[Portal RPC] Gastos burocráticos no financiamento de um imóvel

Dias atrás, estava lendo o jornal paranaense Gazeta do Povo, quando me deparei com uma matéria muito interessante acerca dos custos de um financiamento imobiliário.

Para quem pensa em imóveis como uma alternativa de investimento, considero muito apropriado pensar em fundos de investimentos imobiliários (FIIs), em que os rendimentos provenientes de aluguéis são isentos de imposto de renda, preenchidas determinadas condições. Sobre os fundos imobiliários, recomendo fortemente a leitura de dois sites imperdíveis sobre a matéria: o portal Fundo Imobiliário, do consultor Sérgio Belleza Filho, e o blog HC Investimentos, do meu amigo e assíduo freqüentador do blog, Henrique Carvalho.

O problema de pensar em imóveis financiados como investimento reside em alguns custos de transação que  simplesmente não existem no investimento em fundos imobiliários. A reportagem da Gazeta aborda dois desses custos: despesas com certidões negativas de imóveis (em média R$ 150), e registro de imóvel, com o pagamento do imposto de transmissão de bens imóveis – ITBI, cuja alíquota varia de cidade para cidade – em Curitiba, sede do referido jornal, a alíquota é de 2,4% do preço pago, para imóveis acima de R$ 80 mil. Os demais procedimentos burocráticos estão listados aqui.

Diante de todas essas etapas e custos, é bom refletir se vale a pena vislumbrar a compra financiada de imóvel como alternativa de investimento. Talvez seja mais interessante pesquisar outras formas de investimento imobiliário, como terrenos e fundos imobiliários.

É isso aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

No comments yet.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes