Quantidade de investidores em ações vem caindo…

Reportagem publicada pelo jornal Valor no começo do mês passado apurou que a quantidade de investidores em ações vem caindo desde outubro do ano passado:

“Enquanto a Bolsa pretende atingir a marca de 5 milhões de investidores pessoas físicas até 2015, o que se vê nos últimos meses é justamente o contrário: uma redução no total de contas. Os números mostram que, em março, não foi diferente: o número de contas de pessoas físicas encerrou o mês em 597.014, ante 600.341 em fevereiro. No trimestre, já deixaram a bolsa 6.498 investidores. O movimento de queda vem ocorrendo desde outubro do ano passado, quando a BM&FBovespa atingiu o recorde de 630.895 contas de investidores individuais”.

Nesse último mês de abril, com o Ibovespa tomando uma naba de 3,50%, certamente a quantidade de contas deve ter caído um pouquinho mais. Afinal, junto com a queda da Bolsa estamos assistindo um movimento em sentido contrário da taxa de juros, que, para complicar, ainda é considerada a mais alta do mundo, em termos reais.

O problema da Bolsa, como apontado por um artigo, também publicado no jornal Valor, da consultora de investimentos Lilian Gallagher, não é apenas a questão de ter o Pelé como garoto-propaganda da Bolsa de Valores, e lançar comerciais em salas de cinema (como eu próprio já testemunhei, antes de assistir um filme na rede Cinemark). A popularização do mercado de ações requer menos ações de marketing e mais ações de educação financeira. Por que a Bovespa deixou para as corretoras o papel de instruir seus clientes? Não deveria a própria Bolsa lançar mais cursos em mais cidades do Brasil?

O problema dos cursos de educação no mercado de ações oferecido pela esmagadora maioria das corretoras é que elas não passam de métodos para tentar convencer os iniciantes a “treidar”. Isso se percebe facilmente pela quantidade de cursos de análise técnica oferecidos pelas corretoras. É quase inexistente a quantidade de cursos de análise fundamentalista. Alocação de ativos, então, esqueça. Só se for na China (com o perdão do trocadilho).

A quantidade de investidores, infelizmente, só vai aumentar quando a Bolsa começar a subir. Mas isso não é uma característica própria dos brasileiros, mas de qualquer investidor não-educado financeiramente em qualquer parte do mundo. As pessoas, em geral, têm uma aversão ao risco muito maior do que dizem ter.

Bom, entrando na Bolsa quando ela de fato subir fará com que elas percam justamente o melhor da festa, que é comprar ações a preços mais baixos. E é esse erro que eu não quero cometer novamente. Revendo minha planilha de operações, percebi que fiquei fora da Bolsa, sem comprar uma única ação no home broker, entre novembro de 2008 e maio de 2009 (!!!). Isso mesmo, eu perdi um dos melhores momentos históricos para ficar na Bolsa. Inacreditável (acho inclusive que isso daria um bom artigo para minha série “aprenda com meus erros de investimentos”).

A questão que se coloca aqui não é acertar ou errar o market timing, mas simplesmente estar dentro da Bolsa antes dela começar a decolar.

Justamente por conta dessa experiência, é que muitos investidores, incluindo eu, têm mantido e até aumentado a posição em ações. Semana passada, por exemplo, foi a vez de comprar PIBB a menos de R$ 91. Enquanto a quantidade de investidores cai, tem muita gente boa por aí e por ali aproveitando esse momento de queda para realizar operações de compra.

E você? Vai aguentar firme o tranco, esperando colher as saborosas recompensas por ter tido paciência suficiente, ou vai encerrar sua conta na Bolsa, com pressa e fugindo para o bom e velho CDB?

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

 

Print Friendly, PDF & Email

15 Responses to Quantidade de investidores em ações vem caindo…

  1. EvertonRic 2 de maio de 2011 at 6:05 #

    Não vou dizer que irei encerrar a conta, mas que dá medo de comprar muito mais, ah amigo, isso me faz pensar.
    Estou comprando bem poquinho agora, mesmo sabendo que é o melhor momento de irmos as compras (na bolsa de valores).
    Na verdade, é que estou juntando uma grana (colchão de segurança), para voltar pro Brasil em janeiro do próximo ano, e poder me estabilizar novamente. Consequentemente não tenho dinheiro para comprar muita coisa, mas o que está lá, será mantido.
    Abraços.

  2. Investimentos e Finanças 2 de maio de 2011 at 8:32 #

    Este é o resultado da maioria dos investidores focar apenas em resultados de curto prazo, tentando enriquecer em curtissimo prazo, fazendo muitos trades, daytrades, do uso da análise técnica como bola de cristal, compras de opções a seco, alavancagem e aplicar na bolsa dinheiro que vai precisar no curto prazo. Acabam sendo engolidos pelos seus erros, corretagem e imposto de renda. A maioria destes que sairam saem por ter perdido muita grana.

    Além disto as corretoras estimulam este tipo de comportamento dos investidores, oferecendo muito cursos de análise técnica e divulgando carteiras semanais. Não existe uma cultura de investimento de longo prazo, exceto em blogs, alguns foruns (a minoria) e no INI. A bovespa coloca como garoto propaganda o pelé, que entende de futebol, mas certamente não entende de bolsa.

    É preciso educação financeira.

    Abs

  3. Jônatas 2 de maio de 2011 at 8:41 #

    Guilherme,

    Sabe, eu queria ter mais dinheiro nestes momentos. Só tenho reforçado posições, boas empresas estão com preços baixos. A renda fixa tem pagado otimamente bem, mas sabemos que cedo ou tarde a bolsa volta a ganhar força, aí, quem comprou na baixa, ganha quando a manada voltar a abrir contas e comprar na alta.

    Abraço!

  4. Luis Otávio 2 de maio de 2011 at 8:43 #

    Guilherme, teu único argumento para estar investindo é porque a bolsa está de lado e os investidores estão estão saindo? Será correto esse modo de pensar? Abraços.

  5. Leoh 2 de maio de 2011 at 12:54 #

    Quando comprei petro ha uns 3 anos ela estava próximo dos 50 reais. Hoje vale metade. O que eu fiz? tripliquei minha carteira de petro. quando todos saem eu entro para lucrar. Daqui a uns 5 anos veremos quem estará rindo hajajj

  6. Rony Melo 2 de maio de 2011 at 15:56 #

    é, realmente a quantidade de cursos e palestras online e free para análise técnica. Eu mesmo ficava todos os dias das 21h até não sei que horas assistindo análises de ativos…até entender que bolsa é longo prazo. Já comprei livros de AT, cursos em compra coletiva etc etc etc. Não que AT seja o grande vilão, mas a forma “salvadora de finanças” como ela é propagada é sim um problema.
    Um caso real: conheci duas pessoas do RS, através de fóruns, que tinha começado com ações, mas como o mercado não estava “dando dinheiro” pularam para mini-contratos do ibov. Deixaram o emprego e começaram a “treidar” o dia todo. Resultado disso foi que 3 ou 4 meses depois pararam, pois houve uma grande perda.
    Alguém sem experiência ir pra futuros, é de lascar…….

    • Luis Otávio 2 de maio de 2011 at 21:16 #

      Rony, eu, após 2 anos, tenho a mesma conclusão! Parabéns!

  7. Renato Mechica 2 de maio de 2011 at 21:14 #

    Eu estou mantendo minha carteira, estou um pouco receoso de comprar mais, pois acho que ainda vai cair mais um tempo, mas logo logo, entro de novo.

  8. Flávio Mattos 2 de maio de 2011 at 22:32 #

    Falou tudo Guilherme, falta educação financeira. Com o mercado subindo e ganhos de curto prazo fica fácil aprender investir na Bolsa. As empresas estão ficando atraentes, principalmente, as tradicionais. A inflação também corrige os ativos das empresas. Basta ter paciência, continuo comprando aos poucos.

  9. Marcos 2 de maio de 2011 at 22:56 #

    Guilherme,

    Parabéns por pensar diferente da maioria.

    É interessante observar como as pessoas compram produtos em promoção. Um desconto de 10% é motivo suficiente para correria. As pessoas passam a madrugada na rua para pegar a promoção no magazine luiza. Compram até produtos que nem precisam.

    Então, por que não aproveitar o desconto do IBOVESPA para comprar?

    Siga firme nos seus investimentos.

    []’s

  10. Dr. Money 2 de maio de 2011 at 23:18 #

    Guilherme, fazia tempo que não lia um artigo de tão bom senso sobre a bolsa. Market timing é uma barca furada. A bolsa é um lugar para estar, e não para entrar e sair. Por isso, invisto todo mês um pouco, sem olhar para o nível. Faço isso há anos, faça chuva ou faça sol, e não me arrependo.
    Abraço

  11. Rafael 3 de maio de 2011 at 10:55 #

    “As pessoas, em geral, têm uma aversão ao risco muito maior do que dizem ter.”
    Essa frase do teu post tem total sentido, Guilherme, falor por mim. Deveria estar destacada em negrito.

  12. Evertonric 3 de maio de 2011 at 18:37 #

    POis é, sabe o que meu irmão mais novo me disse hoje: “Estou pensando em tirar todo meu dinheiro da bolsa”. Consequentemente fechar a conta, passa a régua e fecha a conta.
    “Pô mano, a bolsa só cai, e segue caindo” Ele completou.
    Eu procurei dizer que não é bem assim, que esta caindo agora, e ele deve ser paciente e tal. Até porque todas as outras bolsas do mundo estão subindo, então, no futuro quando o governo conseguir controlar a inflação e baixar a taxa basica do juros (SELIC), tudo voltará ao caminho de sempre.
    Só um comentário rápido que eu queria postar por aqui. Lembrei do Valores Reais quando estavamos conversando.
    Abraços.

  13. Guilherme 3 de maio de 2011 at 20:57 #

    Everton, muito bem! Controlar as emoções, principalmente a do medo, é fundamental numa hora dessas.

    IF, excelente comentário!

    Jônatas, concordo!

    Luís, não, esses não são os únicos motivos. A questão é ter um plano de investimentos em relação à Bolsa, e saber executá-los nesses momentos que aparentemente seriam inapropriados (“seriam” porque todos sabemos que não são). Bolsa, como sempre gosto de dizer, é para projetos de longo prazo.

    Leoh, quem ri por último ri melhor…rs…parabéns, nos vemos em 2020, e vc com sua carteira muito valorizada até lá.

    Rony, perfeito seu comentário.

    Renato, é preciso ter sangue frio e continuar nas posições já compradas.

    Flávio, exatamente, vc disse tudo: paciência.

    Marcos, esse é o raciocínio!

    Dr. Money, obrigado pelos coméntários! Vc está certíssimo na sua estratégia. E aproveito para recomendar a todos o blog do Dr. Money – http://cuidandodoseubolso.blogspot.com/ – tem muita coisa boa lá!

    Rafael, obrigado. Vou fazer.

    Everton, insista com seu irmão para mantê-lo na Bolsa! Não se deve desanimar com o curto prazo.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  14. Ferdinand Porsche 16 de fevereiro de 2012 at 10:43 #

    Na bolsa eu ando sempre na mão inglesa, a nossa contramão. Todo mundo comprando, fico quieto; todo mundo vendendo, vou às compras.
    Em 2009 eu comprei ações do BB a R$ 13,00 – 13,40. Hoje, mesmo com baixas, elas valem mais que o dobro.
    Anteontem eu comprei Petrobrás a R$ 23,75 e hoje estou perdendo (R$ 23,28), mas a análise fundamentalista me mostra que ganharei a médio e longo prazo.
    O que importa pra mim é o dividend yield, como no caso de ELPL4 e ELPL3, que pagam algo entre 15% e 20% de DY/ano. Comprei ELPL4 a R$ 33,20 e hoje valem R$ 37,00, mas o DY é muito mais importante.
    Esse lance de day trade é para profissionais do mercado, corretoras e gente que passa o dia na frente da tela vigiando a bolsa. Como estou bem longe de ser assim, vou surfando outra onda bem mais maneira.
    Abraço e boas compras a todos.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes