O segredo está nos livros

Uma das atividades que mais me proporcionam satisfação, aqui no Valores Reais, é a elaboração das minhas resenhas dominicais (e, às vezes, “sabadais”….rsrs). Ler livros sempre foi uma atividade que me gratificou, só que agora, com o blog, estou tendo a oportunidade de amplificar essa gratificação, por meio do compartilhamento de minhas descobertas. Ler livros adquiriu, assim, um significado ainda maior, dentro do meu contexto.

A leitura dos livros me proporciona, ainda, um efeito colateral extremamente positivo: o afastamento da televisão. Entre gastar meu tempo e minha energia mental com televisão, e gastá-los com livros, a escolha preferencial é sempre essa última opção.

E você? Gosta também da leitura de livros? Ela já modificou, de forma positiva, alguns de seus comportamentos? Como anda sua estante – ou prateleira – de livros? É constantemente renovada, ou tem o mesmo conteúdo de 5 anos atrás? Você lê todos os livros que compra? Ou sempre acaba comprando mais do que sua capacidade de leitura? Será que não está na hora de somente comprar novos livros depois de ler os que já comprou?

Veja como são estruturados os cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado. A gente, que está fora da academia, pensa que eles se concentram nas aulas. Não! Pelo menos nos cursos que conheço, os estudantes gastam – ou são obrigados a gastar – muito mais tempo com a leitura de livros do que com a frequência às aulas. O tempo gasto com livros é que faz a grande diferença.

Veja, ainda, como é o processo de preparação para concursos públicos e exames vestibulares. Você certamente conhece alguém que foi aprovado em concurso ou vestibular. Essa pessoa passou em tais exames devido unicamente às aulas, ou o tempo mergulhado nos livros foi o fator determinante? A resposta está localizada nessa última parte da pergunta. O segredo estava nos livros.

Alguém aí assistiu o filme “À procura da felicidade”, com o Will Smith? A força de vontade dele para vencer no competitivo mundo de Wall Street é qualquer coisa de fenomenal, além de extremamente motivadora. O que ele fazia nas horas vagas, altas horas da noite, quando conseguia um lugar para dormir nos albergues de Nova York? Ele lia.

Os livros abrem sua mente para novas perspectivas acerca da realidade de sua própria vida. São ferramentas que permitem a você não só ter uma vida profissional mais brilhante, mas uma vida pessoal mais igualmente mais consciente de suas incríveis potencialidades. Você vive melhor. Tem uma qualidade de vida em padrão superior. Você exercita sua mente, ocupa seu tempo. A um custo incrivelmente baixo.

No livro As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média, Keith Cameron Smith afirma (p. 52):

“Os livros são muito baratos considerando o conhecimento que contêm. Em poucas horas, você pode aprender um conceito valioso lendo um livro que levou anos para ser escrito”.

Por conta disso, se tem um hábito que será incentivado de forma contínua aqui no blog, esse hábito é o da leitura.

Mas vamos além.

Os livros são veículos de conhecimento. Você pode adquirir esse produto chamado conhecimento também por meio de outros veículos – blogs, jornais, revistas – e, assim, construir seu próprio repertório de experiências. Você deve olhar para a vida com o espírito de aprendizagem. Tanto com os fatos bons, quanto com os fatos ruins. E, a partir do conhecimento acumulado, dar passos adiante, em busca de condições de vida cada vez melhores. Smith explica, com propriedade, esse processo (p. 55-56):

“Os milionários são estudiosos da vida. Eles continuam a aprender com as circunstâncias. Uma pergunta comum que se fazem é: ‘o que posso aprender com isso?’ A classe média, por outro lado, se pergunta: ‘por que isso sempre acontece comigo?’ […] Gosto do que um pastor disse sobre isso: ‘nunca fracassamos nos testes de Deus. Simplesmente continuamos a fazê-los até conseguirmos passar’. E isso é verdade. A pergunta: ‘por que isso sempre acontece comigo?’ mostra que algo está acontecendo de novo. Uma situação ruim surge diversas vezes porque o conhecimento permanece inalterado”.

Observem no impacto dessa última frase:

“Uma situação ruim surge diversas vezes porque o conhecimento permanece inalterado”.

Se você quiser modificar uma situação, deve modificar seu conhecimento. Se você fez uma estratégia errada de investimentos, repetidas vezes, a questão é melhorar seu conhecimento de finanças. Se você não passou num concurso público, deve melhorar seu conhecimento, estudando mais. Se você quiser passar numa seleção de emprego, deve ter mais conhecimento do que acumulou até então.

Leia. Estude. Ler, para muitos, implica sair da zona de conforto, ainda mais quando se trata de explorar fronteiras desconhecidas, ou seja, estudar assuntos novos. Mas isso é um passo necessário se você quiser sair da caverna da ignorância, e buscar a luz do conhecimento. Ler é como acender uma luz: permite a você visualizar, com a mente, coisas que antes não percebia. E isso lhe confere um espectro de poder bem mais amplo, permitindo-lhe ter um melhor controle de seu próprio destino.

O segredo, como se vê, está nos livros. Vamos, então, ler aquele livro? 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

16 Responses to O segredo está nos livros

  1. Naelyan 8 de outubro de 2010 at 8:34 #

    Guilherme,
    Parabéns pelo artigo. Considero livros itens essenciais de consumo, assim como precisamos de alimentação, medicamentos e roupas. Leio de tudo, ficção científica, romances, quadrinhos, livros da minha área – administração e ainda de finanças. Devo reconhecer que muitas vezes compro mais livros do que consigo ler e por isso tenho maneirado nas aquinisões nos últimos meses. Além disso, tenho aproveitado para trocar alguns livros, renovando o acervo de casa.

    Sempre estou lendo e aprendendo coisas novas. Ando com livro na bolsa e não perco uma oportunidade de leitura seja numa fila, no metrô ou na espera de uma consulta.

    Abraços

  2. Jônatas 8 de outubro de 2010 at 8:50 #

    Oi Guilherme, bom dia!

    Seu artigo de hoje me permite falar de quase todas as áreas abordadas no texto.
    “Gosta também da leitura de livros?”
    Amo livros e troco a televisão por livros sempre. Na verdade não assisto quase a TV.
    Acabo comprando livros e não lendo. Isso por falta de tempo. Tenho um livro que ganhei no meu aniversário e outros dois que comprei que ainda não li. Tenho evitado comprar novos, mas é difícil. Essa semana na universidade que trabalho teve a feira do livro, olhei, olhei e não comprei nada. Parabéns para mim, rs.

    Sobre os cursos de pós-graduação você tem toda a razão, curso a disciplina Propriedade Intelectual e Conhecimento Tradicional do programa de Mestrado em Ciência Tecnologia e Sociedade, as aulas servem para discussão dos textos lidos e resenhados durante a semana, o aprendizado se dá mesmo na leitura semanal dos textos propostos.

    Concurso público, outra área de que posso opinar com propriedade, sou servidor Federal e do estado de São Paulo. Quando decidi ser servidor Federal fui estudar por conta, tinha pouco tempo livre e tive que tirar horas do sono, estudei durante 5 meses, das 22:30 às 01:30, 3 horas por dia. Deu certo, fui aprovado e convocado.

    Também assisti o filme “Em Busca da Felicidade”, filme maravilho que só reforça o que escrevi recentemente no Efetividade, esforço e dedicação é mais importante que inteligência.

    Gui, você escreve: “Os livros são veículos de conhecimento”. Vou discordar. Na minha analise os livros são veículos de informação, conhecimento é algo bem mais complexo, mas isso eu explano melhor em um artigo qualquer dia.

    Nossa, já escrevi demais, chega!
    Ótimo texto, com vários pontos a serem pensados.

    Bom final de semana.
    Abraço.

  3. José Messias Ruggieri 8 de outubro de 2010 at 8:57 #

    Ótimo texto. Eu acredito firmemente que a leitura tem o poder de transformar uma nação!

    Graças a Deus nasci em uma familia de professores, inclusive minha mão é professora de portugues, onde a leitura foi nos ensinada desde muito pequenos. Assim adquiri gosto pela leitura.

    O triste é saber que vivemos em um país de desinformados e ignorantes. Infelizmente o povo Brasileiro em sua maioria não lê, quem sabe retrato da péssima qualidade de nossa educação.

    Sonho com o dia que conseguiremos transformar o Brasil em um país melhor. E acredito que a educação e a leitura tem papel primordial nessa função.

    É isso aí.

    Abraços.

  4. claudir 8 de outubro de 2010 at 9:42 #

    otimo texto.
    os livros tem me ajudado a mudar minha mente financeira, atualmente estou lendo “o milionario mora ao lado”, muito esclarecedor.
    prossiga o otimo trabalho

  5. Willy Fog 8 de outubro de 2010 at 9:50 #

    Fazendo um link com seu último post…….Diversificação na leitura de livros também é importante hehehe. Eu estava precisando adquirir alguns livros e este texto aguçou ainda mais a minha vontade. Hoje mesmo vou no sebo comprair alguns. 😀
    .
    Valeu Guilherme!
    .
    Abcs

  6. Alê 8 de outubro de 2010 at 10:50 #

    E pra quem mora em São Paulo e utiliza o transporte público, existem bibliotecas em algumas estações de metrô (Paraíso, Luz, Tatuapé, Santa Cecília e por aí vai..). Tem bastante livros disponíveis, inclusive sobre finanças e o empréstimo é gratuito. Vale a pena conferir.

    Até mais

  7. Guilherme 8 de outubro de 2010 at 19:28 #

    Naê, obrigado e parabéns pela atitude também! Seu repertório de leitura é bem variado e diversificado. E isso acaba se refletindo na ótima qualidade do seu blog.

    Jônatas, ótimo comentário! Sua vivência pessoal com livros só vem a enriquecer ainda mais o artigo!

    José Messias, muito legal o seu exemplo!

    claudir, obrigado!

    Willy, realmente, diversificar é legal tb pra livros.

    Alê, muito interessante a sua sugestão.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  8. Vinícius Barenho 11 de outubro de 2010 at 10:18 #

    Muito Bom. Adoro as resenhas do site.
    Parabéns pelo blog e pelos seus posts Guilherme.
    *
    Estou lendo mais ultimamente. Não tinha o hábito.
    Recentemente, estou o adquirindo. Infelizmente tenho muita dificuldade de lembrar o que foi lido e para assimilar uma idéia, tenho que praticamente reler o livro que acabei de ler e isso torna o processo mais lento…
    *
    Espero que essa facilidade de “assimilação” de uma nova idéia/ponto de vista, venha com o tempo. Não vou desistir.
    Um dia eu chego lá!
    *
    Conto com o blog para continuar bem informado; ler essas ótimas recomendações de leitura.
    *
    Abração

  9. Guilherme 12 de outubro de 2010 at 11:42 #

    Vinícius, o ponto-chave é persistência, até adquirir o hábito. Você consegue!

    E obrigado pelas referências!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. Marcos Vinicius Goulart 2 de julho de 2011 at 11:55 #

    Aprendi a investir de verdade depois que comecei a ler livros bons! Devemos também ter cuidado com o que lemos porque pode nos influenciar para o lado errado.

  11. Ana 25 de fevereiro de 2012 at 21:11 #

    Maravilhoso o seu artigo! Eu sou uma leitora frenética, e já tive a minha vida virada e revirada por alguns livros. Fiquei tão inspirada que fiz um post sobre o seu no meu blog!
    Também quase não assisto televisão, só se eu estiver muito cansada, ou com uma insônia enorme, pq televisão é tão chato que dá sono… rsss….

  12. Guilherme 26 de fevereiro de 2012 at 11:22 #

    Marcos, tem razão!

    Ana, muito obrigado pelas palavras! E gostei muito do seu blog também, show de bola!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  13. Rosana 2 de abril de 2014 at 13:00 #

    Guilherme,

    Muito bom esse post! 🙂
    Gostei por ter citado o livro ” As 10 diferenças”. Nele dá para perceber bem por que as pessoas estão onde estão.
    Há muito tempo um palestrante disse que em 5 minutos de conversa já sabia se essa pessoa se daria bem na vida ou não, pois pessoas que crescem geralmente falam sobre planos e objetivos enquanto pessoas que ficam estagnadas falam sobre erros, sobre dificuldades, culpam o governo e tudo o que puderem.

    Os livros nos trazem muitas informações, muito conhecimento. Depende de nós colocarmos essa riqueza inestimável em prática.
    O livro nos ajuda a sermos melhores enquanto a tv, na maioria das vezes aliena e traz hábitos ruins para a vida das pessoas, com raras exceções de programas de qualidade, pelo menos na tv aberta. Não tenho mais paciência nem interesse nesse tipo de entretenimento. Para mim pelo menos, a época da tv já passou.
    E fico até surpresa em ver que quase 50 anos após a criação das novelas, elas ainda continuam nos mesmos horários, com pessoas comentando sobre elas nas ruas e nos locais de trabalho e que ainda existe uma indústria de publicações sobre o assunto, “adiantando” o que acontecerá nos próximos dias. E pior: se esse tipo de “entretenimento” nunca foi próximo aos valores e princípios, têm se tornado cada vez mais distante deles.
    Tenho uma tia, na qual a tv e as novelas ainda reinam soberanas na sala. Nessa casa, filhos e netos continuam a perpetuar esse hábito.

    Abraços!

    • Guilherme 2 de abril de 2014 at 17:53 #

      Oi, Rosana, obrigado!

      Nossa, magnífico seu comentário sobre as novelas! Traduziu em palavras exatamente o que eu penso sobre esse assunto.

      Apesar dos avanços tecnológicos na disseminação do conhecimento, bem como da difusão de novas mídias digitais, e novas opções de entretenimento, de mais qualidade, ainda é incrível a exagerada quantidade de pessoas que ainda se prendem a novelas.

      Também conheço pessoas que não perdem um capítulo das novelas preferidas. As pessoas acabam programando sua vida em função da novela. Não marcam compromisso para o horário da novela, e só vão fazer alguma coisa em casa ou fora dela, antes ou depois da novela. Incrível isso.

      Existe um mar de oportunidades incríveis para as pessoas se aprimorarem, como livros, boas fontes de informação na Internet, como blogs e alguns canais do YouTube, mas algumas pessoas ainda se prendem a velhos hábitos.

      Essa é uma das diferenças entre os milionários e aqueles que querem crescer na vida (que falam sobre planos e objetivos) e a classe média e as pessoas estagnadas (noveleira e que só reclama da vida), como você bem apontou no conteúdo da fala do palestrante.

      Abç!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Valores Reais » O segredo está nos livros -- Topsy.com - 8 de outubro de 2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Bah M., Lauro Wolff Valente. Lauro Wolff Valente said: O segredo está nos livros http://migre.me/1vUBS […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes