Resumão da semana: Ativa aumenta custos, Fundos DI que ganharam mais do que os clientes, títulos de capitalização nos intervalos dos jogos da Copa, e mais!

O resumão dessa semana traz notícias ruins para quem investe por meio da Ativa corretora, reportagem que mostra fundos referenciados DI em que os bancos ganharam mais do que os clientes, comentários sobre propagandas de títulos de capitalização em intervalos dos jogos da Copa, e mais!

Ativa Trade aumenta os custos operacionais

O leitor André Prates deu a notícia: a corretora Ativa Trade aumentou seus custos operacionais. A taxa de custódia, que antes era de R$ 6,90, passou para R$ 9,80. Mas não é só isso: antes, se o cliente fizesse ao menos uma operação de compra/venda por mês, ficava isento desse valor, agora, para ter direito à isenção da cobrança da tarifa de custódia, é preciso gastar a famigerada quantia de R$ 350 em corretagem!

E tem mais: a retirada de recursos da conta da corretora para a conta bancária do cliente, que antes era gratuita, agora passou a ser cobrada também: R$ 4,50 por cada pedido de retirada.

Com isso, evidentemente, os custos aumentaram de forma bastante forte, de modo que é hora de os investidores reavaliarem se não seria o momento de trocar de corretora.

Vale lembrar que a taxa de corretagem não é o único critério a considerar na escolha de uma corretora, pois custos relacionados à taxa de custódia e tarifa de saque podem também impactar de forma negativa a rentabilidade sobre seus investimentos em renda variável.

Agradeço ao leitor André pelo envio da notícia!

10 fundos referenciados DI em que os bancos ganham mais do que os clientes

Embora a reportagem da Infomoney já não seja tão atual (data de 21.03.2014), vale a pena trazê-la para esse resumão para novamente alertar os leitores sobre a importância de baixarem ao máximo o custo de seus investimentos.

Trata-se de uma matéria que se baseou num site que faz levantamento de fundos de investimentos – www.comparacaodefundos.com -, e que descobriu a existência de 10 fundos referenciados DI em que os bancos acabaram ganhando mais dinheiro do que seus próprios clientes, no ano de 2013.

Fundos Referenciados DI

Esse levantamento levou em consideração quanto o fundo e o cliente receberam por uma aplicação de R$ 10 mil. Vejam alguns resultados:

– O Santander Classic FIC FI Referenciado DI, que cobra uma taxa de administração de 5% a.a., distribuiu R$ 264 de rendimentos para o cliente (cotista) e R$ 516 para o próprio banco (!);

– O Itaú Prêmio Referenciado DI, que tem taxa de administração de 3,9% a.a., rendeu ao cotista R$ 340,73, e ao banco R$ 406,11 (!!);

– Finalmente, o Bradesco Hiperfundo DI, que tem taxa de administração igualmente de 3,9% a.a., rendeu ao cotista R$ 358,05, e ao banco R$ 406,93 (!!!).

A lista completa pode ser obtida no site da reportagem, e ainda inclui fundos do Banco do Brasil, Safra, Banrisul e Banestes.

Brincadeira, né!?

E o pior é que essa pesquisa somente levou em conta fundos de investimentos com patrimônio líquido acima de R$ 100 milhões. Ou seja, o brasileiro médio já quase não investe (porque a maioria vive pendurada em rolagem de dívidas mês após mês), e, quando investe, ainda investe mal.

Propaganda massiva de título de capitalização durante a Copa

Bom, não poderia deixar de registrar a existência de uma propaganda massiva de títulos de capitalização feita por um grande banco privado brasileiro, durante os intervalos comerciais dos jogos da Copa do Mundo numa das principais emissoras televisivas do País.

O argumento é o de sempre: “aposte uma quantia todo mês, concorra a prêmios, e no final do prazo tenha seu dinheiro de volta”.

O que o banco não diz, claro, é que você nunca irá ganhar, e terá o dinheiro de volta sendo corrigido por um índice menor até do que o da poupança. Ou seja, no final das contas, você terá enriquecido somente o banco, além, é claro, de ter perdido dinheiro.

Não duvido nada que as receitas do banco tenham um ligeiro (!?) aumento nessa época, com a venda desse tipo de produto.

Eu já me precavi e estou do lado mais forte da relação – afinal, sou acionista do banco em questão. 😀

Boa semana a todos!

Print Friendly, PDF & Email

, , , , ,

36 Responses to Resumão da semana: Ativa aumenta custos, Fundos DI que ganharam mais do que os clientes, títulos de capitalização nos intervalos dos jogos da Copa, e mais!

  1. Renata 16 de junho de 2014 at 9:43 #

    Passei aqui só pra agradecer ao excelente blog! Acabei de abrir uma conta digital no BB (por indicação de vcs, claro) e o espertinho do gerente veio me oferecer o “excelente” investimento em título de capitalização. Como já tinha lido posts e mais posts aqui argumentando justamente que os tais títulos são péssimos para nós, pobres correntistas, dei um sonoro não pro gerente “amigo”. rss

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 9:12 #

      Olá Renata, que bom que o blog te ajudou a ganhar mais dinheiro!

      E parabéns pela atitude firme de recusar essa armadilha financeira! …..rs…

      Abç!

  2. Rodrigo 16 de junho de 2014 at 10:41 #

    Olá Guilherme, bom post alertando as pessoas sobre como não perder dinheiro em diversas instâncias, parabéns!
    Vi a propaganda do banco sobre capitalização e também fiquei indignado, até lembrar que sou acionista dele também, hehehe… É como o mercado fala sobre juros: quem não entende, paga, quem entende, ganha! Abraços!

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 9:12 #

      Olá Rodrigo, obrigado, e gostei muito da sua frase: quem não entende, paga, quem entende, ganha!

      Abç!

  3. Investidor Casado 16 de junho de 2014 at 12:03 #

    Olá, Guilherme!

    Os custos para operar em algumas corretoras são realmente exorbitantes. Pior: na maioria das vezes o valor pago a mais não possui nenhum “benefício”, diferencial ou contrapartida que justifique.

    Já faz um tempinho que não vejo comercial de capitalização na Tv. Devem estar aproveitando a oportunidade única para faturar alto e retornar o investimento em propaganda! rs

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 9:13 #

      Olá Investidor Casado!

      Sem dúvida, eles querem tirar “casquinha” da Copa, sabendo que a audiência aumenta exponencialmente nesse evento!

      Abç!

  4. Investidor de Risco 16 de junho de 2014 at 20:15 #

    E eu que achava que a lucratividade das corretoras iria aumentar gradativamente com o aumento de suas bases de clientes e não pelo aumento de custos… Parece que as corretoras não estão nem um pouco preocupadas em perder seus clientes para a concorrência…

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 9:18 #

      I.R., eu também pensava assim, mas a lógica do mercado das corretoras é bem difícil de entender….

      Abç!

  5. TBB 16 de junho de 2014 at 23:21 #

    Guilherme parabéns pelo post. Gostaria de fazer alguns comentários sobre os assuntos abordados:

    1 – É uma pena ver o que a corretora Ativa fez, nós sabemos que devido à queda do número de investidores as corretoras estão passando por um momento complicado, mas não é o caminho correto para se voltar a lucrar. Em meados de 2007 e 2008 a Ativa era uma das poucas corretoras que não cobrava por custódia. Não era necessária nenhuma operação. Ela simplesmente não cobrava por custódia de ações.

    2 – Para nós que acompanhamos um pouco o mercado financeiro sabemos que isso não é novidade. Infelizmente essa é uma prática muito comum no Brasil, principalmente entre os maiores bancos. Todos adotam essa prática. Especialmente em fundos com valor de aporte inicial mais baixo. Esse fundo de investimento do Santander é um verdadeiro assalto ao bolso do brasileiro. Não defendendo o Bradesco, mas no caso do fundo do banco brasileiro, existe uma motivação diferente. Divulgado de forma errada, mas para quem gosta de jogo, testar a sorte, fezinha ou qualquer outro termo semelhante pode ser uma atenuação.
    Recomendo o link http://www.comparacaodefundos.com/blog/fundos-que-ganham-mais-que-seus-clientes/ para uma leitura da matéria completa e os comentários da jornalista Mara Luquet na CBN e na Globo News.

    3 – Mais do mesmo. Produto extremamente lucrativo para o banco que apela para sorteios de prêmios e uma suposta correção monetária (que obviamente não chega nem próximo da variação da inflação). A propaganda é vinculada nas prévias e intervalos dos jogos da Copa do Mundo e principalmente nos jogos da seleção brasileira em que a maioria dos espectadores possui pouca instrução.

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 9:20 #

      TBB, excelentes comentários!

      1) É verdade, eu lembro bem dessa época, não sei o que está acontecendo com essa corretora, que tinha uma base grande clientes, justamente pelo baixo custo….

      2) Ótimo comentário. E o mesmo brasileiro médio que vive reclamando dos lucros bilionários dos bancos é o mesmíssimo que vai lá e investe nesse tipo de produto. O círculo é vicioso, meu amigo!

      3) Exato. Eles pensam assim: já que pagamos caro para ter esses 30 segundos na TV, vamos explorá-lo ao máximo.

      Abç!

    • lgomes 6 de julho de 2014 at 20:30 #

      Sou cliente da ativa desde 2008 e como o meu perfil e buy and hold, isso vai me impactar imediatamente.

      Provavelmente, vou deixar de operar com eles parcial (dinheiro novo) ou integralmente. E ainda vão cobrar a calculadora de IR que sempre foi grátis.

  6. Arthur - RJ - Santa Cruz 18 de junho de 2014 at 16:56 #

    Olá Guilherme
    Eu tenho uma conta no Itaú, e hj transferi td o valor da minha conta corrente para uma poupança.
    Queria saber como irei fazer os saques.. seria usando o cartão de crédito, ou eles deveriam dar um cartão específico para saques em poupança?

    • Guilherme 18 de junho de 2014 at 18:54 #

      Olá Arthur,

      Solicite ao banco um cartão de débito. Ele está incluso em qualquer pacote de serviços e, no caso específico do pacote de serviços essenciais, lhe dá direito a uma franquia mensal de 4 saques sem pagar tarifa alguma.

      Abç

      • Arthur - RJ - Santa Cruz 18 de junho de 2014 at 19:27 #

        Então acho que devia funcionar comigo, pois o meu cartão é duplo, crédito/débito.
        Eu tentei fazer um saque logo após a transferência, e apareceu uma mensagem dizendo: “o valor sacado seria de lis (cheque especial)” depois de ler isso, eu não prossegui com a operação..
        o que devo ter feito de errado?

        • Guilherme 18 de junho de 2014 at 19:34 #

          Sim! O cartão de débito somente permite saques a partir da conta-corrente. Se você quiser sacar da poupança, terá que fazer o seguinte:

          1) Transfira o valor da poupança para a conta-corrente (pode ser feito pelo caixa eletrônico mesmo).

          2) Utilize o cartão de débito para efetuar o saque (da conta-corrente).

          Faça isso e depois diga se deu certo!

  7. Rosana 19 de junho de 2014 at 10:16 #

    Guilherme,

    Fiquei horrorizada ao ver quanto os bancos ganham com os fundos DI, lembrando que esse valor é descontado em cima do valor total do investimento e não apenas dos rendimentos. Assim é muito fácil ganhar em cima dos investidores.
    Muito bom esse post, assim muitas pessoas saberão que o que acham ser um bom negócio está muito longe disso.

    Em relação aos títulos de capitalização, os bancos aproveitaram uma época propícia para tentar convencer mais pessoas a desperdiçarem seu dinheiro com um mais um péssimo produto bancário.

    Abraços!

    • Guilherme 19 de junho de 2014 at 18:32 #

      Bem lembrado, Rosana, acerca desse detalhe sobre os ganhos dos fundos sobre o valor total investido.

      Felizmente, ferramentas como uma boa educação financeira nos permitem evitar esse tipo de produto, assim como os outros abordados nesse post (títulos de capitalização e corretoras caras), valorizando ainda mais nosso dinheiro.

      Abç!

  8. fabys 20 de junho de 2014 at 12:27 #

    Olá pessoal, a corretora Ativa pisou na bola! Alguma sugestão de corretoras boas e mais baratas para ações? Obrigada!

    • Guilherme 20 de junho de 2014 at 12:39 #

      Rico, MyCAP, Mirae e Socopa são algumas das alternativas.

      • TBB 22 de junho de 2014 at 16:44 #

        Guilherme, apesar de algumas alterações, como a cobrança de custódia no Tesouro Direto ainda podemos indicar a Spinelli.
        Mercado de ações fracionário: R$4,90
        Mercado de ações integral: R$11,90
        Custódia de títulos Tesouro Direto: 0,08% a.a.

        • Guilherme 23 de junho de 2014 at 22:13 #

          Boa lembrança, TBB! Ela também apresenta preços bastante competitivos.

          Abç

  9. Carlos 21 de junho de 2014 at 16:53 #

    Gostaria de sugerir uma tema abordando “AS CORRETORAS MAIS BARATAS PARA O PEQUENO INVESTIDOR”; aquele investidor que faz uma ou duas compras mensais de ações de boas empresas, investe o tesouro direto, etc. Parabéns aos assuntos abordados!

    • Guilherme 21 de junho de 2014 at 17:51 #

      Sugestão anotada, Carlos!

      Abç e obrigado!

  10. Luiz 23 de junho de 2014 at 14:43 #

    Boa tarde, indo ao encontro na questão de corretoras achei que é possível não pagar taxa de custódia…mas como funciona? Pois com aliado a uma corretagem baixa ajudaria muito os pequenos investidores.

    Pequeno investidor, que compra poucas ações para o longo prazo vi que é possível “Não pagar taxa de custódia”; Para os mais experientes em investimentos como funciona? Segue abaixo o fragmento do texto e o link. Obrigado.
    “Outra taxa que pode minar a vantagem de investir no mercado fracionário é a taxa de custódia. Trata-se do valor mensal cobrado pela guarda das ações pela Bolsa e pelos serviços oferecidos pela corretora. Ela varia entre corretoras e pode até ser gratuita, sobretudo para investidores mais ativos. Paulo Bittencourt, diretor técnico da Apogeo Investimentos, recomenda que, ao investir no mercado fracionário, o cliente peça à corretora que “a custódia da ação não fique na Bolsa, mas sim no agente custodiante”, para evitar a cobrança da taxa de custódia. “É fundamental, neste caso, enviar as ações ao custodiante, ficando livre da custódia na corretora que é remunerada”, afirma.”

    http://viverdeacoes.blogspot.com.br/2012/11/o-importante-e-comecar-investir-no.html

    • Guilherme 23 de junho de 2014 at 22:15 #

      Olá Luiz, bem interessante esse texto. Eu não sabia que era possível enviar as ações ao custodiante.

      Mas aí pode acontecer um problema: a corretora falir. Nesse caso, será que seria possível transferir a custódia das ações para outra corretora?

      Abç

  11. Luiz 23 de junho de 2014 at 22:26 #

    Boa noite Guilherme,

    Vi isso hoje e não tenho muita propriedade para defender a tese, rs, acredito que pessoas mais experientes com ações poderão analisar melhor e principalmente ver a questão da segurança, entretanto não sei se o agente custodiante seria a corretora ou o Escriturador, no caso a Cielo, poir exemplo, o escriturador seria o BRADESCO, mas enfim vamos aguardar e ir pesquisando se é viável ou apenas dor de cabeça, acho que seria bom ver na cvm, etc, abç.

    • Guilherme 23 de junho de 2014 at 22:51 #

      Ôpa, boa noite, Luiz,

      Sim, mais pesquisas são necessárias. Vamos continuar buscando informações sobre o assunto, e qualquer novidade estaremos reportando aqui no post.

      Abç

      • Luiz 24 de junho de 2014 at 9:36 #

        Bom dia Guilherme, verificando o site da bovespa encontrei na FAQ pergunta e resposta acerca do assunto: “O que devo fazer para não pagar a taxa mensal de custódia?”, segue o link:

        O que devo fazer para não pagar a taxa mensal de custódia?

        http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/ombudsman/ombudsman.aspx?aba=tabitem5&idioma=pt-br#3

        Este é o link da CBLC, ou seja, a taxa de custódia que pagamos é para CBLC “escriturar” mais uma vez, mais um serviço que o investidor paga. Os bancos que são escrituradores são o BB, Bradesco, Itaú PETR3 é Escriturada pelo BB, a Ciel3 pela Bradesco e assim por diante.
        Abç.

  12. Luiz 26 de junho de 2014 at 16:49 #

    Boa tarde Guilherme; pois é acho mais seguro mesmo pagar a custódia à Bolsa-CBLC e vindo ao encontro do assunto “corretoras” e custos acredito que ao escolher uma corretora, da mesma forma que analisamos os balanços na busca de empresas com lucros consistentes, boa governança para sermos sócios isso também é pertinente ao escolher uma corretora a qual tenha boa saúde financeira, segue as regras da CVM, publica seus balanços e que tenha boa governança, isto é, respeite os clientes porque tem corretoras com problemas financeiros e omitem tal situação e por lei precisam publicar seus balancetes no BACEN, Anbima, em seu site entre outros canais, então acho que analisar a saúde da corretora vem antes de analisar os custos, o qual seria a etapa 2 a meu ver e se uma corretora dificultar mostrar sua situação financeira de cara já fuja, consulte na CVM. abç

  13. luiz 29 de junho de 2014 at 11:03 #

    valeu Guilherme, enfim pelo que vi poucas tem este selo, mais um quesito para avaliar corretoras. abç

    • Guilherme 30 de junho de 2014 at 20:10 #

      Exato Luiz, quanto melhores forem os critérios, melhor também tende a ser a escolha.

      Abç!

  14. lgomes 6 de julho de 2014 at 20:30 #

    Sou cliente da ativa desde 2008 e como o meu perfil e buy and hold, isso vai me impactar imediatamente.

    Provavelmente, vou deixar de operar com eles parcial (dinheiro novo) ou integralmente. E ainda vão cobrar a calculadora de IR que sempre foi grátis.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes