Algumas lições de economia doméstica – ou seria pão-durismo? – by Warren Buffet (extraído da “Bola de neve”)

Warren Buffett é considerado um dos maiores investidores em ações, de todos os tempos – senão o maior. O seu talento de avaliar empresas, somada à sua capacidade de analisar dados e informações múltiplas, lhe deram o posto de figurar sempre entre as pessoas mais ricas do mundo. Ainda pretendo falar bastante dele aqui no blog, sobretudo pelos valores éticos que inspira.

Atualmente, tenho lido a biografia dele – “A bola de neve” – e resolvi registrar aqui algumas dicas de economia doméstica – ou seria pão-durismo? 😆 – que ele utilizava na década de 50. A seguinte passagem foi extraída da página 201 do livro:

Susie [falecida esposa de Warren] compreendeu isso bem até demais. Mesmo dentro de seu prédio residencial, Warren logo conquistou a fama de pão-duro e excêntrico. Somente depois de passar vergonha por conta do estado das suas camisas no trabalho – pois Susie só passava o colarinho, o bolso da frente e os punhos -, ele permitiu que ela as mandasse para uma lavanderia. Além disso, fez um acordo com uma banca de jornal do bairro para comprar revistas da semana anterior com desconto quando estivessem para ser jogadas fora. Não tinha carro e, quando pegava o de um vizinho emprestado, nunca enchia o tanque. Quando finalmente comprou um carro, ele o lavava apenas se estivesse chovendo, para que a chuva fizesse o trabalho braçal de enxaguá-lo.

Vale lembrar que isso era realmente um contraste (com sua crescente fortuna), mas as pessoas o admiravam exatamente por causa disso – vide trecho da página 351:

As pessoas achavam reconfortante o contraste entre os gostos caseiros de Buffett e sua fortuna cada vez maior. Suas maneiras cordiais, seu humor autodepreciativo e seu jeito tranquilo deixavam os outros à vontade.

Um ótimo feriado a todos!

É isso aí!

Um grande abraço e que Deus lhes abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

7 Responses to Algumas lições de economia doméstica – ou seria pão-durismo? – by Warren Buffet (extraído da “Bola de neve”)

  1. Henrique Carvalho 4 de novembro de 2009 at 16:37 #

    Hotmar,

    Quando acabar de ler não deixe de nos deixar sua impressão sobre o livro!

    Afinal, o Warren é uma lenda viva!

    Abraços!

  2. hotmar 4 de novembro de 2009 at 22:54 #

    Com certeza, Henrique!

    O legal é ler a biografia de uma pessoa que está saindo nas notícias dos jornais pelas novas aquisições que tem feito: http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2009/11/04/warren+buffett+paga+us+44+bi+por+ferrovia+nos+eua+9015909.html

    Ou seja, é uma lenda viva, e bota viva nisso!

    É isso aí!
    Um grande abraço e que Deus lhes abençoe!

  3. Clóvis Diego 5 de novembro de 2009 at 13:34 #

    Complementando…
    Quando Susie queria comprar um carro, Warren pediu para ela procurar o mais barato que havia no bairro, e o mais seco (sem opcionais).

    Eita, não sei se eu chegaria a um ponto desse não!

  4. Willy Fog 23 de julho de 2010 at 18:42 #

    Depois de ler esse texto, fiquei com mais vontade de ler este livro, faz tempo que ele está na minha lista.

    Abcs

  5. Guilherme 24 de julho de 2010 at 7:52 #

    Willy, o livro é ótimo!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

  6. Marcos Vinicius Goulart 1 de julho de 2011 at 23:51 #

    Li o Livro, é muito bom!

  7. Guilherme 2 de julho de 2011 at 7:58 #

    Parabéns, Marcos!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes