Print Friendly, PDF & Email

20 Responses to A emoção de assistir, dentro do estádio, a um jogo da Copa do Mundo, no Brasil!

  1. Pedro 19 de junho de 2014 at 1:00 #

    Futebol faz parte dos sonhos de muitas crianças.

    Eu nunca desejei estar presente num jogo de algum campeonato em específico como você, mas sempre tive o sonho de ter um lugarzinho só meu no estádio do meu time, para nunca correr o risco de ficar de fora das suas grandes conquistas.

    Nunca me fez falta este dinheiro, nem nunca considerei esta despesa um desperdício. Vale cada centavo e ainda ajuda meu time a seguir vencendo.

    Abraço!

    • Guilherme 19 de junho de 2014 at 18:28 #

      Exatamente, Pedro!

      Dinheiro serve justamente para isso: funciona como uma ferramenta para melhorar a nossa qualidade de vida.

      Abç!

  2. cleitondio 19 de junho de 2014 at 1:49 #

    esta frase “Assistir a uma partida de futebol dentro do estádio é uma experiência completamente diferente de assistir pela televisão.” é a mais pura verdade!
    nem se compara… quando levei minha esposa ao estadio ela ficou abismada, se apaixonou e começou a ir ao estádio comigo!

    em relação ao jogo da copa, tenho uma para assistir semana que vem, aqui na cidade ja tem o clima, os gringos por todo o lado, no final do jogo vao tudo pra um shopping perto do estadio, ta muito show mesmo.

    • Guilherme 19 de junho de 2014 at 18:29 #

      Legal, Cleitondio, curta bastante esse momento, a experiência de assistir a um jogo da Copa é incrível!

      Abç!

  3. Rosana 19 de junho de 2014 at 10:19 #

    Guilherme,
    Fiquei feliz por você ter realizado seu sonho de infância! 🙂

  4. Jônatas R Silva 19 de junho de 2014 at 20:47 #

    Muito legal Gui,
    Já tive a oportunidade de assistir meu time (SPFC) jogar e ganhar uma final no Morumbi. Realmente uma sensação única e formidável.

    Abraço e parabéns meu amigo!

  5. Fabio 20 de junho de 2014 at 0:20 #

    Muito legal seu relato e parabéns pela realização do sonho que também esta sendo um dos meus, pois ainda estou realizando, já assisti dois jogos bem legais no Maracanã e ainda vou assistir o restante do jogos no Rio e vou relatando aos poucos e depois da final vou fazer um relato completo de toda a experiência. Abraços!

    • Guilherme 20 de junho de 2014 at 10:30 #

      Legal, Fábio, os jogos no Maracanã estão sendo muito bons de acompanhar na TV, imagina então no próprio estádio!

      A propósito, não conhecia o seu blog, está show de bola, parabéns!

      Abç!

  6. Leonardo 20 de junho de 2014 at 8:50 #

    Parabenizo pela análise de investimento ao escolher Portugal e Alemanha; rendeu mais que a média do mercado.
    Ontem fui ver Colômbia e Costa do Marfim. Primeira vez num estádio de futebol. Por R$1,8 bilhão (triste isso), o Mané ficou excelente. Foi bem legal e deu pra ver um golaço do Gervinho da Costa do Marfim.
    Eu fiquei bem em dúvida se valia a pena comprar um ingresso pra Copa pois no caso foram R$ 350. Nada barato. Mas é uma oportunidade única que não poderia deixar passar. No final, valeu a pena.
    Também achei bem diferente da TV. Achei interessante o posicionamento dos jogadores e dá pra perceber melhor as táticas dos times.

    • Guilherme 20 de junho de 2014 at 10:33 #

      Exatamente, Leonardo!

      A experiência de assistir no estádio é completamente diferente de assistir pela televisão.

      O que você citou é a mais pura verdade: “Achei interessante o posicionamento dos jogadores e dá pra perceber melhor as táticas dos times”.

      A oportunidade é única, e talvez seja a única Copa no Brasil que teremos a oportunidade de assistir. Daí a preciosidade do momento!

      Além do mais, o “clima de Copa” fica bem mais evidente quando se acompanha tudo de perto: os torcedores estrangeiros chegando, as músicas dentro do estádio, as torcidas fazendo a festa…

      Abç!

  7. Diego Andreasi 20 de junho de 2014 at 10:07 #

    Cara, com todo respeito, mas porque tanta necessidade em justificar um gasto com lazer? Isso te faz se sentir melhor? Satisfaz o seu lado racional?

    Sinceramente, quanta alienação… Só faltou justificar seus gastos com alimentação: “bom, paguei 5 reais em uma água, mas ela estava geladinha, deu pra matar minha sede, e ainda dividi com minha companhia”, “paguei 10 reais em um cachorro quente, mas ele veio sem molho, olha só que absurdo!”.

    No mais, parabéns pela realização do sonho..

  8. Lívia França 21 de junho de 2014 at 10:43 #

    Guilherme, parabéns pela realização de um sonho de criança.
    Meu filho vai realizar um na próxima segunda-feira: será acompanhante de jogador no início da partida Croácia x México, na arena Pernambuco.
    Nem preciso dizer o que isso significa para uma criança de 9 anos.
    E para a mãe coruja da criança?? Serei a acompanhante da criança acompanhante!!!! Convidada!
    Também estou com a expectativa de viver grandes emoções no estádio, proporcionadas pelo meu filho.

    • Guilherme 21 de junho de 2014 at 17:40 #

      Que legal, Lívia, parabéns pelo filho!!!!!

      Deve ser emocionante participar de todo esse evento! Ficará marcado para sempre na memória de todos vocês!!

      Curtam bastante esse momento inesquecível!!!

      Grato pelas palavras!

      Abç

  9. Investidor Casado 23 de junho de 2014 at 12:12 #

    Parabéns pelo sonho realizado!

    Apesar de não ser fã de futebol, entendo bem como você se sentiu: alguns anos atrás realizei um de meus sonhos que era assistir ao vivo um show da minha banda preferida Pearl Jam! E valeu cada centavo, com certeza!

    E ainda pude repetir a dose recentemente! Mas foi igual o segundo copo d’água no deserto: bom, mas não tanto quanto o primeiro!

    um abraço e tudo de bom!

    • Guilherme 23 de junho de 2014 at 22:18 #

      Obrigado, Investidor!

      E temos um ponto em comum agora hein: Pearl Jam!

      Sou super fã dessa banda! Cara, deve ter sido demais ter assistido esse show!

      Eu pretendo daqui pra frente “investir” um pouco mais nessa conta de diversão, assistindo a mais “shows”: boas peças de teatro, quem sabe até jogos de esportes, e inclusive shows de música. Temos que cultivar as boas emoções e apreciar um pouco o lado “artístico” da vida, não é mesmo!?

      Abç!

  10. Felipe 5 de setembro de 2016 at 21:24 #

    hahahaa. senti o mesmo cara. fui ao jogo da copa das confederações, em salvador, nesse mesmo estadio. Assistir Brasil x Italia. jogão. Brasil meteu 4×2.

    ate hoje lembro comemorando o gol e abraçando um desconhecido q estava do meu lado kkkkk.

    Sonho: assistir jigo do brasil em competição fifa = Done!
    Rússia 2018, me espere.

    • Guilherme 6 de setembro de 2016 at 10:50 #

      Fantástico, Felipe!

      Bora ir pra Rússia então! 😀

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes