“Eu descobri essa alegria, essa liberdade de ser feliz precisando de pouca coisa.”

Essa frase que ilustra o título desse artigo é de autoria de Estevam de Assis, proprietário da maior rede de supermercado com capital 100% nacional, a Bretas, muito popular nos Estados de Goiás, Minas Gerais e da Bahia. Histórias de pessoas que lutaram para vencer na vida sempre são interessantes porque contém cases de sucesso, e melhor ainda quando tem alguma lição a ser extraída, como é o caso da história de hoje.

Hoje, eu passei na banca e comprei o jornal O Estado de S. Paulo, e a reportagem me chamou muito a atenção pelo aparente paradoxo entre a vida profissional e a pessoal desse empresário. Apesar de sua empresa ter faturado a astronômica cifra de R$ 2,1 bilhões em 2009, Estevam é uma pessoa de hábitos extremamente simples e generosos, que optou por adotar um estilo de vida frugal. De acordo com a reportagem, que pode ser acessada na íntegra aqui, ele não tem televisão nem computador em casa, e vai para o seu escritório dirigindo um carro 1.0. Ah, sim, ele mora num apartamento alugado.

Os votos de simplicidade total na vida se manifestam também na hora de gastar seu salário: doa 95% do que ganha, especialmente para causas da Igreja. Segundo ele, não se trata de voto de pobreza, porque ele não é pobre. E faz a seguinte afirmação:

“Mas eu não posso comprar mais nada. Se ganho uma camisa, tenho de doar outra do armário. Eu descobri essa alegria, essa liberdade de ser feliz precisando de pouca coisa.”

Apesar de ser uma pessoa de hábitos simples na vida pessoal, no campo dos negócios tem habilidade que lhe garante franca expansão nas vendas, e que faz sua rede ser assediada por várias das empresas do ramo, fundos de pensão e de participação estrangeiros.

Esse exemplo prático nos fornece muitas lições, dentre elas a de que é possível conciliar uma vida de sucesso nos negócios sem se deixar levar por um estilo de vida extravagante. O segredo é saber viver com o suficiente, ser feliz com o que se tem, e Estevam incorporou essa ideia ao seu estilo de vida. Existem valores mais importantes a serem cultivados, e não é com bens materiais que iremos preencher as nossas reais necessidades. Parabéns ao Estevam, tanto pelo lado profissional, quanto pelo estilo de vida frugal que adotou. 😀

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

,

9 Responses to “Eu descobri essa alegria, essa liberdade de ser feliz precisando de pouca coisa.”

  1. Luis Otávio 17 de fevereiro de 2010 at 0:04 #

    Hot,
    Como sempre, seu blog está excelente. Parabéns!

    Seu grande fã, Luis.

    Abraços.

  2. Reverson 17 de fevereiro de 2010 at 13:43 #

    @Luis Otávio

    Assino embaixo!

    Parabéns!

  3. hotmar 17 de fevereiro de 2010 at 18:48 #

    Luís Otávio e Reverson, muito grato pelas palavras! 😀

    O retorno de vocês é importantíssimo para eu saber se os textos estão caminhando na direção certa, de promover a educação financeira e um estilo de vida condizente com os valores que são prezados. 😉

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  4. Ana 29 de abril de 2012 at 9:07 #

    Muito bacana.
    É por artigos como esse que eu acompanho o valores reais!
    Parabéns, Guilherme.

  5. Guilherme 29 de abril de 2012 at 15:42 #

    Obrigado pelas palavras, Ana!

    E recomendo a todos o blog da Ana, para quem curte aprender: http://www.videoaulasbyana.com.br/ 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Ana 29 de abril de 2012 at 18:21 #

    Obrigada pela recomendação, Guilherme! 😀

  7. Guilherme 1 de maio de 2012 at 17:57 #

    Você merece! 😀

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  8. Agnaldo 25 de agosto de 2015 at 11:17 #

    Muito boa essa história.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Valores Reais » Athina Onassis: (mais uma) milionária de hábitos frugais - 6 de março de 2010

    […] publicamos com frequência – e por quê não dizer também com prazer? – aqui no blog, como o caso do brasileiro dono de uma rede de supermercado que fatura bilhões, que mora em casa alugada, não tem TV nem computador em casa e vai para a empresa dirigindo seu […]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes