Isso é o que faz Warren Buffett ser “o” cara…

Navegando por acaso no Twitter do Trent Hamm, fundador do The Simple Dollar, me deparei com uma carta publicada pelo Warren Buffett, situada num contexto onde ele convoca as famílias mais ricas dos Estados Unidos a doarem parte de suas fortunas para a filantropia, num movimento conhecido como The Giving Pledge, que tem até site próprio na Internet. A carta original pode ser lida aqui. Abaixo, vai uma tradução livre de parcela substancial da referida carta (os destaques ficam por minha conta):

“Alguns bens materiais tornam minha vida mais agradável. Muitos, no entanto, não a tornariam. Eu gosto de ter um jatinho particular, mas possuir uma meia dúzia de casas seria um fardo. Muito freqüentemente, uma vasta coleção de posses acaba possuindo seu proprietário. O ativo que eu mais valorizo, além da saúde, é um conjunto interessante e bem diversificado de amigos de longa data.

Minha riqueza vem de uma combinação de vida na América, alguns genes de sorte, e juros compostos. Os meus filhos e eu ganhamos o que eu chamo de loteria ovariana (para iniciantes, as chances contra o meu nascimento em 1930 eram de pelo menos 30 para 1. Ser do sexo masculino e branco também foram fatores que removeram os obstáculos enormes que a maioria dos americanos então tiveram que se confrontar.

Minha sorte foi acentuada por viver em um sistema de mercado que às vezes produz resultados equivocados, embora em geral sirva bem ao nosso país. Eu trabalhei em uma economia que recompensa quem salva a vida de outras pessoas em um campo de batalha com uma medalha, premia um grande professor com notas de agradecimento aos pais, mas recompensa sobretudo aqueles que podem detectar a má precificação dos títulos, com somas atingindo a bilhões.

O sentimento da minha família e meu próprio diante de nossa extraordinária sorte não é de culpa, mas sim de gratidão. Se usarmos mais de 1% do meu patrimônio líquido para nós mesmos, nem a nossa felicidade, nem o nosso bem-estar seriam reforçados. Em contrapartida, os restantes 99% podem ter um enorme efeito sobre a saúde e o bem-estar dos outros. Essa realidade apresenta uma conclusão óbvia para mim e para minha família: manter o suficiente para suprir nossas necessidades, e distribuir o restante para a sociedade, para as suas necessidades. Minha promessa começa aqui.”

This is Warren Buffett. 🙂

Em poucos parágrafos, Buffett sintetiza algumas das lições mais importantes acerca de temas como investimentos (aproveitar os juros compostos para criar sua base de riqueza, detectar distorções nos mercados para lucrar), frugalidade (“uma vasta coleção de posses acaba possuindo seu proprietário”) e missão (sentimento de gratidão por tudo o que conquistou).

Buffett aborda ainda um ponto que é, de longe, o mais esquecido e menos comentado quando se trata de finanças pessoais: doação. Muitas vezes, na busca frenética pela independência financeira, as pessoas se esquecem (ou se omitem de propósito) de doar parte de seus ganhos para instituições filantrópicas, projetos humanitários e contribuições para sua igreja local. Ser mesquinho não combina com a personalidade de quem busca a independência financeira. Você faz doações regularmente? Ou 100% do que você ganha é usado em benefício próprio!? Cuidado, pois o preço do egoísmo costuma ser cobrado nos momentos mais impróprios, imprevistos e urgentes…

Esse projeto de filantropia liderado por Buffett e Gates é um dos maiores legados – senão o maior – que Buffett está deixando à sociedade. Não é à toa que ele é uma lenda viva do mundo das finanças. E esse é um dos motivos que o fazem ser “o” cara. 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

11 Responses to Isso é o que faz Warren Buffett ser “o” cara…

  1. Luis Otávio 1 de setembro de 2010 at 8:41 #

    Realmente, ele é o cara!

  2. Henrique Carvalho 1 de setembro de 2010 at 9:01 #

    Ótimo texto!

    Parabéns Guilherme!

  3. Naelyan 1 de setembro de 2010 at 9:09 #

    Guilherme,

    Muito bom este artigo! Apesar de termos cortado muitos gastos desde que começamos nosso planejamento, mantemos todas as nossas doações para instituições que conhecemos e confiamos.
    Uma coisa que não fazemos é dar dinheiro na rua ou no farol. Preferimos dar para uma instituição que acreditamos, pois com certeza o dinheiro será melhor gerido e poderá beneficiar mais de uma pessoa.
    Que mais pessoas sigam o exemplo do Warren Buffett não só para enriquecer, mas também, para aprender a compartilhar.

    Abraços

  4. Investimentos e Finanças 1 de setembro de 2010 at 14:50 #

    Quando eu tiver 80 anos tambem quero poder doar alguns bilhões…:-)

  5. Vida Boa Investimentos 1 de setembro de 2010 at 17:50 #

    Eu adoro o Warren Buffett!!!!

    Abraços!!

  6. Guilherme 5 de setembro de 2010 at 10:51 #

    Obrigado a todos pelos comentários! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  7. Marcos Vinicius Goulart 2 de julho de 2011 at 12:00 #

    Muito bom me ajudou a incetivar a doar.

  8. Guilherme 2 de julho de 2011 at 17:30 #

    Valeu, Marcos!

  9. LUIZA TEIXEIRA DE ATAÍDE 15 de novembro de 2011 at 12:27 #

    Excelente o”Valores Reais”. Excelentes os textos baseados na Biografia de Wuarren Buffet ,Ele foi um exemplo para todas as idades. “O cara. Ética, trabalho, perseverança, espírito de gratidão, seu espírito de filantropia.Uma pessoa dotada de grande inteligência e lucidez. Aprendi muito. Muito obrigada! Valeu! Luiza

  10. Guilherme 15 de novembro de 2011 at 13:46 #

    Obrigado, Luiza!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Guillermo Tângari - 1 de setembro de 2010

    Confira a carta de Warren Buffett convocando bilionários a doarem suas fortunas. #aceitodoação http://bit.ly/dw3ovd (blog valores reais)

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes