Sua maior virtude

Há alguns dias, estava eu lendo a ótima coluna que o ex-jogador Tostão escreve, todos os domingos, no jornal Folha de S. Paulo, quando ele comentou sobre as semelhanças e diferenças entre os jogadores de futebol Messi e Neymar. Um trecho, particularmente, chamou minha atenção:

“Receio que Neymar, por ser muito superior a todos os outros jogadores no Brasil e por já ser uma celebridade, como se já tivesse conquistado os maiores títulos mundiais, individuais e coletivos, perca um pouco da maior virtude de um artista, que é a de se superar a cada instante. O maior compromisso de um artista é com a sua arte” (destaquei).

Ampliando um pouco as reflexões oriundas desse excelente texto, penso que essa não é uma virtude que se aplica exclusivamente ao campo artístico: pelo contrário, se espraia para toda e qualquer área da atividade humana, inclusive à sua. Trocando em miúdos: sua maior virtude é a de procurar ser a melhor pessoa que você pode ser. Entre o que você é hoje, e o que você pode ser daqui a 5 anos, que atitudes precisam ser realizadas durante esse intervalo de tempo para que você consiga se superar?

Pessoas que querem mudar o mundo, antes precisam mudar a si mesmas. Verificar o que está errado, corrigir, e lutar para dar a volta por cima. Pode ser a conquista de um objetivo financeiro, como se livrar de uma vez por todas daquelas malditas dívidas. Pode ser o sonho de conquistar uma promoção na empresa onde você trabalha, ou aprovação num concurso público mais compatível com suas aptidões. Pode ser ainda correr finalmente aqueles 10 km em menos de 1 hora. Ou então baixar o colesterol, que insiste em ficar acima do limite tolerável. Não importa o objetivo, mas sim a dose de energia necessária que você emprega para conquistá-lo. Será que você está se esforçando o suficiente? Será que você está pagando o preço?

Nada nessa vida vem por acaso, e as melhores conquistas são aquelas obtidas por merecimento. É o seu mérito que irá determinar onde você estará daqui a 5 anos (a propósito, vale a pena ler a excelente reportagem de capa dessa semana da revista Veja, que fala sobre o sistema educacional chinês). Fique de braços cruzados, esperando as coisas acontecerem, e você permanecerá estagnado. Comece a agir, agora, fazendo as coisas acontecerem, e verá que o futuro é um quadro repleto de possibilidades a serem descobertas.

A questão que se põe, aqui, é que, para que você possa ser a melhor pessoa que pode ser, muitas vezes é preciso enfrentar as piores dificuldades que você já enfrentou. Você quer pagar as dívidas, mas as contas não param de chegar, e as despesas só fazem aumentar. Você até quer uma promoção no emprego, mas se vê inserido num ambiente de trabalho infestado de pessoas arrogantes e “loucas para puxar o tapete contra você”. Você deseja passar no concurso, mas cadê a tranquilidade para estudar? Você quer correr os 10 km nos sub-60, mas faltam pernas depois dos 6 primeiros km. Não tem problema: as dificuldades existem justamente para que você possa exercitar suas forças e virtudes, sem as quais seria impossível alcançar seus objetivos. Como dizem Loehr e Scwartz:

“É relativamente fácil agir de acordo com os nossos valores quando nos sentimos confortáveis e seguros. O verdadeiro teste é quando o comportamento virtuoso exige que a gente resista à gratificação instantânea e faça sacrifícios. É nessas situações que os valores melhor nos servem, tanto como fonte de energia quanto como um código de conduta” (p. 177).

Não é olhando para o fogo que você saberá se é forte ou não, mas estando dentro da fornalha. Quais são as “fornalhas” que você está enfrentando hoje? Afinal, você vai desistir assim tão fácil, assim tão cedo? Justo agora, que você se deu conta de que é mais forte do que qualquer coisa? Se o peso do seu sonho for maior do que o peso das dificuldades, sua força de vontade falará mais alto em prol dos sonhos. Do contrário, se o peso das dificuldades for maior do que o peso de seus sonhos, aí, só resta lamentar.

Dito de outro modo: seria muito “mole” e não teria graça se não houvesse sacrifício, renúncia, e esforço, muito esforço, de sua parte. Quando você decide conquistar objetivos, é porque você já fez, num momento antecedente, escolhas baseadas em valores – aqueles valores que mais lhe são caros: liberdade financeira, trabalho digno, níveis elevados de saúde. Trata-se apenas de transformar esses valores em ações, em comportamentos: é aqui que está precisamente a virtude. Ela não se encontra fora de você, como se o objetivo fosse algo externo à sua pessoa: pelo contrário, as virtudes fazem parte de sua própria personalidade, e é exatamente por isso que você não abrirá mão delas de modo tão fácil – porque seus sonhos já fazem parte de você. Por eles, você é capaz de dar o seu sangue, e fazer os sacrifícios que se fizerem necessários, ainda que esses impliquem em fazer cortes no orçamento doméstico, para equilibrar as finanças; fazer hora extra ou um curso de qualificação profissional, para obter uma promoção; treinar mais forte, a fim de completar os 10 km em menos de 1 hora. PAGUE O PREÇO QUE TIVER QUE PAGAR. Ponto.

Vai doer? Claro que vai. Mas:

Só os fortes sentem dor. Os fracos desistem.

Você é forte ou você é fraco?

Lembre-se sempre: não se prenda às circunstâncias, mas sim foque nos seus objetivos!

Projete sua visão para o futuro.

O passado serve apenas como um referencial: se foi bom ou ruim, não importa, pois o passado – o seu passado – nada tem a ver com seu futuro. Seu futuro depende daquilo que você pode fazer concretamente agora, baseado naquilo que você quer para você, com base em suas opiniões, e não nas opiniões alheias. Se seus colegas de trabalho te olham torto ao saberem que você planeja conquistar voos maiores, isso não importa e não irá fazer a menor diferença na sua vida: daqui a uma década, você estará olhando para trás saboreando os frutos de uma colheita que custou muito suor, mas que proporcionou muita gratificação. Seus futuros ex-colegas de trabalho? Provavelmente estarão a ver navios.

Volte seu olhar para o futuro, pois é nele que você habitará nos próximos anos e nas próximas décadas. Nunca vá atrás de nada menos do que você é capaz de realizar. Você só está aqui hoje porque houve uma geração – a geração dos seus pais – que proporcionou as condições necessárias para que você pudesse ter uma vida melhor. E a geração de seus pais somente prosperou e teve essa visão em relação a você porque a geração anterior, a dos seus avós, teve essa preocupação em relação aos seus pais, ainda que em precárias condições.

Logo, você tem a obrigação de fazer com a sua geração seja melhor do que a de seus pais, e seus filhos terão a obrigação de que a geração deles seja ainda melhor do que a sua. Não se trata de uma visão “forçada” da realidade das coisas: isso é assim porque a evolução da humanidade caminha nesse sentido: uma geração sempre vivendo mais e melhor do que a anterior, que a antecede. Se é assim em termos coletivos, por quê não haveria de ser assim também com sua própria família? Não caminhe em descompasso com a ordem natural das coisas, e sobretudo não retroceda. O fato de você provavelmente viver em condições de conforto maiores do que a de seus pais não lhe dá o direito de aniquilar todas as conquistas que foram edificadas sob as gerações anteriores e… retroceder.

Sempre há pontos de nossas vidas que podem ser melhorados: podemos estudar mais, podemos trabalhar mais, podemos aprender mais, podemos viver mais, e tudo com mais qualidade e melhores ferramentas de apoio. É preciso que você deixe a preguiça, as lamentações, as opiniões alheias e os problemas de lado, e passe a se concentrar naquilo que de fato irá fazer diferença positiva em sua vida, ainda que para isso você tenha que pagar um preço. Não desanime nem fique inerte diante dos acontecimentos ao seu redor: use suas forças e suas virtudes para transformar sua vida naquilo que você deseja que ela seja. Pois ela será o resultado daquilo que você fizer com os recursos – tempo, dinheiro, energia – que estão às suas mãos.

Resumindo: sua maior virtude está em provar para você mesmo que aquilo que está dentro de você é maior do que aquilo que está no mundo, e que não haverá obstáculo algum – por maior que seja – que impedirá você de conquistar seus sonhos, pois é por eles que você está fazendo sua vida valer a pena. 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

, ,

16 Responses to Sua maior virtude

  1. Jônatas R. Silva 19 de dezembro de 2011 at 7:40 #

    Guilherme,
    Muito bom poder começar a semana lendo um texto tão incentivador.

    Abraço.

  2. http://investindo-todo-mes.blogspot.com/ 19 de dezembro de 2011 at 8:09 #

    Muito bom! Motivação pura!

    Abços

    ITM

  3. Wagner 19 de dezembro de 2011 at 9:03 #

    Guilherme, Parabéns!

    Você é muito bom nisso, deveria escrever um livro 🙂

    Grande Abraço!

  4. Bruno Abreu 19 de dezembro de 2011 at 10:43 #

    Cara, Parabens !

    Muito bom

    Abraços

  5. Daniela 19 de dezembro de 2011 at 10:49 #

    Que maravilha de texto! Dá vontade de imprimir, emoldurar e colocar num lugar bem visível pra ler todo dia.

  6. Daniel 19 de dezembro de 2011 at 14:07 #

    Sem dúvida dependemos somente de nossas forças para alcançarmos nossos objetivos. Um dos meus objetivos em 2012 é praticar minha escrita para em um futuro próximo escrever tão bem quanto você. Parabéns pelo excelente texto!

  7. Victor 19 de dezembro de 2011 at 16:43 #

    Parabéns pelo texto Guilherme, foi um “tapa na cara” acorda pra realidade que vc escreveu !

    um forte abraço

  8. Renato C 19 de dezembro de 2011 at 19:06 #

    Valeu, Guilherme !

    http://www.usabilidoido.com.br/imagens/computador_confortavel.jpg

    rs

  9. Henrique Carvalho 19 de dezembro de 2011 at 20:42 #

    Excelente post amigo!

    Concordo totalmente.

    E fico até feliz por já ter presenciado esta situação em minha vida.

    Como alguns dos amigos que acompanham o HC Investimentos sabem quebrei a perna em meados de 2009.

    Fiquei 2 semanas sem andar..

    3 meses usando muletas…

    e só voltei a correr após 6 meses. (mancando muito)

    Porém, em nenhum, nenhum momento sequer eu desisti.

    Fiz meu melhor para voltar a correr bem e jogar futebol.

    Enchia meu médico de perguntas.

    Fiz reforço muscular na academia.

    Pesquisei sobre o assunto e ocupei minha mente.

    O resultado?

    Logo na minha primeira corrida após a cirurgia (Adidas Primavera 2010) consegui ficar em 3º lugar na minha categoria (Masculino de 20 a 24 anos) com um tempo de 42 minutos.

    Foi um marco para mim e desde então busco entregar o melhor de mim em tudo que faço, pois sei que na calmaria nós relaxamos.

    É preciso estar sempre faminto, sempre burro. by Steve Jobs: “Stay Hungry, Stay Foolish.”

    Grande Abraço do amigo Henrique!

  10. Luciano 19 de dezembro de 2011 at 23:55 #

    Parabéns Guilherme! Mais um post nota 10!
    Reflexão fantástica que você fez… super motivacional
    Um grande abraço, e que Deus nos abençoe!

  11. Luiz Meneghesso 20 de dezembro de 2011 at 12:40 #

    Ótimo post!!
    Nos leva a uma reflexão significativa sobre onde queremos estar daqui a alguns anos!! Eu já fiz a minha escolha, e esse post só veio a corroborar com o que tenho colocado em prática.
    Parabéns pela iniciativa e coragem de escrever um texto tão apropriado para os dias de hoje…
    Grande abraço.
    Luiz

  12. jeane 21 de dezembro de 2011 at 16:39 #

    Parabéns adorei o texto..
    a gente só fica adiando….mudar e sair da inércia…sair da frente do micro …eis. a questão …

  13. JMagoo 21 de dezembro de 2011 at 23:39 #

    Sensacional !
    Estou lendo esse post todos os dias. Simplesmente inspirador.

    Ótimo trabalho!

  14. Guilherme 22 de dezembro de 2011 at 17:45 #

    Pessoal, muitíssimo obrigado pelos comentários e retweets desse artigo! Fico realmente grato por manifestações tão calorosas! Não consigo visualizar motivação maior do que isso para continuar a escrever no blog!

    Henrique, sua recuperação pós-acidente é um fato que merece sempre ser rememorado e celebrado! Quem te acompanhou nesse processo sabe quão difícil foi toda a situação… mas você se superou a cada instante! Parabéns pelo depoimento!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  15. Camilla 1 de janeiro de 2012 at 15:51 #

    Oi Guilherme!
    Estou lendo o post um pouco atrasada, mas caiu como uma luva para o 1º dia do ano!
    Tem umas frases que eu leio q grudam na minha mente e me ajudam muito…em 2011 a frase que “grudou” foi uma que veio em um e-mail do HC Investimentos que dizia que quem quer dá um jeito e quem não quer arruma uma desculpa. Me lembrei dela sempre q madrugava para ir na academia (rs).
    E para como começar este ano com o pé direito, vou roubar a frase do seu post “sua maior virtude é a de procurar ser a melhor pessoa que você pode ser” e vou colocá-la na frente das minhas decisões de 2012! Obrigada e um Feliz Ano Novo para você!!
    P.S. Concordo com o Wagner, que vc poderia escrever um livro!

  16. Guilherme 3 de janeiro de 2012 at 18:44 #

    Muitíssimo obrigado pelos comentários, Camilla!

    Feliz Ano Novo pra vc tb!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes