Dica de economia doméstica: alugue o imóvel direto com o proprietário

Quem vai morar numa cidade nova tem, como uma de suas primeiras preocupações, se não a primeira, a escolha da futura moradia. Se essa pessoa não tiver pressa em comprar (digo, financiar, quero dizer, se endividar por) um imóvel, acabará optando pelo aluguel, que é vantajoso sobretudo se ela não for morar por mais de 5 anos na nova cidade.

A primeira ideia que vem à cabeça, então, é selecionar um imóvel dentre aqueles oferecidos pelas corretoras imobiliárias. Sem dúvida há atrativos que não podem passar despercebidos, como uma variedade grande de imóveis a escolher, contratos com garantias minuciosamente descritas para ambas as partes, vistoria do imóvel etc. etc. etc.

Porém, nem só de corretoras vive o mercado de aluguel residencial. Você já pensou em locar um imóvel diretamente com o proprietário?

Pois essa é uma alternativa que você deve considerar, principalmente se achou muito caro os preços dos aluguéis cobrados pelas administradoras imobiliárias.

E isto vem a ser o conteúdo da dica de economia de hoje: às vezes, vale (muito) mais a pena alugar o imóvel residencial diretamente com o proprietário do que com uma corretora. E isso não só pelo preço, que tem uma margem de negociação muito maior, mas também pela própria flexibilidade existente nos termos do contrato. Para o proprietário, alugar um imóvel diretamente também tem suas vantagens, pois ele poderá ter melhor controle do perfil dos futuros inquilinos, o que resultará em menos dor de cabeça no futuro.

A burocracia também costuma ser muito menor quando se aluga diretamente com o proprietário, pois as relações negociais são estabelecidas na base da confiança, confiança essa que aumenta com o decorrer do prazo do contrato. Se você se mostrar um inquilino cuidadoso com a residência, terá mais margem de negociação com a renovação do contrato, e tranquilidade em relação ao bem imóvel é um ponto-chave de qualquer proprietário que se preze.

Eu digo tudo isso por experiência própria, pois atualmente moro numa residência que foi alugada diretamente com o proprietário, após extensa pesquisa no bom e velho classificados de jornal, e após, é claro, visitar várias corretoras de imóveis e residências disponíveis para locação oferecidos por pessoas físicas. Em geral, o tratamento foi melhor quando falei diretamente com o proprietário, que estava disposto a negociar margens melhores de preço. Eu senti que era mais valorizado. Quando o trato era com as corretoras, em geral, eu era apenas mais um.

É claro que a negociação direta com o proprietário não o isenta também de eventuais riscos que possam ocorrer. O negócio, como sempre, é pesquisar bastante, e somente fazer negócio com pessoas que você considere dignas de confiança, estejam essas pessoas negociando o próprio imóvel, estejam essas pessoas trabalhando para corretoras.

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

, ,

7 Responses to Dica de economia doméstica: alugue o imóvel direto com o proprietário

  1. Flavio 11 de outubro de 2010 at 11:42 #

    Já morei em apartamento alugado diretamente com o proprietário. Realmente, é a melhor opção.

    Mas, se eu fosse proprietário do imóvel, só aceitaria esse tipo de aluguel se conhecesse bem o locatário. Conheço um caso de um locatário que ficou mais de 1 ano morando no imóvel e nunca pagou o aluguel nem o condomínio. A sorte do locador foi que o aluguel estava segurado (seguro-fiança) e o seguro pagou (mesmo assim ele demorou 1 ano para ver a cor do dinheiro).

  2. Carlos 11 de outubro de 2010 at 13:56 #

    Desde que o inqulino procure uma imobiliária séria, ele só tem a ganhar fazendo a locação via imobiliária. Já vi proprietário acionar o inquilino na justiça, alegando dano ao imóvel, sendo que o dano já existia qdo o inquilino entrou no imóvel, resultado: Teve de pagar toda a reforma, pois não tinha laudo de vistoria, comprovando a situação do imóvel quando ele entrou.

    Nos dias de hoje, é melhor fazer tudo certinho, tudo no papel.

    Tenho imóveis de aluguel e sou inquilino em um ponto comercial, nunca faria negócios diretamente. A imobiliária cobra de 8 a 10% administração, mas não quero saber de dor de cabeça. Faça valer a pena a contratação da adnistradora.

    abraço e sucesso.

  3. Willy Fog 11 de outubro de 2010 at 16:02 #

    Sim sim atualmente moro de aluguel e negocio direto com o proprietário. O alguguel acaba saindo bem mais em conta. Nunca tive dor de cabeça 🙂 e nunca dei causei dor de cabeça também. 😛
    .
    Abcs

  4. Jônatas 11 de outubro de 2010 at 18:40 #

    Oi Guilherme,
    Administro dois imóveis dos meus país. Negocio o contrato direto com os inquilinos, mais fácil e prático.

    Abraço!

  5. Guilherme 12 de outubro de 2010 at 11:43 #

    Flávio, confiança é palavra-chave na hora de negociações diretas. Bem lembrado.

    Carlos, obrigado pelo comentário.

    Willy e Jônatas, legais suas experiências.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Laryssa Caetano 2 de fevereiro de 2015 at 17:37 #

    Mas como funciona regras e contrato? E se o inquilino não pagar? E se além de tudo ele não quiser sair?

    abçs

  7. Maria deisi viana 25 de abril de 2018 at 18:47 #

    Como proceder para renovar um contrato temporário de aluguel de 6 meses e os inquilinos querem renovar.moro no Rio es e esse imóvel é em Sc.sempre paragaram em dia.maris

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes