Você tem motivação para guardar dinheiro e investir? A teoria das expectativas de Vroom pode te ajudar

Você consegue fazer sobrar dinheiro no final do mês? Ou tá mais pra sobrar mês no final do seu salário?

Caso você pertença ao seleto grupo de menos de 1% das famílias brasileiras que gastam menos do que ganham (segundo uma pesquisa recente do IBGE), você guarda seu dinheiro aonde? É na poupança? É num CDB? É num fundo de ações?

Se você consegue a façanha de investir o dinheiro que sobra, o faz com frequência, de forma regular, ou seja, com disciplina, ou investe somente quando recebe o adicional de férias ou a parcela do 13º salário?

Bem, fiz essas perguntas por uma razão muito simples: sem motivação para guardar dinheiro e investir, você não irá guardar dinheiro e investir. Parece simples, não é mesmo? Mas por quê muitas pessoas não conseguem fazê-lo? Porque falta motivação.

Dentre as várias teorias que procuram explicar as motivações humanas, a Teoria das Expectativas de Vroom é uma das que mais se destacam. De acordo com Vroom,

“O processo de motivação deve ser explicado em função dos objetivos e das escolhas de cada pessoa e das suas expectativas em atingir esses mesmos objetivos. De uma forma sintética, Vroom defende que a força da motivação (M) de determinada pessoa corresponde ao produto do valor previsto por si atribuído a um objetivo (V =Valência) pela probabilidade de alcançar esse mesmo objetivo (E=Expectativa): M = V . E.

Assim definido, a motivação é nula quer no caso em é indiferente atingir ou não determinado objetivo, quer no caso em que não existe qualquer expectativa em atingir o resultado. Da mesma forma, ocorre desmotivação sempre que a valência é negativa, isto é, quando a pessoa prefere não atingir o objetivo”.

Se você tem em vista alcançar a independência financeira, ou comprar um carro, ou comprar um imóvel, você terá motivação para poupar e investir dinheiro, se houver probabilidade de alcançar esse objetivo, ou seja, se você investir numa aplicação financeira que lhe permita alcançá-lo, dentro de um horizonte de tempo razoável, isto e, compatível com a rentabilidade esperada de seus investimentos.

Assim, para que você tenha motivação em gastar menos do que ganha, é preciso, inicialmente, estabelecer metas, objetivos, fins a serem perseguidos. Se você não tiver um objetivo grande o suficiente, alcançável por meio de uma disciplina financeira, dificilmente você encontrará boas razões para poupar e investir dinheiro.

Mas essa é, como vimos acima, somente parte da equação. De nada adianta ter um objetivo em mente, se não houver probabilidade de alcançar esse mesmo objetivo. É preciso que as metas sejam factíveis, ou seja, que haja expectativas de conquistá-lo, não importa o tamanho de seu sonho, desde que ele seja bem planejado.

Você não consegue a soma de R$ 12 mil, para pagar uma viagem de férias com a família no exterior, dentro do prazo de  6 meses, investindo R$ 1 mil todo mês num fundo de ações. Pode até conseguir, mas as probabilidades são remotas, o que fará com que você tenha motivação nula, ou mesmo limitada, para prosseguir no seu plano de atingir esse objetivo financeiro. Mas é viável você alcançar a soma de R$ 12 mil investindo todo mês R$ 1 mil, num investimento conservador, como, por exemplo, a poupança, ou mesmo um fundo referenciado DI com baixas taxas de administração.

Nesse último caso, o objetivo é estabelecido e, mais do que isso, há uma probabilidade muito grande de alcançá-lo, o que certamente aumentará sua motivação em poupar mil reais todo mês, investindo-o em uma aplicação conservadora.

A teoria das expectativas de Vroom, embora aperfeiçoada posteriormente por outros psicólogos, em sua ideia original pode ajudar as pessoas a ajustarem seus planos à sua realidade, de modo a terem mais motivação nas tarefas do dia-a-dia, principalmente aquelas que envolvem o controle do orçamento familiar para a consecução de objetivos diferidos no tempo, isto é, metas a serem alcançadas daqui a um certo tempo.

Ao nos planejarmos para eventos futuros, nós ordenamos nossa energia psíquica, e nos concentramos em atingir tais objetivos, trazendo ordem, não só no futuro, mas no momento presente, aqui e agora, controlando nosso orçamento, a fim de que consigamos realizar os sonhos que dependem de organização financeira.

Que você também encontre motivação para poupar e investir, estabelecendo planos e metas, que sejam factíveis por um lado, e não sufoquem tanto a sua vida atual, por outro lado.

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

, ,

Trackbacks/Pingbacks

  1. Lauro Wolff Valente - 27 de setembro de 2010

    Você tem motivação para guardar dinheiro e investir? A teoria das expectativas de Vroom pode te ajudar http://migre.me/1puPJ

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes