Fato: a Internet eliminou a vantagem de quem ganhava com a desinformação

Hoje é muito fácil descobrir quais gestores oferecem os melhores fundos referenciados DI, isto é, os fundos mais baratos: basta fazer uma pesquisa na Internet que, em questão de minutos, você consegue a informação desejada, pesquisando em sites que vão do Google até a CVM, e passando pelos endereços dos próprios gestores. E não apenas isso, mas também o histórico de rentabilidades, o prospecto, o regulamento, o patrimônio líquido e até quem são os gestores (pessoas físicas). Se der sorte – e quase sempre dá – você consegue ainda ler opiniões de investidores e gente ligada ao mercado financeiro, em sites como blogs, fóruns etc. Em alguns casos, entregamos o serviço para você 😀 – Dando nomes aos bois (digo, aos fundos): 3 fundos referenciados DI não muito caros.

Agora, imagine a dureza que era buscar esse mesmo tipo de informação há 20 anos… A não ser que você tivesse conta-corrente em vários bancos, e fosse ligado nos investimentos, e ainda tivesse a sorte de contar com gerentes atenciosos, (nossa, que combinação difícil, hein!? rsrs) não restaria outra alternativa a não ser escolher o produto do banco em que você tinha conta. E mais, produto esse selecionado a dedo pelo seu gerente, que ganhava, assim, em cima da sua falta de informação.

As viagens ao exterior também são outro exemplo que vem a calhar. Antigamente, você ficava praticamente refém das agências de turismo. Em virtude da dificuldade de acesso à informação, elas acabavam lucrando com a ignorância dos viajantes acerca de praticamente todos os aspectos da viagem: desde o preço da passagem aérea até o hotel em que você pretende ficar hospedado, passando pelos serviços de transfer aeroporto/hotel/aeroporto até os passeios a serem realizados na cidade objeto de lazer, e a casa de câmbio para realizar a compra de moeda estrangeira.

Hoje, com a Internet, essa desvantagem do consumidor final acabou sendo aniquilada por completo. Você consegue organizar uma viagem completa e bem mais barata, coletando as informações via Internet, não só com a evidente economia de preço, mas também com um aproveitamento muito melhor dos passeios. Quero deixar claro aqui que não estou desqualificando os serviços das agências de viagens, só que algumas delas, infelizmente, quer queiram quer não, acabavam, de fato, lucrando com a desinformação do cliente – e os meus leitores podem confirmar essa assertiva.

E o que dizer, então, das compras de livros, DVDs, eletroeletrônicos e demais bens de consumo duráveis ou não duráveis? Antigamente, você recorria às lojas mais próximas de casa para efetuar as compras. Você não só não tinha alternativas, como também tinha que se sujeitar ao preço que elas praticavam. Os custos de fazer compras em outros centros, em geral, não compensavam os pequenos benefícios com a economia realizada.

Esse lucro baseado na desinformação foi sendo, gradativamente, eliminado, à medida que aumentava a popularização da Internet como meio de compras. É claro que nem todos os produtos podem ser comprados – ou valem a pena ser comprados – via Web, mas que ela favoreceu compras mais baratas para quem quer, ah, isso favoreceu.

Filtros necessários

Entretanto, nem tudo são flores. A Internet é, assim como qualquer outro meio de comunicação, apenas uma ferramenta, que pode e deve ser bem utilizada. Na mesma medida em que aumentaram as facilidades de comprar mais barato, aumentaram, também as facilidades de comprar mais coisas, coisas além do necessário, ou de fazer más compras em locais errados, em estabelecimentos inidôneos. Portanto, você tem que se policiar, a fim de que uma farra de compras não estrague seu orçamento doméstico. Dois sites são muito úteis para compras pela Internet: um é aquele especializado em buscar preços, a propósito, vide buscadores de preços: encontrando as melhores ofertas de compras na Web. E o outro é o Reclame Aqui, em que podemos visualizar a opinião de consumidores sobre as compras de bens e serviços com as mais diversas empresas.

Conclusão

Portanto, use e abuse da Internet como meio para evitar que as assimetrias de informação (que favorece os vendedores em prejuízo dos compradores) lhe prejudiquem, ou tenham o mínimo impacto. Quanto mais informado você tiver acerca dos produtos e serviços que deseja comprar ou investir, muito mais independência você terá, muito mais economia você fará e, sobretudo, de muito maior qualidade será seu consumo.

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

, ,

8 Responses to Fato: a Internet eliminou a vantagem de quem ganhava com a desinformação

  1. Jônatas 17 de novembro de 2010 at 8:34 #

    Como a Internet mudou a vida de todos nós!
    Bela reflexão.

    Abraço!

  2. Finanças Inteligentes 17 de novembro de 2010 at 12:38 #

    Internet tem de tudo e proporciona muito conhecimento também. Basta ter boas fontes.
    Um exemplo: já faz uns 5 anos ou mais que parei de ver jornal na televisão, desde então meus conhecimentos e minha opinião mudaram drasticamente. Só assisto alguma coisa exporadicamente.

    Abcs,

  3. Guilherme 17 de novembro de 2010 at 19:40 #

    Obrigado, Jônatas e F.I.!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Rosana 30 de junho de 2014 at 9:23 #

    Se antes dependíamos da informação dos vendedores para escolher o produto mais adequado, principalmente em relação a eletroeletrônicos, hoje a informação está ao nosso alcance, de forma a aumentar muito a chance de fazermos a escolha mais adequada para nós.

    Preços menores, muito menores devem gerar desconfiança, pois existem muitas reclamações de lojas que não entregam.
    Eu sempre uso o Buscapé e o Reclame Aqui para pesquisar sobre as lojas antes de fazer qualquer compra.

    • Guilherme 30 de junho de 2014 at 20:19 #

      Realmente, Rosana, e eu sempre lembro de um provérbio bem famoso: “o barato, o muito barato, acaba saindo muito caro”.

      Gostei da dica do Reclame Aqui. É mais um canal à nossa disposição.

      Abç!

  5. Rosana 6 de julho de 2014 at 12:31 #

    Um dos pontos positivos no Reclame Aqui é o fato de as empresas responderem – ou não – os questionamentos, o que nos dá uma ideia de como se comportam diante dos problemas apresentados.

    • Guilherme 7 de julho de 2014 at 18:57 #

      Sim, Rosana, e gosto bastante do ranking que eles criam, eu fico de olho no percentual de reclamações atendidas e solucionadas, e usuários que voltariam a fazer negócio, são dois ótimos termômetros para avaliar uma empresa antes de fazer qualquer negócio com ela.

      Abç

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Fato: a Internet eliminou a vantagem de quem ganhava com a desinformação -- Topsy.com - 17 de novembro de 2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Alan Kelon, Miguel Eugênio. Miguel Eugênio said: RT @alankelon: Fato: a Internet eliminou a vantagem de quem ganhava com a desinformação http://bit.ly/bHKV78 […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes