A história do refrigerante

Observação: essa é uma história que trata de um tema ligado a Deus. Portanto, como eu acredito em Deus, e sou dono desse blog, tenho o direito de excluir quaisquer comentários de conotação destrutiva ou que venha a perturbar as sadias discussões que ocorrem nas caixas de comentários dos posts. Obrigado.

Ontem, aconteceu um fato absolutamente atípico e desconcertante, a tal ponto que eu não poderia deixar de registrá-lo aqui, já que mais leitores podem ter passado por experiência semelhante, e outros ainda podem querer experimentá-la, de tão gratificante que é. Apesar de não ter muito a ver com finanças pessoais, tem tudo a ver com bem-estar e paz de espírito, e, dado a boa receptividade de tais assuntos no Valores Reais, resolvi contá-la aqui.

……………………………

Normalmente, eu procuro fazer as refeições de almoço e jantar sem bebidas, ou, no máximo,  bebendo água. Embora esse hábito venha desde a minha infância, ele foi reforçado depois da leitura de um ótimo livro do Nuno Cobra, chamado “A semente da vitória”, em que o autor dá diversas orientações sobre como levar uma vida com mais qualidade e mais saúde. Apesar de já o ter lido há um bom tempo, ele está lá na minha estante, como fonte de consulta obrigatória sempre que quero renovar meu bem-estar físico e mental.

Nos últimos dias, procurei quebrar essa regra, principalmente porque nesses últimos finais de semana resolvi não beber refrigerante (nota: somente costumo tomar refrigerante nos finais de semana). No trabalho, como eu faço refeições lá na copa, eu tinha deixado, já há algumas semanas atrás, uma pequena lata de Coca-Cola na geladeira, para usufruto em momento futuro oportuno.

Pois bem, ontem, ao ir para o trabalho (reservo-me o direito de não mencionar em qual emprego ou cidade atuo, por questões de privacidade e por não me sentir confortável com tal tipo de exposição), fui decidido a consumir a tal latinha, durante o almoço (já que não volto do trabalho para almoçar em casa, e, ademais, estou a serviço, de viagem, portanto, longe de casa também, o que me impede de fazer marmitas para levar para o trabalho).

O pessoal do trabalho faz uma escala de almoço, assim, alguns empregados almoçam mais cedo, outros mais tarde, e assim por diante. Quando chegou a minha vez de ir almoçar, eis que surge a surpresa: a copeira veio me trazer, além da refeição (que costumamos pedir de um restaurante próximo), uma garrafa de Guaraná, ainda com bastante refrigerante dentro. E ela disse que as outras funcionárias resolveram me doar essa quantia restante do refrigerante!

Eu confesso que fiquei, além de feliz (claro!), completamente atônito, pois até então nunca havia acontecido isso comigo, em quaisquer das situações ou empregos anteriores. E fiquei alegre não só pelo fato em si de ter ganho de brinde o refrigerante, mas também pela coincidência de ter desejado, justamente nesse dia, consumir o refrigerante!

Mas isso não é tudo…

Ao voltar para o hotel em que estou hospedado, já noite, e depois de um dia de trabalho, resolvo fazer o costumeiro pedido de jantar para um restaurante próximo (disk-entrega também), pedido esse que inclui apenas a comida, sem bebidas, como costumo fazer (até porque, venhamos e convenhamos, os preços das bebidas de restaurantes costumam ser mais caros). Depois de alguns minutos, eis que surge o entregador, não só com a habitual refeição, mas também com uma lata de Coca-Cola de brinde!!!

Eu novamente fiquei surpreso e pasmo, mas o entregador disse que, como eu já estava virando um “cliente VIP” (praticamente todos os dias peço alguma coisa de tal restaurante, já que o hotel não tem serviço de restaurante), eles resolveram entregar esse refrigerante de brinde! O mais incrível é que isso jamais ocorreu nesses meus 29 anos de praia, e veio a acontecer justamente num dia em que, eu não só estava sedento por tomar refrigerante na refeição, como também já tinha tal fato acontecido no almoço!

Uma vida rica

A lição dessa história é muito simples: você não deve agir apenas com o propósito de tornar sua vida com mais dinheiro, mas sim agir de forma a tornar sua vida com mais sentido. E o sentido da vida não vem apenas das coisas que você recebe em troca de uma contraprestação, mas principalmente das coisas que você recebe sem esperar. Das dádivas de Deus. Não é bom receber coisas boas inesperadas? E não é melhor ainda receber coisas inesperadas numa situação em que você mais as desejava?

No meu caso, foi um refrigerante (ou melhor, dois :D), no seu caso, pode ser um convite de trabalho num emprego, uma oferta de parceria num negócio, a cura da doença de um ente querido, “aquela” nota na prova que você não contava, o aparecimento de um comprador para seu imóvel, a oportunidade de visitar seus pais ou seus filhos no final de semana próximo, uma promoção de milhas aéreas ou pacote de viagens para “aquela” viagem no exterior, o afago de sua filha quando você chega do trabalho, uma refeição que sua esposa faz de surpresa no jantar e que fica (deliciosamente) boa, um filme bacana que vai passar na TV, o telefonema totalmente inesperado de um amigo com quem você não conversava há meses, o email de um antigo colega de trabalho…

Saiba que, por trás de cada desejo que se sonha, existe um Deus absolutamente maravilhoso e perfeito não só para transformar seus sonhos em realidade, mas também para, no meio do caminho, te recompensar com dádivas que você jamais esperaria. Não é só nos momentos de tristeza que você deve recorrer à fé para superá-los, mas também nos fatos alegres e sobretudo inesperados você deve agradecer por ter uma força superior – Deus – que tudo faz para o bem de seus amados filhos.

Uma das melhores coisas que alguém pode fazer na vida é continuar fazendo o bem sem esperar nada em troca. Se você é um estudante ou trabalhador dedicado, continue se empenhando para fazer aquilo que é correto e justo, independentemente do que os outros disserem a seu respeito. Cultive suas convicções, seja íntegro, trabalhe com honestidade, dedique-se aos estudos, e vá em frente. Quando você tem uma atitude positiva diante da vida, você não tem idéia de como ela – a vida – pode retornar a você benefícios e surpresas que você jamais esperaria. E esse é um dos segredos para alcançar o bem-estar na vida: atitudes positivas geram forças positivas que retornam a você. Não se trata de qualquer coisa relacionada a uma suposta lei da atração ou qualquer coisa semelhante: se trata apenas de uma constatação.

Encare as mudanças como algo positivo, e extraia de qualquer situação – mesmo as mais difíceis – alguma lição que pode ser aprendida e aproveitada para gerar força que te faça caminhar cada vez mais para o alto e para frente. Deus tem os seus meios de recompensá-lo, e, quando Ele quer, não há quem não queira. 😉

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

32 Responses to A história do refrigerante

  1. Jaime 17 de março de 2010 at 7:46 #

    Muito bom !!

  2. Luciano 17 de março de 2010 at 10:25 #

    Essa reflexão nos deixa claro em afirmar que precisamos saber o que queremos e que jamais devemos perder nossa fé que o principal fator que nos impulsa na caminhada da vida..valorizar os pequenos gestos das pessoas, tendo ciência que ha no mundo realmente pessoas que nos admiram, nos tormam seres humanos cada vez melhores…
    Parabens pelo texto Hotmar
    Abração
    Luciano

  3. hotmar 17 de março de 2010 at 13:28 #

    Jaime e Luciano, obrigado pelos pertinentes comentários! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Guilherme 18 de março de 2010 at 14:39 #

    Realmente fazer o bem sem pensar em algo em troca é uma coisa muita rica que poucos conhecem. Essas pequenas coisas que acontecem diariamente, muitas vezes me espantam quando eu reflito o que aconteceu, parece que certa coisa foi feita para você, e você chega na hora e no lugar certo…

    Ontem mesmo perdi minha chave da porta, procurei me controlar, e me conseguiram achar a chave. E ontem eu cheguei num loca q se eu chegasse mais um 1 segundo depois, não iria encontrar tal pessoa pois ela estava de saída.

    Fé tem força.

    Abração Hotmar, parabéns pelo blog e fica com Deus !

  5. hotmar 18 de março de 2010 at 15:50 #

    Guilherme, impressionante sua história sobre a chave da porta!!!

    Vc disse bem: “parece que certa coisa foi feita para você, e você chega na hora e no lugar certo…”

    Deus me disse para visitar meu blog agora há pouco que ia ter um comentário novo… e não é que de fato aconteceu!!??

    Obrigado pelos comentários. 🙂

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. gustavo 20 de março de 2010 at 9:33 #

    em breve vou contar uma história minha…vcs vão ver o que a fé e o pensamento positivo não fazem..

  7. hotmar 20 de março de 2010 at 12:40 #

    Gustavo, estamos ansiosos pela sua história… 🙂

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  8. David 20 de março de 2010 at 14:11 #

    Gosto muito do seu blog, sempre com ótimos posts, e você é uma pessoa quebra os paradigmas do senso comum de que pessoas que se interessam por mercados, dinheiro e finanças não são espiritualizadas.
    Parabéns pelos “escritos”, e continue assim.
    Paz e vida longa!

  9. hotmar 20 de março de 2010 at 15:56 #

    David, são comentários como os seus que renovam meu ânimo de continuar a escrever no blog. Muito obrigado! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  10. gustavo 21 de março de 2010 at 7:01 #

    Quando eu tiver mais tempo eu posto a minha história com mais calma. Acho que vcs vão gostar. Quero ver se vcs acreditam. Sobre o sua história, fantástica. As vezes o destino nos reserva surpresas inacreditáveis. Outro detalhe menor, mas não menos importante comentado por vc é a citação do livro do Nuno Cobra, tenho que seguir dois pensamentos dele: um vc já disse, deixar de beber algo durante a refeição e o outro é mastigar melhor os alimentos..rsss. é que to um pouco acima do peso. Vou focar um pouco mais nisso, afinal do contas quero ser um cara independente financeiramente, mas com saúde para poder usufruir minha “riqueza”. 🙂

    Em tempo, belo post do david.

    Abraço

  11. hotmar 21 de março de 2010 at 10:58 #

    Gustavo, estamos aguardando sua história! 😀 Quanto ao livro do Nuno Cobra, as dicas que ele dá são ótimas, porque focam no bem-estar físico e mental. Não obstante seja um livro publicado já faz alguns anos, seus ensinamentos continuam muito atuais. Aliás, é um dos livros que eu gostaria de resenhar por aqui, afinal de contas, aqui no blog não temos a restrição de “idade” dos livros para serem comentados – vide o livro “O milionário mora ao lado”, cuja edição data de 1999, e, no entanto, tivemos boa repercussão entre os leitores.

    E sua meta de buscar níveis mais elevados de saúde está corretíssima, já que a vida é um todo integrado, devendo sempre buscarmos o bem-estar em todas as áreas fundamentais de nossa existência.

    Por falar nisso, vou já dar uma caminhada pra eu mesmo melhorar minha saúde física…. 🙂

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  12. Reverson 21 de março de 2010 at 12:23 #

    Belíssimo post. Lembrei-me das palavras de Davi: “Confie no Senhor, e faça o bem; assim você habitará na terra e desfrutará segurança. Deleite-se no Senhor, e Ele atenderá aos desejos do seu coração.” Salmo 37.3-4 (NVI)
    Impressionante! Deus não está ao nosso serviço, e sim o contrário. Contudo Ele, com sua imensa graça e amor, não nos deixa faltar nada.
    Que o “Jeová-Jiré” continue a te abençoar e prover a sua casa.

  13. hotmar 21 de março de 2010 at 12:29 #

    Reverson, belíssimo esse trecho das Sagradas Escrituras, que você acabou de citar, o qual, aliás, é um dos meus favoritos, dentre tantos. E a minha resposta ao seu comentário só pode ser essa: amém!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  14. hotmar 21 de março de 2010 at 14:13 #

    Aliás, Gustavo, se vc quiser, pode me enviar por email, q eu transformo num post aqui no blog, se a história for grande, para dar mais visibilidade. Fica a seu critério: postar aqui na caixa de comentários, ou virar um artigo.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  15. gustavo 21 de março de 2010 at 16:15 #

    blz, pode ser um artigo mesmo. Vou tentar lembrar de todos os detalhes e te passo por e mail. agora estou meio sem tempo, preparando a documentação para o imposto de renda. :/

  16. hotmar 21 de março de 2010 at 18:50 #

    Ôpa, valeu, Gustavo! Acerte as contas com o leão aí, depois vc me passa o artigo. Sem pressa. 😉

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  17. gustavo 2 de abril de 2010 at 7:04 #

    hotmar, qual o seu e mail?

  18. hotmar 2 de abril de 2010 at 10:13 #

    Respondido via email!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  19. Evertonric 20 de dezembro de 2010 at 14:40 #

    Que legal, não tinha lido este seu post ainda
    Tbm acredito muito em Deus
    Abraços

  20. Guilherme 8 de janeiro de 2011 at 10:42 #

    Obrigado, Everton!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  21. Lidia 27 de abril de 2011 at 12:15 #

    Olá hotmar,
    Gostaria muito de contactá-lo por e-mail.
    Grata!

  22. Guilherme 27 de abril de 2011 at 20:38 #

    Vou enviar email pra vc!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  23. Michelle 10 de maio de 2011 at 15:47 #

    Guilherme,

    Parabéns pelos posts!

    Não conhecia o seu blog, achei uma fonte de energia!

    Poderia informar o teu e-mail?

  24. Guilherme 16 de maio de 2011 at 21:13 #

    Michelle, obrigado!

    Na página de “Contato” há informações sobre como me contactar!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  25. Dirlene 20 de julho de 2012 at 14:42 #

    Ual!
    Muito bom.
    Você é uma pessoa Iluminada!

  26. Guilherme 22 de julho de 2012 at 12:09 #

    Thaks, Dirlene!

  27. Rosana 27 de setembro de 2013 at 13:07 #

    Excelente post!

    A frase que mais gostei é:
    “Não é só nos momentos de tristeza que você deve recorrer à fé para superá-los, mas também nos fatos alegres e sobretudo inesperados você deve agradecer por ter uma força superior – Deus – que tudo faz para o bem de seus amados filhos.”

    Há muito tempo eu também parei de tomar sucos nas refeições e me sinto muito melhor assim.

    Abraços,

    • Guilherme 28 de setembro de 2013 at 15:26 #

      Obrigado, Rosana!

      Realmente, evitar tomar líquidos nas refeições é uma ótima medida para melhorar a nossa saúde.

      Abç

  28. Carlos Manoel Marques 5 de abril de 2015 at 12:14 #

    Dar sem esperar retorno…
    Sensacional, Guilherme! Mas quem o faz acaba recebendo, muito mais do que dá, e na forma de felicidade que passa a ser mais presente na vida de cada um. Para mim fez/faz parte de um processo que minha crença religiosa chma de “Reforma Íntima”. No começo é um gesto consciente, planejado. Como o tempo, vira um hábito automático que você pouco percebe. 🙂

    • Guilherme 5 de abril de 2015 at 15:13 #

      Obrigado, Carlos!

      Concordo com você, é um processo que acaba se tornando um hábito automático, se feito com sinceridade de coração. 😀

      Abç

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valores Reais » A história do leitor: sobre a força do pensamento positivo, coincidências e destino - 5 de abril de 2010

    […] com um artigo escrito por um leitor do blog, o Gustavo. A idéia de escrever o texto partiu de um artigo que escrevi a propósito de uma vontade que tive de beber refrigerante. Impulsionado pela idéia, o Gustavo resolveu abordar alguns fatos que ocorreram em sua própria […]

  2. Valores Reais » Resenha: Idéias que colam, de Chip Heath e Dan Heath - 16 de maio de 2010

    […] dos relatos mais interessantes que publiquei no blog foi a história do refrigerante, e teve uma repercussão bastante positiva, o que motivou inclusive a publicação de um ótimo […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes