Controlando os impulsos de consumo na prática: como economizei + de 40% (R$ 30,84) usando a força do pensamento

Dando seqüência ao processo de reconexão aos meus valores interiores, anteontem fui até a livraria do shopping buscar as novidades do mercado editorial, na área de administração financeira e investimentos. O legal de ir até uma livraria física é que você não tem noção do que pode vir pela frente: é possível folhear os livros, ler o sumário e algumas páginas para “sentir” se vale a pena comprar, enfim, você entra num território novo e desconhecido, que pode lhe garantir boas e agradáveis surpresas, como ocorreu comigo certa vez e outra.

Pois bem, depois de ficar um bom tempo examinado os diversos livros da área, fiquei particularmente interessado em duas obras sobre as quais até então eu não havia lido comentários a respeito. Foram dois livros que realmente despertaram minha curiosidade de continuar a leitura naquele momento mesmo.

Entretanto, a vontade era de pegar mais títulos, e eu, assim como outros amigos, tenho uma certa compulsão por livros, e essa compulsão deve ser limitada, assim como todas as demais necessidades de consumo. Feitas as duas escolhas que eu iria levar, fui verificar os preços. Um estava mais caro que eu imaginava: R$ 56,50. E o outro, bem mais barato, mais ou menos dentro de minhas expectativas: R$ 19,90. Se eu comprasse na livraria, sem fazer pesquisa de preços, gastaria o total de R$ 76,40, correndo o risco de pagar muito caro – afinal, e se eu encontrasse esses livros mais baratos na Internet? Na Estante Virtual?

Bom, eu tinha a opção de comprar o livro no dia seguinte, caso nessa livraria eu encontrasse os melhores preços. Ou simplesmente comprar na Internet, e, nesse caso, eu teria que esperar para lê-los. Aí entra a força do pensamento como estratégia fundamental para me auto-ajudar a economizar. Uma série de reflexões começaram a ser desencadeadas em minha mente, visando a me auxiliar nessa escolha de consumo.

A primeira delas é referente ao material que eu já tinha disponível em mãos para leitura. Logo percebi que já tinha, em casa, 3 livros prontos para serem lidos, dos quais 2 já estavam com a leitura iniciada. Ou seja, mesmo que eu comprasse os livros na livraria desde já, eu teria que esperar o término da leitura dos 3 livros anteriores para poder iniciar a leitura dos 2 seguintes. E, como ler demanda tempo, como resenhar demanda tempo, cheguei intuitivamente à primeira conclusão óbvia: valeria a pena esperar.

A segunda reflexão diz respeito ao preço em si. Como eu poderia voltar à livraria no dia seguinte, não custava nada eu fazer uma pesquisa na Internet para ver se valeria a pena comprá-los na livraria que eu havia visitado. Isso porque, mesmo com a demanda de 3 leituras já em andamento, talvez pudesse ser útil, do ponto-de-vista econômico, fazer a compra desde já. Como eu queria resolver a situação tão depressa quanto possível, tentei achar uma Internet disponível no shopping, para fazer a consulta de preços lá mesmo, e não ter que voltar no dia seguinte. Infelizmente, não consegui, então voltei para casa.

Chegando em casa, usei os habituais mecanismos de comparação de preços, e logo fiz a primeira descoberta: o tal livro que encontrei na livraria sendo vendido a R$ 56,50 estava sendo comercializado, na loja mais barata, pela módica quantia de R$ 33,92, um desconto de quase 40%! Surprised

Bom, achei bem interessante o preço, mas preço do livro não é tudo: há também os custos de fretes, e aqui o que normalmente temos são aquelas promoções de frete grátis para compras acima de R$ 79, R$ 99, R$ 199. Pois bem, eu não queria comprar mais produtos apenas e tão-somente para pegar o frete grátis. Eu queria pagar o menor preço possível nos livros, em termos absolutos, já que eram os únicos produtos que eu tinha em mente comprar.

Daí eu fui ver o preço do segundo livro, e, para minha surpresa, o preço não só estava bem mais barato que na livraria física (R$ 11,64 contra R$ 19,90), como também o preço mais barato estava sendo ofertado pela mesma loja que estava oferecendo o preço mais barato pelo livro mais caro! Há um terceiro detalhe adicional nessa história toda: fazendo uma simulação de compra, percebi que o frete estava sendo gratuito! 😀

Aí não tive dúvidas: tendo em vista que já tenho farto material de lazer para ocupar minhas horas livres pelos próximos dias, resolvi fazer a compra na Internet e aguardar mais alguns dias. O que era uma compra de R$ 76,40 no impulso acabou se transformando numa compra inteligente e pensada de apenas R$ 45,56, um desconto de exatos R$ 30,84, o que representa uma economia de incríveis 40%! 😀

Observem que eu não estou falando de compra de um produto mais barato no lugar de outro produto mais barato: estou falando da compra do mesmíssimo produto, que estava sendo vendido por uma diferença exorbitante entre duas lojas distintas, a qual eu estaria pagando caso não tivesse planejado minhas próximas atividades e caso não tivesse feito uma pesquisa de preços.

Dicas para suas próximas compras

Essa experiência prática no nível das ações do cotidiano pode lhe ajudar também a fazer compras inteligentes e utilizando igualmente a força do pensamento. Primeiramente, estabelecendo o que comprar, é preciso eleger prioridades: será que isso é realmente útil e necessário agora, ou pode ser deixado para depois? Em outras palavras, faça um processo de reflexão interior, levando em conta suas atuais necessidades de consumo, bem como o tempo de que dispõe, para ver se vale a pena levar a compra adiante.

Em segundo lugar, faça pesquisa de preços, principalmente se você tem em vista a compra em função da qualidade intrínseca de um objeto específico, e não de um objeto que pode ser escolhido dentro de sua categoria. Por exemplo, se você procura uma geladeira que tenha tais e quais especificações, poderá se contentar com uma que, embora seja mais barata, preencha suas finalidades de consumo. Nesse caso, a negociação se estabelece com o vendedor, na busca pela geladeira de menor preço (que normalmente também é o melhor preço), podendo ampliar seu leque de consultas.

Por outro lado, se você busca uma geladeira da marca “x”, e já pré-eliminou as demais de sua categoria, faça valer seu poder de pesquisa, e busque com mais intensidade o menor preço possível, valendo a pena até, nessas circunstâncias, abrir mão do tempo e esperar um pouco até o produto chegar.

Quaisquer que sejam suas atitudes, é importantíssimo estabelecer critérios próprios para evitar compras impulsivas. Elas não só significarão mais dinheiro para o seu bolso, como também escolhas mais adequadas ao seu uso e utilidade, tornando o seu consumo de muito melhor qualidade.

Boas compras! 😀

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

11 Responses to Controlando os impulsos de consumo na prática: como economizei + de 40% (R$ 30,84) usando a força do pensamento

  1. Henrique Carvalho 20 de fevereiro de 2010 at 16:37 #

    Que legal Hotmar!

    Agora fiquei com uma curiosidade:

    Quais seriam os livros comprados e por onde os comprou?

    Parabéns pela economia!

    Abraços!

  2. hotmar 20 de fevereiro de 2010 at 17:37 #

    Ôpa, grande Henrique!

    Bem, os livros comprados foram……….(em breve saberemos… :wink:)

    Qto à compra, fiz na Walmart, que, aliás, está com uma política de preços baixos bastante agressiva em relação aos livros. Ainda bem pra nós, consumidores. Espero q continue assim, já q nos EUA ela tb costuma apertar a concorrência com baixos preços e baixas margens.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  3. Rafael 20 de fevereiro de 2010 at 22:01 #

    Parabéns,

    Também penso assim hotmar, mas sempre tem alguem para nos dizer que o valor é irrisório. Nessas horas fico pensando se alguem não dá valor ao pouco que tem imagina quando tiver muito. Bom final de semana.

    Abraço

  4. Luis Otávio 21 de fevereiro de 2010 at 1:43 #

    Hotmar, parabéns! (não canso de falar isso)
    No começo, fiquei meio cético, achei que era um post sobre vida frugal, mas quando li até o final vi que você não trocou os produtos, somente fez uma pesquisa.

    Excelente desconto, 40%!!!

    Parabéns mais uma vez.

    Abração.

  5. hotmar 21 de fevereiro de 2010 at 18:10 #

    Rafael e Luís, obrigado! 😀

    De fato, são as pequenas economias do dia-a-dia que, somadas, farão grande diferença lá na frente. O fato de eu não ter comprado produtos diferentes, mas os mesmos produtos, ofertados com disparidades de preços entre as lojas, garantem que não haverá perda de qualidade, já que a compra foi fundamentada no valor objetivo dos produtos.

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Fabio 12 de agosto de 2011 at 13:09 #

    Tenho outro feliz exemplo recente de economia como essa. Um grande amigo meu vai se casar, e o mesmo junto com sua esposa elaborou uma lista online de presentes, e como queria presenteá-lo com algo útil escolhi um aspirador de pó, um modelo simples mas prático. Porém, utilizando o site buscape, verifiquei que este sofre variações extremas, indo de 90 reais até 180, ou seja, 100% de uma loja para a outra. Mas na loja mais barata, que prefiro não citar o nome, não há promoções associada ao meu cartão do itau, que sempre verifico pelo link http://www.itaucard.com.br/vantagens/vantagens.htm, e ainda cobrava um frete de R$18,00, totalizando 103 reais. No entanto, a segunda loja que vendia mais barato, tinha parceria com meu cartão, dando um desconto de 15 reais em compras acima de 100, e como o produto estava custando, nessa loja, 105 reais, totalizaria 90 reais. Mas a minha maior surpresa foi ver que a referida loja não cobrava frete para este produto, tendo um custo total menor do que a loja com preço inferior. E pra fechar ainda mais o meu desconto, na hora de pagar verifiquei que se pagasse por boleto, teria um desconto extra, e o mesmo produto ficou por R$85,50, ou seja, um desconto superior de 50% do valor mais caro na internet o qual deve se aproximar do preço de lojas físicas. Fica ai as seguintes lições para compra online:
    – Veja se o seu cartão ou algum site de descontos oferece descontos na loja que está com os dois ou três preços mais baixo.
    – Verifique sempre o preço total, ou seja, produto mais frete, sempre contando com um frete grátis em alguma loja.
    – Na hora do pagamento, sempre veja se o boleto ou uma transferência não oferece um desconto adicional na hora de pagar.

  7. Guilherme 16 de agosto de 2011 at 19:48 #

    Fabio, ótimas dicas e bastante legal sua experiência também!

    São essas pequenas economias que vão fazendo o bolo do dinheiro para investimentos crescer e fermentar!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  8. Investidor de Risco 24 de maio de 2012 at 22:03 #

    Boa… eu que costumo comprar os livros pela cômoda internet, vou passar a frequentar mais as livrarias… tem uma boa em frente ao meu trabalho e ainda assim tenho perdido a oportunidade de visitá-la…

    Valeu!

    • Aline Silva 25 de maio de 2012 at 10:27 #

      Investidor, eu também gosto muito de comprar livros, e gostei mais ainda depois de conhecer o sebo Estante Virtual, você compra com a comodidade da internet, e pagando bem pouco, é só procurar direitinho. Dá uma olhada.

      • Guilherme 27 de maio de 2012 at 8:42 #

        Pois é, IR, a Internet é excelente para encontrar os livros mais baratos – o depoimento da Aline confirma isso. Agora, para quem gosta de ler, acho que ainda vale a pena circular por uma boa livraria, ver as novidades, folhear… é um ambiente que estimula ainda mais a leitura, pois podemos descobrir títulos que de outra maneira não descobriríamos…

        Se deparar, por acidente ou incidente, com uma boa obra, é um prazer que as livrarias físicas ainda oferecem…depois, se der vontade de comprar, use a Internet pra ver o preço mais barato. 🙂

        É isso aí!
        Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Como economizei + de 66,8% (R$ 26,74) comprando o *mesmo* produto, na *mesma* loja, maaasss… utilizando a Internet como ambiente de compra « Valores Reais - 2 de outubro de 2011

    […] do mercado editorial, na área de administração financeira e investimentos. Como eu já disse anteriormente, “O legal de ir até uma livraria física é que você não tem noção do que pode vir pela […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes