Curiosidade do dia: estaria o pessoal do Smiles (Gol) lendo o Valores Reais?

Há algum tempo, publicamos um artigo sobre o caso (incomum) das milhas “compostas” – milhas que rendem juros (+ milhas). Trata-se, em verdade, de aproveitar determinadas promoções que permitem ao cliente ganhar milhas bônus ao transferir os pontos de seu cartão de crédito para o programa de fidelidade da empresa aérea, conforme expliquei naquele artigo:

“Ainda é possível verificar algumas situações onde há um acúmulo de milhas adicionais, derivado da posse em sua conta, de determinada quantidade de milhas/pontos. E o fato gerador desse acúmulo extra tem um nome: “promoção de transferência de milhas da conta de seu banco para a sua conta do programa de fidelidade da empresa aérea“.

Trocando em miúdos, a premissa básica para você eventualmente ser premiado com um crédito extra de milhas é deixá-las o máximo de tempo possível na conta de seu banco, respeitados, evidentemente, os prazos de prescrição, e aproveitando, logicamente, as promoções eventuais, dentro do prazo de vigência delas”.

Essa tática permite fazer com que suas milhas rendam “juros”, numa analogia que fiz com o mecanismo de juros compostos:

“Um investimento rende juros compostos quando os juros gerados a cada período são incorporados ao montante principal, para cálculo dos juros do período seguinte. Por exemplo, suponha que você tenha R$ 1 mil na poupança, depositados no dia 5. No mês seguinte, na data de “aniversário”, ou seja, no dia 5, ela rende 0,5%, fazendo com que o seu saldo fique em R$ 1.005,00. No terceiro mês, novamente no dia 5, rendendo mais 0,5%, esse percentual aplica-se sobre o montante até então acumulado, inclusive com o juro acumulado (R$ 1.005,00), ficando com um saldo de R$ 1.010,02, e assim sucessivamente”.

Pois bem. Fiquei sabendo, através do ótimo Aquela Passagem, que o Smiles (Gol) lançou uma promoção de acúmulo de milhas bonificadas, cuja premissa básica é justamente transferir os pontos do cartão para a conta Smiles, tal como tratado no artigo acima. O percentual de “juros ganhos” (= milhas bônus) varia conforme a quantidade de pontos transferidos, bem como a categoria de associação do cliente, variando de 10% (cliente Prata que transfere 5 mil pontos ganha 500 milhas bônus) até 20% (caso do cliente Diamante que transfere 20 mil pontos para sua conta Smiles, que ganha 4 mil milhas bônus).

Até aí, tudo bem. O curioso é a forma como o Smiles anunciou essa promoção. Observem a frase em destaque:

Taí! 😀

Pode até ter sido coincidência, mas essa frase “os pontos do seu cartão de crédito rendem muito mais do que você imagina” foi exatamente a mensagem que quis transmitir ao escrever aquele artigo sobre as milhas compostas: que os pontos acumulados no seu cartão de crédito podem render “juros” se forem deixados o máximo de tempo possível (respeitados, é claro, os prazos de prescrição) na sua conta de banco.

Bom, de qualquer forma, não deixa de ser uma promoção interessante. Receber juros é bom não apenas no caso de aplicações financeiras: as suas viagens também podem tirar proveito dessas milhas compostas. 😀

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

, ,

4 Responses to Curiosidade do dia: estaria o pessoal do Smiles (Gol) lendo o Valores Reais?

  1. Flávio 21 de agosto de 2010 at 17:24 #

    É isso aí Guilherme. Programa de milhagem é uma forma das empresas aéreas endividarem-se sem pagar juros. Ao transformar os pontos em milhas, a empresa aérea recebe do cartão de crédito o valor dos pontos e só vai ter a despesa (utilização da passagem) quando o passageiro voar. É por isso que eles estão dando bônus.
    Quem está pagando tudo isso? Nós e os comerciantes. Ainda prefiro pagar à vista, com no mínimo 5% de desconto, o problema é que poucos aceitam.

  2. Guilherme 22 de agosto de 2010 at 15:14 #

    Ótimo comentário, Flávio! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Jonatas 22 de agosto de 2010 at 19:39 #

    Oi Guilherme, acredito que eles leram seu post.
    O post que escrevi falando do banco Santander chegou até a superintendência do banco. A gerente da minha agência entrou em contato comigo avisando da repercussão positiva que causou o post e dos elogios que ela recebeu da gerência em São Paulo.
    Detalhe: Ela nem sabia que eu tinha um blog e não avisei ninguém o que havia publicado. Simplesmente a notícia se espalhou.

    Abraço!
    Fica com Deus.

  4. Guilherme 22 de agosto de 2010 at 21:22 #

    Olá, Jônatas!

    Seu relato positivo causou boa repercussão, além do que imaginava (suponho eu).

    Que bom que as grandes empresas também leem os blogs. Isso aumenta nossa responsabilidade, ao mesmo tempo em que cria um canal ótimo para repasse de informações e experiências.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes