Prorrogação da redução do IPI por mais 3 meses

Segundo notícia publicada pela Folha Online, o Governo Federal prorrogará a redução do IPI – imposto sobre produtos industrializados – sobre veículos e produtos da linha branca (eletrodomésticos, por exemplo), por mais 3 meses:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manterá por mais três meses a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados na compra de veículos. Em outubro, o imposto subirá gradualmente, voltando aos percentuais originais no final do ano. […] A extensão do IPI reduzido incluirá eletrodomésticos, como fogões e geladeiras. As novas medidas de estímulo devem ser anunciadas depois de amanhã pelo Planalto, que também lançará pacote para o setor de máquinas e equipamentos.

Para quem pensa em, nos próximos meses, adquirir tais tipos de bens de consumo, essa medida de prorrogação vem em boa hora, pois todos sabemos que a carga tributária que incide sobre produtos e serviços no Brasil ainda é extremamente elevada e onerosa, e poder comprar veículos, geladeiras e fogões por preços reduzidos sem dúvida é uma medida que permitirá uma significativa economia para o orçamento doméstico de milhares de famílias brasileiras.

Entretanto, se você pretende aproveitar essa redução do IPI, tome cuidado para não se endividar além de sua capacidade financeira, conforme alertaram o Luís e o Henrique, nos comentários desse artigo. A questão é saber negociar com os vendedores, se for pagar à vista; e, se for pagar parceladamente, verifique se estão cobrando juros. Faça também uma pesquisa entre diferentes lojas, e tente barganhar por um preço mais em conta.

Tão importante quanto aproveitar a tributação reduzida é consumir com qualidade e com consciência, sem impactar negativamente suas finanças.

É isto aí!

Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

Print Friendly, PDF & Email

,

3 Responses to Prorrogação da redução do IPI por mais 3 meses

  1. Luis Otávio 28 de junho de 2009 at 19:48 #

    Acho ótima essa medida do governo, mais um ponto para o Brasil.
    O único problema que vejo a longo prazo é que a baixa e classe média irão se endividar e com isso aumentar a inadimplência, como já está acontecendo.

    Ótima matéria!

    Abraços.

    Luis Otávio.

  2. Henrique Carvalho 28 de junho de 2009 at 20:32 #

    Ótima materia Hotmar!

    Concordo com o Luis na questão da inadimplência, atingindo níveis mais altos…

    Abraços!

  3. hotmar 28 de junho de 2009 at 21:43 #

    Quero agradecer ao Luís e ao Henrique pelos comentários, que resultaram em uma melhoria no artigo que originariamente escrevi, com os devidos créditos!

    É isto aí!
    Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes