Faça as despesas anuais (IPVA, IPTU, anuidades de órgão de classe etc.) entrarem no planejamento mensal… e se livre do sufoco do começo de ano!

A Luciene Soares, autora do ótimo blog O Dinheiro é meu, escreveu um artigo que me fez repensar os tradicionais gastos típicos de início de ano, tais como IPVA, IPTU, seguro de carro etc. Ao invés de desembolsar uma grana alta no começo do ano para o pagamento de tais despesas, que tal fazermos com que tais despesas entrem em nosso planejamento mensal, mas de forma antecipada?

Diz a Luciene:

“É natural (ou deveria ser) que nos organizemos para saldar os gastos que já são previstos mensalmente (água, luz, supermercado, ensino, etc.). Mas há aqueles valores que são anuais, como o IPVA e o SEGURO DO CARRO, por exemplo. Acho bacana a ideia de incluir estes valores nos gastos mensais, para que no mês de pagamento não seja necessário desembolsar um valor tão alto de uma só vez , parcelar ou usar o 13º salário para esta finalidade.

Tenho um carro popular e o IPVA é em torno de R$ 1.000,00 , dividindo este valor mensalmente , é necessário uma reserva de R$ 83,33 (em um período de 12 meses). Olha só que confortável incluir está despesa como um gasto fixo mensal. O mesmo pode acontecer com o seguro do carro, ou qualquer outra despesa que não seja necessariamente mensal, mas prevista.
Acho esta organização muito boa pois elimina o stress do ano novo. Por que temos que estar incluídos nas estatísticas que  apontam para o fato de que as pessoas passam os primeiros meses do ano pagando este tipo de despesa?”

Ela tem razão. Estabelecer uma provisão mensal para os gastos típicos de começo de ano – que entre em nosso orçamento doméstico mensal como despesa (por exemplo, parcela 1/12 IPVA: R$ 83,33), e não como investimento (p.ex., poupança: R$ 83,33) – permite não só que nos livremos de um little rombo no orçamento doméstico de começo de ano, como também nos dá a possibilidade de recebermos juros pelas aplicações que fizemos para custear aquela determinada despesa.

O melhor é que algumas dessas despesas de começo de ano embutem a possibilidade de pagar à vista com desconto. O ganho então é dobrado: ganhamos um dinheiro extra pelos reais que economizamos com o desconto pelo pagamento à vista, e ganhamos um dinheiro extra pelos reais que ganhamos pelos juros de nossos investimentos. Além da tranquilidade financeira de manter o orçamento de começo de ano o menos impactado possível pelo pagamento dessas despesas “obrigatórias.

Pense nas despesas de início de ano que costumam fazer um pequeno estrago em seu orçamento doméstico: IPVA, IPTU, seguro de carro, seguro de casa, anuidade de órgão de classe (OAB, CREA, CRM etc.), matrículas e materiais escolares de filhos…

Faça um planejamento dessas despesas anuais e tenha um começo de ano mais livre e confortável! 🙂

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

20 Responses to Faça as despesas anuais (IPVA, IPTU, anuidades de órgão de classe etc.) entrarem no planejamento mensal… e se livre do sufoco do começo de ano!

  1. Jônatas 13 de setembro de 2010 at 9:11 #

    Bom dia Guilherme,
    Tenho feito isso nos últimos anos com sucesso.

    Boa semana
    Fica com Deus.
    Abraço!

  2. Willy Fog 13 de setembro de 2010 at 9:36 #

    Boa idéia essa! Planejamento é fundamental.

    Valeu pela dica.

    Abcs

  3. Guilherme 13 de setembro de 2010 at 12:35 #

    Obrigado, pessoal!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Carlos 13 de setembro de 2010 at 18:36 #

    Realmente, essa é uma boa idéia. Além das despesas já citadas, também incluí no meu planejamento a franquia do seguro do carro (dividi por 12 no primeiro ano; nas renovações, apenas completo a diferença, caso ela suba) e uma provisão para a manutenção periódica do carro (troca de óleo, etc) e para a manutenção imprevista.

  5. Guilherme 13 de setembro de 2010 at 21:12 #

    Carlos, ótima idéia!

    E por falar em carrooo…….. aguardem o post de amanhã! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Vida Boa Investimentos 13 de setembro de 2010 at 22:04 #

    Idéia legal… Só que se voçê tiver um fundo de RF voce sempre vai poder fazer retiradas para cobrir estes tipos de gastos… isso elimina a dor de cabeça de fazer um planejamento tão minucioso… abraço

  7. Guilherme 13 de setembro de 2010 at 22:10 #

    Obrigado, Vida Boa, pelo comentário. De fato, se a pessoa já tem um fundo RF, essa reserva pode cobrir os gastos. Ocorre que muitas pessoas não têm esse fundo, e um orçamento baseado em metas pode ajudar na disciplina para o cumprimento dessas despesas fixas anuais… além de reforçar o poder da disciplina e da desnecessidade de impactar o fluxo de caixa do começo de ano…

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  8. Ulisses 18 de setembro de 2010 at 14:43 #

    Eu tenho feito provisão a uns 3 anos e estou muito satisfeito com o resultado. Tive a necessidade de fazer a atividade, pois, eu vinha de uma dívida muito longa e depois de tudo acertado mudei para um emprego com remuneração variável. Fica muito mais fácil para organizar as despesas colocar pagar 83,33 reais ao mês do que uma única facada de 1000,00 em um só mês. No dia do pagamento eu decido se vale a pena pagar a vista a prazo.
    Outra vantagem é que depois de um tempo de provisão foi possível eu me auto-financiar e pagar juros para mim mesmo sem comprometer as despesas que deram origem a provisão.

  9. Guilherme 18 de setembro de 2010 at 19:13 #

    Ulisses, parabéns pela disciplina no trato da economia doméstica!

    Quero incluir as provisões mensais em minhas planilhas de gastos, e assim ter um melhor controle do orçamento doméstico, sem impactar tanto um determinado mês “premiado” com tantas despesas anuais.

    Exemplos como o seu reforçam, validam e dão incentivo a essa estratégia.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. Taciano 2 de janeiro de 2012 at 14:57 #

    Vou fazer isso a partir deste ano. Tenho 20 anos e estou começando a vida, aprender com quem já foi e está lá. Tenho moto para pagar e uma namorada para bancar (rsrsrsrsr), pretendo noivar este ano (Se Deus quiser). Vou organizar melhor o dinheiro gastos com certas despesas e assim, viver melhor. Trabalho no setor de cobrança e sei muito bem o que é isso. Dívida sem controle tira sono de qualquer um.

  11. Guilherme 3 de janeiro de 2012 at 18:51 #

    Conte conosco para atingir seus objetivos, Taciano!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Taciano 3 de janeiro de 2012 at 20:42 #

      Obrigado Guilherme pelo apoio.
      Um grande abraço.
      Amém.

  12. Guilherme 6 de janeiro de 2012 at 17:14 #

    Às ordens, Taciano!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  13. Wesley 21 de janeiro de 2012 at 0:09 #

    Faço isso desde que comecei a pagar contas e posso dizer que começo o ano tranquilo. Quando eu morava em casa e não tinha gás encanado, eu separava mensalmente o valor do botijão para que não ficasse pesado para comprar. Eu sabia que o gás durava 6 meses, pagando R$ 35,00 no botjão era só dividir 35 / 6 e guardar … hoje faço o mesmo com todas as taxas anuais.

    Dica … apesar de ter aplicação em fundos, mantenho uma poupança para guardar esse dinheirinho e não ter que perder no investimento do fundo.

    []’s

  14. Guilherme 22 de janeiro de 2012 at 18:29 #

    Ótimo depoimento, Wesley!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  15. Rafael Pereira 23 de fevereiro de 2012 at 19:19 #

    Aprendi isso com minha família e nunca larguei.Funciona mesmo.
    Uma adição : economizar também para pagar o imposto de renda,pois quem paga primeiro fica no começo da fila para as restituições ( exceto pelos idosos,que são sempre os primeiros )

  16. Camilla 27 de abril de 2015 at 16:16 #

    Oi Guilherme,

    eu comecei a planejar minhas finanças bem cedo (17 anos), nessa época eu iniciei o processo de independência financeira.

    Nessa época eu não pesquisava sobre o assunto, então, fui criando as minhas estratégias. Essa estratégia de mensalizar uma parte da grana para os gastos anuais é uma delas, é muito bom saber que apesar de tão jovem naquela época, as ideias que eu tinha não eram um mero delírio financeiro adolescente, mas uma ideia sustentável.

    Obrigada.

    • Guilherme 27 de abril de 2015 at 20:37 #

      Oi Camilla,

      Parabéns por ter iniciado tão cedo a organização de suas finanças.

      Já naquela época você teve ideias brilhantes que se provaram extremamente úteis na administração das contas particulares.

      Continue assim!

      Abç!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention Valores Reais » Faça as despesas anuais (IPVA, IPTU, anuidades de órgão de classe etc.) entrarem no planejamento mensal… e se livre do sufoco do começo de ano! -- Topsy.com - 13 de setembro de 2010

    […] This post was mentioned on Twitter by Lauro Wolff Valente, Joao Ramos. Joao Ramos said: Valores Reais » Faça as despesas anuais (IPVA, IPTU, anuidades de … http://bit.ly/9tuj6q […]

  2. Valores Reais » Construindo um orçamento doméstico baseado em metas - 15 de setembro de 2010

    […] o pagamento de despesas que ocorrem de uma forma frequente, mas não de forma mensal. Inicialmente, esclarecemos a possibilidade de eliminar o sufoco de começo de ano, com o pagamento dos IPVAs, IPTU…, ou seja, fazendo com que tais despesas entrem em nosso orçamento […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes