Fica Mais (Programa de fidelidade da BM&F Bovespa): em 17 anos, você consegue pontos suficientes para trocar por uma passagem aérea…

No final do ano passado, ao discorrermos sobre o novo programa de fidelidade da Bolsa, o Fica Mais, nesse artigo: Eu já me inscrevi no programa de fidelidade da BM&F Bovespa, o Fica Mais. E você? escrevemos:

“O que ainda não ficou definido é a tabela de resgate de prêmios, que, segundo o programa, será “lançada em breve.”

Pois bem. A tabela de resgate de prêmios já foi lançada. Ou melhor, a Bolsa fez uma parceria com o Multiplus Fidelidade, braço de fidelização da TAM, que permite aos investidores transferirem os pontos acumulados no Fica Mais para o Multiplus Fidelidade. Antes que você vá se animando, afirmo que o único prêmio que vale a pena resgatar nesse programa é passagem aérea. Todos os demais brindes exigem uma quantidade de pontos muito grande, que não compensa do ponto-de-vista econômico-financeiro. E, mesmo no caso das passagens aéreas, você vai ter que ser um consumidor com visão de longo prazo, com o perdão do trocadilho, pois a quantidade de pontos necessários para trocar por uma passagem aérea, se você for contar somente com os pontos acumulados no Fica Mais, vai demandar uma paciência digna de Jó.

Explico.

A tabela de acúmulo de pontos no Fica Mais é essa:

Verificando meu extrato, vi que eu já contava com 300 pontos (sim, os ETFs contam para acúmulo de pontos, assim como a posse de FIIs):

Detalhe importante: você pode ter quantos ativos quiser, o que vale, para efeitos de pontuação, é somente ter posição em ativos, ainda que seja somente 1 ativo. Em outros termos, tanto faz se você tem somente PIBB11 na sua carteira, ou se você tem 50 ações individuais custodiados na corretora: em ambos os casos, você acumulará apenas 50 pontos.

Agora vem a parte mais cruel: uma passagem-prêmio, para ser resgatada com pontos, necessita que você acumule, no programa de fidelidade da cia. aérea, 10 mil pontos. Dessa maneira, para acumular pontos suficientes para trocar por uma passagem aérea, contando somente com a permanência de ações em sua carteira, você deve ficar com ativos em custódia por, pelo menos, 200 meses (50 pontos x 200 meses = 10 mil pontos). Ou seja, em aproximadamente 17 anos você conseguirá resgatar pontos suficientes para trocar por uma passagem aérea da TAM – isso se a TAM continuar viva até 2028…………rsrsrsrsrsrs

Obviamente que há períodos em que a cia. aérea faz promoções, permitindo o resgate por menos pontos, mas não é bom contar com isso, afinal, promoções são temporárias e eventuais.

Por aí se vê que esse programa de fidelidade da Bolsa é apenas um bônus, não sendo, evidentemente, o lançamento de tais tipos de vantagens que estimulará o crescimento da quantidade de investidores em ações no Brasil. Como eu disse em outro artigo:

“Sinceramente? Eu preferiria ter isenção da tarifa de custódia de R$ 6,90. Pois me parece evidente que a Bolsa só está lançando esse programa para tentar “justificar” o recebimento dessa tarifa de custódia – afinal, só se ganham pontos no programa se o investidor ficar com as ações em custódia, e, ficando com as ações em custódia, a Bolsa passa a ter o direito de cobrar do investidor essa tarifa de R$ 6,90. Realmente, não há almoço grátis… :(

Alô, Bolsa? Nós não queremos brindes, nós queremos custos operacionais os mais baixos possíveis. Qual é a razão para a existência dessa tarifa, se ela não existia até o começo de 2009? Em essência, a cobrança da tarifa de custódia acaba penalizando o investidor de longo prazo, pois é como se lhe dissessem: “olha aqui, por você ser um investidor de longo prazo, iremos lhe subtrair, mensalmente, R$ 6,90, ok!?”.

Eu não entendo essa lógica. Afinal, se nos bancos, quanto maior o volume de investimentos, maiores são as reduções no pacote mensal de tarifas (podendo chegar até a isenção), por quê na Bolsa a lógica é diametralmente oposta (quanto maior o volume da carteira, maior a taxa sobre o valor em custódia)?”

Atingir 5 milhões de investidores em 5 anos necessita de menos ações de marketing e mais ações voltadas à redução de custos operacionais para o pequeno investidor. Felizmente, parece que alguém da BM&F Bovespa deve ser leitor assíduo do blog, pois notícia publicada semana passada no jornal Valor dá conta de que a Bolsa pretende zerar custódia para pequenos valores [nesse momento, rasgam os céus e anjos descem ao som de harpas cantando: “aaaleluias! aaaaleluias!”]. 😆

Vamos torcer para que tais medidas se concretizem, pois, se a Bolsa continuar ladeira abaixo, a quantidade de investidores só tende a diminuir – a propósito, em abril, o número de CPFs registrados caiu para 596 mil, conforme outro artigo publicado no Valor: Bolsa? Volto amanhã.

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

15 Responses to Fica Mais (Programa de fidelidade da BM&F Bovespa): em 17 anos, você consegue pontos suficientes para trocar por uma passagem aérea…

  1. Flavio 12 de maio de 2011 at 8:55 #

    Vou me cadastrar nesse Fica Mais (assim que conseguir recuperar minha senha no CEI). Não dá para emitir passagem só com o Fica Mais, mas juntando esses pontinhos pingados com os pontos dos vôos da TAM que faço de vez em quando e com os do cartão de crédito, depois de algum tempo consigo emitir um bilhete nacional. De grão em grão a galinha enche o papo. 🙂

  2. MJC 12 de maio de 2011 at 9:29 #

    Interessante essa parte do regulamento:

    “7.1 – Os Pontos Fica Mais acumulados pelo Participante por meio do Programa terão validade de 2 (dois) anos a partir da data de cada crédito. Expirado este prazo, os Pontos Fica Mais serão excluídos da conta do Participante e não mais poderão ser convertidos em Pontos Multiplus.”

    Sabe se tem algum custo pra fazer a transferência de pontos?

  3. leoh 12 de maio de 2011 at 12:39 #

    Amigo, que taxa é essa de 6,90 de custódia?
    Eu tenho conta na BANIF e não pago custódia.
    Pensei que taxa de custódia era algo cobrado pela Corretora.
    Poderia me esclarecer um pouco a que taxa você se refere no post?

    • Jônatas 12 de maio de 2011 at 22:40 #

      A custódia é cobrada pela CBLC/BMFBOVESPA. Algumas corretoras absorvem a custódia e não repassam ao clientes, outras cobram integral, outras ainda com ágio.

  4. Gui 12 de maio de 2011 at 15:43 #

    A BANIF é uma das poucas corretoras que não cobram taxa de custódia, apesar da corretagem de 15,99 ser ligeiramente mais cara que a média. Na maioria, essa taxa de 6,90 é cobrada mensalmente de todos os clientes que têm algum ativo em carteira (algumas corretoras não cobram no mês em que se fizer pelo menos uma compra ou venda, outras não cobram quando você tem as suas ações alugadas).

  5. Marcos 12 de maio de 2011 at 16:01 #

    Bem que a BOVESPA podia creditar pontos para quem tivesse custódia de tesouro direto.
    Uma dúvida: Se tiver custódia em duas corretoras, conta para as duas?
    Sei que da para se cadastrar em várias corretoras.
    []’s
    Marcos

  6. Gui 12 de maio de 2011 at 16:13 #

    Marcos, conta ponto nas duas sim, mas aquele “bônus” de adesão de 100 pontos pelo cadastro só cai na primeira.

  7. Pedro Henrique 12 de maio de 2011 at 16:19 #

    Migalhas…

  8. Finanças Inteligentes 12 de maio de 2011 at 17:17 #

    Esse marketing da BM&F é horroroso, que belo incentivo para manter as ações em custódia rsrs…

    Mais uma bola fora, tomara que no ano que vem já tenhamos um concorrente no mercado pra tirar o monopólio da BM&F.

    Abcs,

  9. EvertonRic 13 de maio de 2011 at 16:55 #

    Eu já sou cadastrado no programa Fica Mais, no entanto, nem estou contando com estes pontinhos. Que são muito pouco.
    Parabéns pelo excelente texto Guilherme. Mais uma vez, um artigo escrito de uma maneira clara, simples e muito educativo.
    Abraços e bom final de semana a todos.

  10. Flavio 15 de maio de 2011 at 9:35 #

    Peraí, gente, o Fica Mais não dá só passagens aéreas! Acabei de ver no meu Extrato Mensal de Custódia que com 300.000 pontos eu ganho consultoria financeira grátis com o Gustavo Cerbasi! Para acumular 300.000 pontos, deixem-me ver, eu preciso deixar minhas ações em carteira por… 500 anos! (300.000/50 = 6.000, 6.000/12 = 500)

  11. Guilherme 16 de maio de 2011 at 20:48 #

    Valeu, pessoal, pelos comentários!

    Flavio…….kkkkkk……

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  12. Rolando Lero 22 de maio de 2011 at 10:40 #

    Muito bem analisado, Guilherme. Esta promoção é uma piada de muito mau gosto da BMFBovespa.

    Algo que pode ser alegado é que quem indica um amigo que abra uma conta e compre ações, pode aumentar estes pontos. O problema é arranjar, digamos, 5 amigos por mês dispostos a isto. Para facilitar pro lado da BVMF, suponhamos que conseguiremos 5 amigos por mês. Seriam 325 pontos por mês (meus 50 + 5*5 + 5*50 de 5 novos amigos por mês). No caso da passagem de 10.000 pontos seriam “apenas” 2,56 anos.

    Ops… em quanto tempo mesmo os pontos expiram?

    Ainda nesta hipótese, uma consultoria com o Cerbasi ficaria mais próxima de uma vida humana… tão somente 76,9 anos. Uma criança, começando hoje seus investimentos, teria direito a esta consultoria… claro que o Cerbasi precisará viver até os 120 anos e estar lúcido até lá.

    Analisando por outro ângulo, estes pontinhos seriam apenas pra comprar objetos e serviços de menor valor, ou serem somados a pontos de outros programas de fidelidade. Mesmo assim, os pontos são uma mixaria.

  13. Guilherme 27 de maio de 2011 at 19:31 #

    Rolando Lero, perfeitos seus comentários – além de embutirem uma fina ironia humorística…….rsrrsr

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Macete para ganhar um pouquinho mais de pontos no Fica Mais: manter custódia de ações em mais de uma corretora « Valores Reais - 11 de agosto de 2011

    […] não só já foi lembrado pelo leitor xará Gui, em comentário publicado em maio, como eu também pude constatar por experiência própria, ao consultar meu extrato no site da […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes