Títulos do Tesouro Direto indexados à inflação

O leitor rodpba perguntou:

“Caro Guilherme hotmar!

Entrei na página do TD agora e para o meu espanto só há disponíveis as LFTs! Que susto! Será um erro do site?

De repente até você ler este comentário a situação já mudou, mas assim que vi lembrei-me logo de você.

Um abraço”

Pois é, caro rod, como expliquei anteriormente, isso era uma coisa temporária, logo todos os demais títulos voltariam à negociação normalmente, o que ocorreu hoje, primeiro dia útil após o anúncio da alta da SELIC. O que me surpreendeu foi a alta nas taxas de juros prefixadas dos títulos indexados à inflação, NTN-Bs, de prazo mais curto, com vencimento em 2015:

Até semana passada, elas giravam na casa dos 6,5x%, 6,4x%, até 6,3x% a.a. Com o anúncio da alta da SELIC, depois desse feriadão prolongado, elas deram, digamos assim, um “pequeno” salto. Nesse ano de 2011 até aqui, parece-me que são as taxas mais altas até o presente momento – lembrando que essa é uma taxa bruta, onde se deve descontar IR e taxas de custódia e da CLBC. Mesmo com todos esses descontos, é possível, dependendo da corretora escolhida, apurar um rendimento líquido real, ou seja, acima da inflação, e já descontados impostos e taxas, de mais de 5% a.a. Enquanto lá fora ter CDB de banco privado pagando, após 2 anos de carência, 1,49% ao ano (não é 1,49% ao mês, é 1,49% a.a.) de rentabilidade bruta nominal chega a ser motivo de publicidade, aqui no Brasil conseguimos mais que o triplo disso, e, além disso, em termos reais líquidos, e acima da inflação, sem precisar investir em ações, e sem precisar correr para bancos de crédito duvidoso. Coisas de Brasil-il-il …

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

 

Print Friendly, PDF & Email

,

13 Responses to Títulos do Tesouro Direto indexados à inflação

  1. Ronaldo 26 de abril de 2011 at 9:47 #

    Oi Guilherme,

    Então esse é um bom momento para comprar mais NTNB-Principal 2015 ou será que irá subir ainda mais na próxima alta da SELIC? Comprei em fevereiro e março por 6,5% mais ou menos. A LTN também ultrapassou 13%, que era o preço em fevereiro.

    Um abraço

  2. Luis Otávio 26 de abril de 2011 at 10:56 #

    Maravilha poder receber tudo isso não? E tem gente que reclama! Abraços.

  3. Finanças Inteligentes 26 de abril de 2011 at 11:38 #

    Essa NTNB-P de 2015 ficou irresistível. Acho que logo logo as LTNs irão acompanhar o “movimento” porque ao que tudo indica o BC vai prolongar o rítimo a aperto monetário.

    Abcs,

  4. Viver de Renda 26 de abril de 2011 at 15:24 #

    Guilherme,

    A uma inflação de 6%, esse título rende líquido uns 4,5% a.a. Nao se esqueça que há IR sobre a inflação.

    Abraços,

    VR.

  5. Deuteron 26 de abril de 2011 at 16:34 #

    Viver de Renda: exatos 4,58% a.a líquidos, não seria isso? Fora as taxas de custódia e da CLBC…

    E tem gente dizendo por aí que investe em Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRIs) com rentabilidade de 9,5% a.a. + IGPM…

    Pode até existir esse investimento “estrurado”, “anabolizado” ou seja lá o que for, mas, como diria Hamlet: “há algo de podre no reino da Dinamarca”.

  6. Guilherme 26 de abril de 2011 at 21:38 #

    Ronaldo, o momento é interessante sim, mas nada impede que essa taxa prefixada suba.

    Luis Otávio, maravilha mesmo!

    F.I., concordo plenamente!

    Viver de Renda, você tem razão! Até parece que esqueci o que Bernstein e cia. disseram sobre o assunto…..rsrsrs….valeu pelo aviso!

    Deuteron, risco por risco, eu prefiro os investimentos em Bolsa do que em renda fixa…..rsrsr

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  7. rodpba 27 de abril de 2011 at 8:12 #

    Opa, mas que honra! Mãe, apareci no Valores Reais! hehehe

    Brincadeiras à parte, excelente post e lembrete de nossa condição especial de praticamente “free lunch”!

    Ia comentar do IR sobre a inflação, mas quis fazer umas contas antes para confirmar algo e o nosso digno amigo ViverdeRenda foi rápido no gatilho.

    O que eu queria dizer é que quanto mais alta for a inflação menor será o seu ganho real líquido porque a carga de imposto será maior. Fiquei na dúvida neste conceito mas o excel não mente. Jogarei alguns números:

    Supondo rendimento pactuado de 6,5%, caso tenhamos inflações de 6%, 8%, 10% ou 15% o rendimento real líquido fica, respectivamente, 4.7%, 4.4%, 4.2% ou 3.6%. (se quiser conversamos sobre como cheguei a esses números)

    Isso mostra duas coisas, 1) nem com o título atrelado à inflação ficamos 100% blindados contra ela e 2) se for reparar, essas diferenças, em torno de 0,5% é o que um banco comercial embolsa, sem oferecer nada em troca, enquanto você poderia cadastrar-se em uma corretora que não cobra custódia para o TD!

    Por fim, Guilherme, se você quiser achei um material bacana sobre a inflação americana, que também é outra realidade da nossa. Um fato interessante que eu estou percebendo é o seguinte: nosso poder de compra em dolar está aumentando! Isso porque o cambio está relativamente estável (na verdade até favorável) e há uma gritante diferença entre as inflações dos países. Com a inflação os salários são reajustados e com o tempo passamos a ganhar mais em dolar do que antes. Já pensou nisso?

    http://flowingdata.com/2011/04/27/how-much-more-we-pay-for-stuff-now-than-we-did-last-year/

    Um grande abraço

  8. Guilherme 27 de abril de 2011 at 8:43 #

    rodpba, a honra é minha!

    Seus comentários foram ótimos, as always! O link também é ótimo!

    Gostaria de saber como você chegou a esses números de ganho real líquido. 🙂

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  9. Jônatas 27 de abril de 2011 at 9:14 #

    Olha, o governo é uma mãe mesmo, adora remunerar bem seus filhos.
    Estas NTNBs 2015 estão bem atrativas para quem investe precisando da grana no curto prazo.

    Para quem vai precisar de grana nós próximos 5 anos o negócio é fugir da bolsa e investir mesmo em TD e LCI. LCIs pagando 90% ou mais do CDI seria um mel na chupeta, rsrs, afinal não há IR.

    Gui, escreva um texto para a gente.

    Abraço!

  10. rodpba 27 de abril de 2011 at 12:32 #

    Ia explicar em texto, mas resolvi abrir um google spreadsheets e explicar lá. Qqer erro meu ou dúvida me fala!

    abraço!

    https://spreadsheets.google.com/ccc?key=0AheStt5d5SEAdFk4M3hNSHJ4ejMwc0hWYkMtR1JCdUE&hl=en&authkey=CPjGwPYM

  11. Guilherme 27 de abril de 2011 at 20:36 #

    Boa ideia pra post, Jônatas!

    rod, ficou excelente a planilha. Consegui entender com clareza!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Quanto maior a inflação, menor será o ganho real líquido com as NTN-Bs « Valores Reais - 28 de abril de 2011

    […] leitor Jônatas fez a seguinte observação: “Olha, o governo é uma mãe mesmo, adora remunerar bem seus filhos. Estas NTNBs 2015 estão […]

  2. 3 princípios para uma carteira de investimentos mais inteligente, do mestre John Bogle « Valores Reais - 3 de setembro de 2012

    […] mais riscos, em qualquer uma das modalidades alternativas que hoje se apresentam, quais sejam: títulos de longo prazo do Tesouro Direto atrelados à inflação, fundos imobiliários, ações, ou, finalmente, títulos privados de renda fixa (debêntures, […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes